Concurso IBGE: mesmo sem aval, órgão finaliza edital de remoção

O IBGE está finalizando o edital de concurso de remoção interna. Nova seleção será discutida com o Planejamento nesta terça, 22.

Os procedimentos para o concurso IBGE podem estar esquentando, apesar de a autorização do Ministério do Planejamento ainda não ter saído. Isto porque o edital de remoção interna, para servidores do Instituto Brasileiro de Geogragia e Estatística que desejam mudar de lotação, já está sendo finalizado. Tradicionalmente, essa seleção interna antecede a abertura de um concurso público. 

O IBGE, portanto, vai fazendo a sua parte na espera por uma autorização para abrir nova seleção. A informação foi passada pelo presidente do IBGE, Roberto Olinento, à Associação e Sindicato Nacional dos Servidores do IBGE (Assibge). O encontro aconteceu na segunda, 14 de maio.

Concurso IBGE (Foto: Ibge)
Concurso IBGE será discutido em nova reunião (Foto: IBGE) 

De acordo com a Assibge, a reunião foi produtiva e o presidente do instituto demonstrou pleno acordo com a necessidade de realização imediata de concurso público, para garantir o cumprimento do programa de trabalho da instituição, inclusive o Censo Demográfico de 2020.

Em nota, o sindicato revelou que para o presidente “a situação chegou a um limite”, referindo-se à grave restrição no quadro de pessoal, que terá como consequência a paralisação de parte da produção do IBGE, caso não sejam realizados concursos. Confira um trecho do texto divulgado:

"De acordo com o Presidente, seu objetivo é levar ao novo ministro do Planejamento um apelo para que a questão da carreira seja encaminhada o mais breve possível e o novo concurso saia até o final do ano, para que os aprovados ingressem no IBGE ainda no início de 2019. Segundo o Presidente, não podemos permitir que o IBGE se transforme em um instituto de censos, a exemplo do que ocorre na maioria dos países da América Latina, resultado da ausência crônica de recursos para os órgãos oficiais de estatística".

Reunião com Planejamento acontece nesta terça, 22

Uma nova reunião, desta vez com o novo ministro do Planejamento, Esteves Colnago, está agendada para esta terça-feira, 22. No encontro, o presidente do IBGE pretende reforçar a necessidade do concurso público e também a reestruturação da carreira dos servidores. A urgência se dá para que a contratação dos aprovados aconteça em 2019, visando ao Censo Demográfico 2020.

De acordo com a Assibge, "trata-se de uma questão de honra a realização desse concurso para assegurar o Censo, as demais pesquisas contínuas e o programa de trabalho do IBGE como um todo".

Pedido é para 1.800 vagas de níveis médio e superior

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística tem pedido no Ministério do Planejamento para um novo concurso com 1.800 vagas. As oportunidades são divididas entre 1.200 para técnico e 600 para analista, com exigência do nível médio e superior respectivamente. Para nível médio, a remuneração deverá ser de R$3.890,87 e para nível superior de R$8.213,07. Nestes valores já está incluso o auxílio-alimentação de R$458. 

Acesse curso completo para concurso IBGE
acesse o curso

Contratação de excedentes do concurso IBGE 2015 também é discutida

De acordo com o sindicato, a contratação de mais excedentes do concurso vigente também é uma necessidade. Isso, porém, só aconteceria em caso de despacho presidencial, já que o IBGE já contratou o adicional de 50% das vagas (mais 600, totalizando 900 admissões). Apesar desta reivindicação e de ainda existir a possiblidade formal desta contratação, por meio de despacho, a Direção do IBGE informou que isso não se mostra viável.



Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários