Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso IBGE temporários terá edital finalizado nas próximas semanas

Autorizado na última terça-feira, 30, o edital do concurso IBGE com 400 vagas temporárias pode ser finalizado em breve, segundo o Instituto.

Autorizado na última terça-feira, 30, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, o edital do novo concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com 400 vagas temporárias para o cargo de analista censitário, já está sendo preparado. Segundo o órgão, o documento deve ser finalizado em breve.

"Estamos aguardando a finalização do edital. Isso deverá ocorrer nas próximas semanas", afirmou o IBGE em resposta à FOLHA DIRIGIDA na última terça, 30. 

Ainda segundo o órgão, com a finalização do edital será possível dar andamento à escolha da banca organizadora e também confirmar a lotação das 400 vagas temporárias. Além disso, com o documento pronto, o Instituto poderá dar uma previsão de publicação.

De acordo com a portaria autorizativa da última terça-feira, 30, o edital do concurso IBGE deverá ser publicado em até seis meses, ou seja, até 30 de outubro. A expectativa, no entanto, é que o documento seja divulgado bem antes disso, já que os aprovados nesta seleção poderão ser contratados a partir de setembro deste ano. Eles irão atuar no Censo Demográfico 2020.

O IBGE definirá agora a remuneração dos profissionais a serem contratados e acelerará os preparativos da seleção. As contratações dependerão da aprovação de um processo seletivo simplificado.

• Paulo Guedes delega a Uebel três decisões sobre concursos
• Primeiro edital do concurso IBGE de temporários sai até dia 15

IBGE recebe autorização para novo concurso (Foto: Leandro Santos, do Maranhão)
IBGE recebe autorização para 400 vagas
(Foto: Leandro Santos, do Maranhão)

 

Diversos representantes do IBGE, incluindo o coordenador de Recursos Humanos, Bruno Malheiros, já reforçaram a importância das contratações para o bom funcionamento do Censo Demográfico. 

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, no ano passado, Bruno Malheiros revelou detalhes do cargo de analista censitário, profissional que atua durante a elaboração do Censo. 

'É o pessoal que atua, por exemplo, na Informática com desenvolvimento ou manutenção de sistemas e na Logística para compra e distribuição de materiais. Esses profissionais são contratados por um maior período de tempo e, normalmente, ficam dois anos no IBGE", disse Malheiros. 

O último concurso para agente censitário do IBGE foi em 2017, para o Censo Agropecuário. Na época, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, contendo 50 questões, sendo elas: Português (dez), Raciocínio Lógico Quantitativo (dez) e Conhecimentos Específicos (30).

Para ser aprovado, foi preciso acertar 30% da prova (15 questões) e não obter nota igual a zero em nenhuma disciplina. Em 2017, a remuneração oferecida foi de R$4.458. Confira este edital aqui!

Primeiro edital para o Censo sai até 15 de maio

O IBGE lançará nos próximos meses diferentes editais de concursos públicos. O primeiro deles trará 209 vagas temporárias para o Censo Experimental, conforme autorização já concedida pelo Ministério da Economia. O organizador será o Ibade, de acordo com a dispensa de licitação já publicada.

Das 209 vagas do primeiro edital do Censo Experimental, 180 serão para o cargo de recenseador, que exige apenas o ensino fundamental. Já para o nível médio, serão quatro vagas de agente censitário municipal e 25 de agente censitário supervisor.

Veja o tempo de contrato e a remuneração que será oferecida para cada função:

Agente Censitário Municipal - ACM 6 meses Nível médio R$ 2.400,00
Agente Censitário Supervisor - ACS 5,5 meses Nível médio R$ 2.000,00
Recenseador 2 meses Nível fundamental R$ 1.100,00*

* O recenseador recebe por produção, este valor é uma estimativa.

FOLHA DIRIGIDA teve acesso com exclusividade ao projeto básico desse concurso, com detalhes das provas e mais. Saiba tudo aqui!.

Acesse curso preparatório para o IBGE

Curso preparatório IBGE

Após o Censo Experimental, que serve como teste para a pesquisa prevista para o ano que vem, o IBGE realizará o planejamento do Censo Demográfico 2020. Esta etapa resultará em muitas contratações. Além dos 400 analistas censitários, autorizado na terça, 30, mais 2.459 vagas estão programadas, conforme consta em projeto básico do IBGE.

Nesse caso, as oportunidades serão distribuídas entre os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Serão abertas 1.450 vagas para coordenador censitário de subárea e 800 para agente censitário operacional. Ambos com exigência de nível médio completo.

Veja abaixo o tempo de contrato e a remuneração de cada cargo:

Coordenador Censitário de Subárea - CCS 12 meses R$ 4.000,00
Agente Censitário Operacional - ACO 12 meses R$ 1.800,00

 

IBGE poderá oferecer até 250 mil vagas

Com o maior número de contratações, o edital para a fase da "coleta", do Censo Demográfico 2020, deve oferecer 250 mil vagas temporárias em todos os níveis de escolaridade. São esperadas oportunidades para os mesmos cargos da seleção de 2010, distribuídas por todas as regiões do país. 

A maior parte das vagas deverá ser para recenseadores, cujo contrato tem duração de até cinco meses e a exigência é o nível fundamental. A remuneração, que é concedida conforme a produtividade, estava em torno de R$2.600 em 2010.

Confira todos os cargos previstos para o concurso IBGE temporários:

  • Recenseadores - contrato de até cinco meses; nível fundamental
  • Agentes regional e administrativo - contrato de até um ano; nível médio
  • Agentes municipal e de informática - contrato de até dez meses; nível médio
  • Agente supervisor - contrato de até nove meses; nível médio

Tendo como referência os valores de 2010, a remuneração foi em torno de: R$2.058 para agente censitário e supervisor; R$2.358 para agente municipal; R$2.158 para agente de informática; R$1.958 para agente administrativo; e R$2.958 para agente regional.

O Censo Demográfico 2020, que será realizado pelo IBGE, consta no Orçamento de 2019 do Governo Federal. De acordo com o documento, serão destinados mais de R$240 milhões para a realização da pesquisa, uma das mais importantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

Novo pedido para concurso de efetivos no IBGE será enviado

O IBGE já confirmou à FOLHA DIRIGIDA que encaminhará ao governo, até este mês de maio, um pedido de concurso para efetivos. O Instituto já havia feito a solicitação em 2017, que foi arquivada no extinto Ministério do Planejamento. 

Nesse caso, deverão ser pedidas 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico (nível médio) e 600 de analista (nível superior). As remunerações são de R$3.890,87 e R$8.213,07, respectivamente. Os valores já incluem auxílio-alimentação de R$458.

Acesse notícias sobre concurso da área Administrativa

No vídeo abaixo, FOLHA DIRIGIDA separou algumas dicas para quem deseja se preparar para o próximo concurso do IBGE. Confira! 

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Comentários