Concurso IBGE: edital com 209 vagas sai nesta terça, 21 - Folha Dirigida
Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso IBGE: edital com 209 vagas sai nesta terça, 21

Concurso IBGE: edital com 209 vagas sai nesta terça, 21

O primeiro edital do concurso IBGE para temporários, com 209 vagas, sofreu atrasos e será publicado, segundo o instituto, no próximo dia 21.

O edital do concurso IBGE, com 209 vagas temporárias para o Censo Experimental, sofreu atrasos e não foi publicado na última quarta-feira, 15, como estava previsto. Mas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), caso não tenha mais problemas, o documento será publicado no próximo dia 21 (terça-feira).

"O edital previsto para ser publicado hoje passou por pequenos ajustes, a pedido da Procuradoria do IBGE, e deve ser publicado dia 21, se não houver mais nenhuma mudança ou contratempo", afirmou o IBGE à FOLHA DIRIGIDA na última quarta, 15. 

O edital será publicado no Diário Oficial da União e pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), que foi anunciado como a banca organizadora do concurso IBGE no dia 25 de abril. 

Conforme a portaria autorizativa, o concurso IBGE oferecerá 209 vagas temporárias para os níveis fundamental e médio. Os aprovados atuarão no Censo Experimental, em Poços de Caldas, no município de Minas Gerais.

Ainda de acordo com a portaria, os aprovados no concurso poderão ser contratados a partir de julho. Das 209 vagas previstas, 180 serão para o cargo de recenseador (nível fundamental), quatro para agente censitário municipal e 25 para agente censitário supervisor (ambos de nível médio).

Confira abaixo o tempo de contrato e a remuneração que será oferecida para cada função:

Agente Censitário Municipal - ACM 6 meses Nível médio R$2.400
Agente Censitário Supervisor - ACS 5,5 meses Nível médio R$2 mil
Recenseador 2 meses Nível fundamental R$1.100*

* O recenseador recebe por produção, este valor é uma estimativa.

O Censo Experimental funciona como um teste para a pesquisa do Censo Demográfico, que será realizado em 2020. Segundo o IBGE, o Censo Experimental deverá acontecer entre setembro e novembro.

Concurso IBGE para 209 vagas terá provas objetivas

De acordo com o projeto básico do concurso IBGE, ao qual FOLHA DIRIGIDA teve acesso, os candidatos do concurso IBGE para o Censo Experimental serão avaliados por meio de provas objetivas. Os exames terão estruturas diferentes para cada nível de escolaridade, sendo:

Recenseador - 50 questões:

  • Língua Portuguesa (15 questões)
  • Matemática (15);Curso preparatório IBGE
  • Conhecimentos Técnicos (20).

►Baixe simulado para recenseador!

Agentes censitários - 60 questões:

  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Raciocínio Lógico e Quantitativo (dez);
  • Conhecimentos Técnicos (dez);
  • Noções de Administração e Situações Gerenciais (25).

►Baixe simulado para agente censitário!

A avaliação será aplicada em um domingo à tarde, no município de Poços de Caldas, a 468 km de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Os candidatos terão até quatro horas para responder a todas as questões do exame. 

O projeto básico do concurso não informa qual será a pontuação mínima para aprovação. Mas, os interessados podem se basear na seleção realizada em 2017. Na época, foi aprovado quem obteve o mínimo de 30% de acerto na prova, sem ter nota igual a zero em nenhuma das disciplinas. 

IBGE prepara concursos para o Censo Demográfico 2020

Além do concurso para o Censo Experimental, o IBGE prepara novas seleções para o Censo Demográfico 2020. A primeira delas é para 400 vagas temporárias de analista censitário.

IBGE prepara novos concursos para temporários (Foto: Divulgação)
IBGE prepara três concursos para este ano (Foto: Divulgação)

 

Autoizado no dia 30 de abril, o concurso para analistas já tem o projeto básico pronto e, em breve, deve ter seu edital divulgado. A seleção terá o nível superior como exigência e oferecerá contratos de um ano, podendo dobrar.

