Folha Dirigida Entrar Assine

IFS prorroga validade do concurso para técnico-administrativos

Prazo de validade do concurso para técnico-administrativos do IFS foi prorrogado por mais dois anos.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) prorrogou o prazo de validade de seu concurso público para técnico-administrativos, realizado entre 2016 e 2017. Agora mais aprovados podem ser convocados até fevereiro de 2021. 

A prorrogação do prazo foi publicada no Diário Oficial da União e na página de concursos do IFS. No mesmo endereço os candidatos podem acompanhar as convocações divulgadas pela instituição.

Entenda como funciona o prazo de validade do concurso

Publicado em agosto de 2016, o edital do concurso IFS ofertou 16 vagas em cargos técnico-administrativos. Na mesma época, foi aberta seleção com 12 vagas no magistério, totalizando 28 oportunidades. Os concorrentes foram avaliados por meio de provas dissertativa e didática, de caráter eliminatório, e avaliação de títulos, de caráter classificatório.

IFS Sergipe Campus Socorro (Foto: Divulgação)
Selecionados no concurso IFS têm direito a uma série de benefícios
(Foto: Divulgação)

Iniciais do concurso chegam a R$3 mil

Das vagas imediatas do concurso, dez eram destinadas a cargos de nível médio. Os vencimentos dessas carreiras eram de R$2.051,90. As outras seis vagas contemplavam cargos de nível superior, com inicial de R$3.868,21.

Além do vencimento, os selecionados para o IFS têm direito a:

  • incentivo à qualificação
  • auxílio-alimentação
  • auxílio-transporte
  • auxílio pré-escolar
  • saúde suplementar e outros

A carga de trabalho será de 40 horas semanais, distribuídas em dois períodos, podendo ser manhã, tarde ou noite, de acordo com as necessidades da Instituição. A exceção é o cargo de regente, cuja jornada é de 25 horas por semana. 

Os períodos de trabalho serão definidos nos locais de lotação. As contratações são feitas pelo regime estatutário, que assegura estabilidade. Entenda as diferenças entre os regimes de contratação!

Na coluna Espaço Jurídico, o advogado Sérgio Camargo explica como funciona a ordem de convocação em concursos públicos:





Comentários