Concurso Ifam: contrato com banca é estendido até maio de 2020

Ifam prorroga contrato com a banca do concurso para técnicos e docentes até maio de 2020.

Foi publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira, 19, o extrato de prorrogação do contrato com o Idecan para o concurso Ifam. Conforme consta no documento, a vigência agora fica estendida até maio de 2020. 

O motivo da prorrogação não foi divulgado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas. O que se sabe é que pode ter havido algum tipo de interrupção ou atraso no ritmo de trabalho. 

O concurso Ifam oferece vagas em cargos técnico-administrativos (área de apoio) e para docentes. No primeiro caso, os resultado final foi homologado no dia 30 de outubro e ficará vigente pelos próximos dois anos, prazo que poderá ser prorrogado por mais dois. 

Já no caso de docentes, a seleção ainda está em fase de divulgação de resultados e de aferição de pessoas autodeclaradas negras. Todo esse trâmite, que é de responsabilidade da banca, deverá ser concluído antes do término da vigência do contrato. 

Só então os resultados para as vagas de professores também poderão ser homologados. Assim como para técnicos, a validade será de dois anos prorrogáveis por mais dois. 

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Concurso Ifam tem 113 vagas nos níveis médio e superior

Aberto em janeiro deste ano, o concurso Ifam visa o preenchimento de 113 vagas, sendo 49 em cargos técnico-administrativos e 64 para professores. As oportunidades contemplam os níveis médio e superior.

A oportunidades foram divididas em dois editais. O primeiro com as vagas da área de apoio, sendo 12 de nível médio, 13 de nível médio/técnico e 24 de nível superior. Os vencimentos básicos correspondem a R$1.945,07, R$2.446,96 e R$4.180,66, respectivamente.

A exceção é o cargo de assistente em administração, de nível médio, que também tem inicial de R$2.446,96. Os selecionados ainda terão direito a 

  • auxílio-alimentação de R$458
  • auxílio pré-escolar de R$321 (para filhos menores de seis anos)
  • auxílio saúde (caso o servidor tenha Plano de Saúde)
  • auxílio-transporte. 

Já o segundo edital oferta 64 vagas para docentes do ensino básico, técnico e tecnológico em várias áreas. A remuneração inicial é de R$4.463,93, mas pode variar conforme a titulação do professor, chegando a R$9.600,92. 

O requisito é a formação de nível superior na respectiva área. Esses também recebem auxílio-alimentação (R$458), auxílio pré-escolar de para filhos menores de seis anos (R$321), auxílio saúde (caso o servidor tenha Plano de Saúde) e auxílio-transporte. 

No caso dos cargos técnico-administrativos, os resultados já foram homologados, mas o instituto ainda não divulgou quando vai iniciar as convocações. A expectativa é que os resultados para docentes sejam homologados ainda este ano. 

Os candidatos às vagas de docente já podem verificar os resultados definitivos das etapas de prova de títulos e avaliação de desempenho no site do Idecan. Ambos os resultados foram publicados no dia 30 de outubro.

O concurso Ifam atraiu um total 29.586 candidatos, sendo que 21.704 foram para vagas da carreira de técnico-administrativos e 7.882 para docentes. 

(Foto: Reprodução)
Provas do concurso Ifam foram aplicadas em abril
(Foto: Reprodução)

Candidatos realizaram até três etapas de avaliação

Os candidatos a cargos técnico-administrativos do concurso Ifam foram avaliados somente com prova objetiva. Já os professores foram submetidos, além do exame de múltipla escolha, a uma prova didática e análise de títulos. 

As provas objetivas foram aplicadas em abril para cerca de 29 mil pessoas, nos turnos da manhã e da tarde. Os concorrentes tiveram quatro horas para responder a 50 ou 60 questões, dependendo do cargo.

As disciplinas abrangeram Português, Raciocínio Lógico, Informática Básica, Legislação e Ética na Administração Pública, Conhecimentos Pedagógicos (docentes) e Conhecimentos Específicos.

A prova de desempenho didático para docentes consistiu em uma aula expositiva com duração de 30 a 40 minutos. O exame foi aplicado somente aos que foram classificados na prova objetiva.

No mesmo dia os candidatos a professor apresentaram os títulos. Porém, foram avaliados apenas os documentos daqueles que foram aprovados nas duas etapas anteriores.