Concurso IBGE está na pauta da próxima reunião do órgão com a Assibge

Assibge quer realizar reunião com a nova presidente do IBGE após o carnaval para falar sobre concursos.

A Associação Nacional de Servidores do IBGE (Assibge) quer realizar uma reunião com a nova presidente do órgão, Susana Cordeiro Guerra. O objetivo é discutir, entre outras questões, a realização do próximo concurso público, cujo pedido de vagas será encaminhado ao governo. 

A informação foi transmitida pelo sindicato à FOLHA DIRIGIDA nesta terça-feira, 26. O encontro com representantes da Assibge e Susana Guerra deve ocorrer após o feriado de Carnaval. O grupo já havia solicitado, no início do mês, uma reunião com o então presidente, Roberto Luis Olinto Ramos, o que não chegou a acontecer.

Perguntas e respostas sobre o próximo concurso IBGE

A nova presidente já demonstrou interesse em recompor o quadro de pessoal do instituto. Durante sua cerimônia de posse na última sexta-feira, 22, ela falou sobre a perda de mais de 30% do quadro de pessoal nos últimos anos e do risco de mais pessoas se aposentarem em breve.

Novo pedido de concurso deve ser enviado até maio

O IBGE já confirmou que vai encaminhar um novo pedido de concurso ao governo este ano. Embora o número de vagas solicitadas ainda não tenha sido divulgado, espera-se que seja 1.800, mesmo número que foi solicitado em 2017. 

Os pedidos de concurso são enviados até o dia 31 de maio pelos órgãos ao governo federal, considerando os mesmos moldes de 2018. Uma vez protocolado o pedido, a abertura da seleção deverá aguardar autorização do governo.

No último pedido do IBGE, realizado em 2017, foram solicitadas 1.200 para técnico, que exige nível médio. A remuneração inicial é de R$3.890,87, mas pode alcançar R$5.340,27 com os benefícios e gratificações. 

Conheça a carreira de técnico do IBGE

As outras 600 vagas pedidas eram no cargo de analista, que exige formação de nível superior em qualquer área. Nesse caso, os ganhos iniciais chegam a R$8.213,07. Nos valores já está incluso o auxílio-alimentação de R$458. 

A última seleção para efetivos do IBGE foi feita em 2015 e também foram oferecidas vagas de técnico e analista. Sob organização da Fundação Getulio Vargas (FGV), os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva. 

O exame consistia em 60 questões para técnico, sendo dez de Conhecimentos Específicos do IBGE, 15 de Geografia, 15 de Matemática e 20 de Português. Já para analista foram 70 questões sobre Conhecimentos Básicos (Português, Inglês e Raciocínio Lógico Quantitativo) e Conhecimentos Específicos.

IBGE (Foto: Divulgação)
Último concurso para efetivos do IBGE foi em 2015
(Foto: Divulgação)

IBGE também deve lançar edital para temporários

O concurso para temporários do IBGE deve acontecer até setembro deste ano. Acontece que a partir deste mês ocorre Censo Experimental, uma espécie de teste para o Censo 2020, ao qual se destina a contratação dos temporários.

A seleção, de acordo com o órgão, tem preparativos adiantados, mas ainda depende de autorização formal do governo. São esperadas 250 mil vagas temporárias, com lotações em todo o Brasil, nos níveis fundamental, médio e superior. 

⇒ Recenseadores - contrato de até cinco meses; nível fundamental
⇒ Agentes regional e administrativo - contrato de até um ano; nível médio
⇒ Agentes municipal e de informática - contrato de até dez meses; nível médio
⇒ Agente supervisor - contrato de até nove meses; nível médio
⇒ Analista censitário - até dois anos; nível superior





Comentários