Até o momento, o IBGE ainda não confirmou as áreas que serão contempladas, nem a remuneração. No entanto, em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o coordenador de Recursos Humanos do instituto, Bruno Malheiros, adiantou que as 400 vagas serão distribuídas pelas 26 capitais do país, além do Distrito Federal.

• Projeto do edital do IBGE, com 234 mil vagas, está pronto

Os aprovados no concurso IBGE para analistas censitários poderão ser contratados a partir de setembro de 2019, conforme a portaria autorizativa. Os convocados irão atuar nas etapas de planejamento, acompanhamento e suporte especializado, relativas ao Censo Demográfico 2020.

Projeto do edital com 234 mil vagas está pronto

Além dos editais mencionados, o IBGE também prepara um concurso maior, com mais de 234 mil vagas temporárias. Neste caso, de acordo com o coordenador de RH, o projeto básico já está pronto.

"Esse concurso já tem projeto básico. Esse é um documento que a gente prepara para a contratação da empresa organizadora. O projeto já está pronto e já está com a área de Compras. O edital é que não está sendo elaborado ainda, porque a gente só começa a elaborar após a contratação da banca", explicou o coordenador.

As mais de 234 mil vagas temporárias do concurso IBGE devem ser distribuídas por dois editais, com vagas em todos os municípios do país e voltadas para o Censo Demográfico 2020. Já as contratações ocorrerão a partir de janeiro de 2020.

O prazo oficial para a publicação do edital do concurso, previsto na portaria autorizativa, é até 6 de setembro (seis meses). Mas, de acordo com o coordenador do IBGE, o primeiro edital, de dois previstos, deverá sair um mês antes, em agosto.

Segundo Bruno Malheiros, a distribuição de vagas ainda está sendo fechada. No entanto, ele confirma que as áreas com maior população receberão o maior número de vagas.

"O número de recenseadores varia de acordo com o tamanho da população a ser recenseada", explicou o coordenador de RH do IBGE.

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), no dia 6 de maio, o IBGE está autorizado a realizar novo concurso com 234.416 vagas temporárias, sendo a maioria (196 mil) justamente para recenseadores. Confira a distribuição das oportunidades por cargos:

Coordenador Censitário de Subárea 1 600 vagas Nível médio R$4.000
Coordenador Censitário de Subárea 2 850 Nível médio R$4.000
Agente Censitário Operacional 1.760 Nível médio R$1.800
Supervisor (call center) 4 Não informado Não informado
Agente Censitário Municipal 6.100 Nível médio R$2.400
Agente Censitário Supervisor 23.578 Nível médio R$2.000
Codificador Censitário 120 Não informado Não informado
Recenseador 196 mil Nível fundamental R$1.100*
Supervisor PA 1.304  Não informada   Não informado
Recenseador PA 4.100 Não informada Não informado

*O recenseador recebe por produção. Este valor é uma estimativa

Mais 2.459 vagas ainda estão previstas

Além das oportunidades já autorizadas para novos concursos do IBGE, são esperadas mais 2.459 vagas, conforme consta no projeto básico do instituto.

Nesse caso, as oportunidades serão distribuídas entre os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Serão abertas 1.450 vagas para coordenador censitário de subárea e 800 para agente censitário operacional. Ambas as funções com exigência de nível médio e com contrato de um ano, além das seguintes iniciais:

  • Coordenador Censitário de Subárea - R$4 mil
  • Agente Censitário Operacional - R$1.800

IBGE quer concurso para efetivos

O IBGE já confirmou à FOLHA DIRIGIDA que pedirá ao governo, ainda neste mês de maio, um novo concurso para efetivos. O instituto já havia feito a solicitação em 2017, mas foi arquivada no extinto Ministério do Planejamento.

Nesse caso, o pedido deverá ser para 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico e 600 de analista. As remunerações para estas carreiras são de R$3.890,87 e R$8.213,07, respectivamente. Os valores já incluem auxílio-alimentação de R$458.

Acesse notícias sobre concurso da área Administrativa






Comentários