Concurso IBGE temporários: por que Poços de Caldas-MG foi escolhida?

A cidade mineira, Poços de Caldas, foi a escolhida para o Censo Experimental que acontecerá entre setembro e novembro deste ano.

Das 2.459 vagas solicitadas para o concurso para temporários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 209 já foram autorizadas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Esses profissionais atuarão em Poços de Caldas, cidade onde será realizada o Censo Experimental, que funcionará como uma espécie de ensaio geral do Censo Demográfico 2020. 

O Censo Experimental está previsto para acontecer entre os meses de setembro e novembro de 2019. Os profissionais que atuarão nessa fase teste deverão ser contratados em julho.

Mas por que o município foi o escolhido? Segundo informações do IBGE, o instituto costuma fazer esse tipo de teste em cidades médias. Isso porque nesses locais é possível encontrar uma diversidade de características que permitem testar as variáveis contidas no questionário do Censo Demográfico. 

“Essa escolha também tem razões logísticas, pois nestas cidades os recenseadores podem se deslocar mais facilmente do que nas grandes metrópoles do país”, explicou a coordenação de comunicação social do IBGE.

O município de Poços de Caldas, no sudoeste de Minas Gerais, a 468 km de Belo Horizonte, tem uma população estimada em 166.111 pessoas. Poços de Caldas conta com uma região de 546,958 km², segundo dados do IBGE de 2018. Em 2017, foi considerado o 15° município mais populoso de Minas Gerais.

O turismo é uma das principais atividades econômicas da cidade. Entre os principais pontos turísticos estão a estátua do Cristo Redentor, a Cachoeira Véu das Noivas, o Recanto Japonês, o Teleférico e Serra São Domingos.

Inicie já sua preparação para o concurso!

Edital do concurso deve sair ainda este mês

O edital do concurso para os temporários que atuarão em Poços de Caldas está previsto para ser publicado ainda este mês. As vagas serão distribuídas pelos cargos de recenseador (180), agente censitário municipal (4) e agente censitário supervisor (25). Cada profissional terá o seguinte tempo de contrato e salário:

Cargo Tempo de contrato Remuneração
Agente Censitário Municipal - ACM 6 meses R$ 2.400,00
Agente Censitário Supervisor - ACS 5,5 meses R$ 2.000,00
Recenseador 2 meses R$ 1.100,00*

►Baixe simulado para recenseador!
►Baixe simulado para agente censitário!

Os candidatos passarão por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório. A avaliação terá duração de quatro horas e serão aplicadas no município de Poços de Caldas-MG. 

 Exclusivo! Veja projeto básico do concurso IBGE para temporários

Segundo informações do IBGE encaminhadas à FOLHA DIRIGIDA, as provas devem ser aplicadas em junho. O exame será composto por 60 questões para agentes censitários e 50 para recenseador. Veja como serão distribuídos os conteúdos:

  • Recenseador (nível fundamental): Língua Portuguesa (15), Matemática (15) e Conhecimentos Técnicos (20);
  • Agentes censitários (nível médio): Língua Portuguesa (15), Raciocínio Lógico e Quantitativo (10), Conhecimentos Técnicos (10) e Noções de Administração e Situações Gerenciais (25).
IBGE Pad
Profissionais do Censo Experimental atuarão em Poços de Caldas-MG
(Foto: Divulgação)

IBGE aguarda autorização de concurso para 2.250 vagas temporárias

O projeto básico desta primeira seleção também traz informações sobre o outro concurso que deverá ser realizado pelo IBGE, este para 2.250 vagas temporárias. Desse total, serão 1.450 vagas para coordenador censitário de subárea e 800 para agente censitário operacional. Ambas as funções exigem o nível médio.

As vagas serão distribuídas entre os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Todos os candidatos farão provas objetivas, aplicadas em 1.091 municípios com vagas no concurso. 

Os concorrentes terão a possibilidade de escolher realizar a prova em uma cidade diferente da lotação em que atuará, caso aprovado. A prova objetiva terá 60 questões, divididas da seguinte maneira:

  • Coordenador censitário de subárea: Língua Portuguesa (15), Noções de Administração e situações gerenciais (35) e Raciocínio Lógico (10); 
  • Agente censitário operacional: Língua Portuguesa (15), Raciocínio Lógico (10) e Noções de Administração (35). 

O maior quantitativo de vagas para o Censo Demográfico, no entanto, ainda deve ser informado pelo órgão. Ao todo, são esperadas 250 mil vagas. 

♦ Concurso IBGE para temporários deverá gerar 250 mil vagas
♦ Concurso IBGE: aposentadorias aumentam e 28% do quadro já pode se sair

Além dos temporários, o IBGE também luta por um concurso para efetivos. O pedido de 1.800, feito em 2017, foi arquivado pelo extinto Ministério do Planejamento.

Porém, o instituto confirmou à FOLHA DIRIGIDA que encaminhará novamente ao governo uma solicitação. O número de vagas deverá ser o mesmo: 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico e 600 de analista. Lembrando que os órgãos federais tem até o dia 31 de maio para enviar suas demandas por concursos.

Como planejar estudos para concurso? 



Comentários