Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso IBGE: censo é tema de reunião e deve gerar 250 mil vagas

Tema de reunião, Censo 2020 deve gerar 250 mil vagas para temporários no IBGE, em diferentes cargos, preenchidos por concurso.

Com expectativa de gerar 250 mil vagas temporárias, o Censo 2020 foi discutido em reunião na última semana. O encontro foi no dia 21 de novembro e contou com a presença de mais de 100 representantes dos setores público, privado, da sociedade civil e do IBGE. 

O objetivo foi informar sobre os preparativos para o Censo Demográfico 2020, e os desdobramentos da consulta pública realizada pela internet, que recebeu 3.198 contribuições de fevereiro a maio. 

Na ocasião, esteve presente o presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que alertou sobre os impacatos da não realização do Censo. 

“Temos feito um trabalho no Congresso Nacional para conscientizar senadores e deputados dos impactos causados em caso da não realização do Censo. Internamente, nós vamos continuar trabalhando para fazer o Censo”, disse.

A pesquisa é uma das maiores do instituto e demanda grande quantidade de mão de obra, que deverá ser preenchida por concurso para temporários. Para o Censo 2020 chegaram a ser anunciadas por Roberto Olinto 300 mil vagas, em 2017. No entanto, o quantitativo total deve ficar mesmo em torno dos 250 mil profissionais. 

Concurso IBGE temporários (Foto: Alváro Vasconcellos)
Encontro discute preparativos para Censo 2020
(Foto: Alváro Vasconcellos/ IBGE)


São esperadas as funções de recenseador, agentes regional e administrativo, agentes municipal e de informática, analista censitário e agente supervisor. Os cargos contemplam os níveis fundamental, médio e superior. 

Saiba o tempo de contrato de cada uma:

 ✔Recenseadores - contrato de até cinco meses; nível fundamental
 
 ✔Agentes regional e administrativo - contrato de até um ano; nível médio
 
 ✔Agentes municipal e de informática -contrato de até dez meses;nível médio
 
 ✔Agente supervisor - contrato de até nove meses; nível médio

Primeiro edital deverá ser para analista censitário

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, feita em julho, o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, revelou que o primeiro dos editais para os temporários deverá ser o de analista censitário. 

Na ocasião, o coordenador chegou a mencionar que o edital poderia sair ainda em 2018, mas ao que tudo indica deverá ficar para 2019.

"É o pessoal que atua, por exemplo, na Informática com desenvolvimento ou manutenção de sistemas e na Logística para compra e distribuição de materiais. Então esses 397 têm que estar contratados em 2019, para o Censo acontecer em 2020, e atuando no próximo ano inteiro na etapa de planejamento. Esses profissionais são contratados por um maior período de tempo e, normalmente, ficam dois anos no IBGE", disse Malheiros. 

A carreira é voltada para o nível superior e, segundo o IBGE, para atender demandas específicas relacionadas ao próximo Censo Demográfico. O pedido para este concurso IBGE foi protocolado no Ministério do Planejamento, e aguarda a autorização. O quantitativo de vagas será de 397.

IBGE também espera concurso para efetivos

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística também aguarda a autorização de um concurso para efetivos. Neste caso, serão 1.800 vagas para os cargos de técnico e analista. O pedido está sob análise do Ministério do Planejamento e é muito aguardado pelo órgão.

Acesse curso preparatório para o IBGE

Curso preparatório IBGE 

Em nota recente, o IBGE alertou alertou sobre a escassez de recursos humanos que vem enfrentando e que ameaça a produção de informações estratégicas para o país. Segundo o IBGE, desde 2008, foram perdidos mais de 2.400 servidores, o equivalente a um terço do total.

Este quadro pode se agravar ainda mais, chegando a um impasse, pois, hoje, mais de um terço do quadro funcional do IBGE já está apto a requerer aposentadoria. Essa crise ameaça todo o plano de trabalho do Instituto, incluindo a realização do Censo Demográfico 2020, que já se encontra em planejamento.

► No último concurso IBGE, nota de corte chegou a 52 pontos em São Paulo

Como já aborado outras vezes pelo IBGE e seus representantes, os efetivos também são fundamentais para o desempenho do Censo 2020 e a necessidade do novo concurso é urgente. 

Veja entrevista com o coordenador de RH 



Comentários