Folha Dirigida Entrar Assine

Por decisão judicial, concurso Guarda de BH está suspenso

Em função de um mandado de segurança no TJ-MG, o concurso para Guarda Municipal de Belo Horizonte está temporariamente suspenso.

*Matéria atualizada no dia 21/05/2019, às 15h

O concurso para Guarda Municipal de Belo Horizonte foi temporariamente suspenso. O comunicado saiu no Diário Oficial da capital de Minas Gerais desta quinta-feira, 16. A medida foi tomada após decisão judicial nos autos de um mandado de segurança, em trâmite na 3ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca da cidade.

O concurso Guarda de BH continuará suspenso até que haja uma nova determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com a Guarda Municipal e com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Belo Horizonte para saber o motivo a suspensão.

Em nota, "a Prefeitura esclarece que seu setor jurídico já está adotando as providências necessárias a fim de que seja retomado o andamento normal do processo seletivo".  As inscrições do concurso foram encerradas na quarta-feira, 15, após prorrogação.

A oferta é de 500 vagas para Guarda Municipal, sendo 400 para homens e 100 para mulheres. Para se candidatar foi preciso ter o ensino médio completo. A remuneração inicial é de R$2.869,16, além de benefícios como vale-transporte; vale-refeição; bonificação por Cumprimento de Metas; resultados e indicadores.

Concurso Guarda de BH atraiu milhares de inscritos (Foto: Divulgação)

 

O concurso Guarda de BH não chegou a ter parcial de inscritos divulgada. Mas, o número de pessoas que conseguiram a isenção da taxa era um indicativo de que a seleção seria concorrida. Ao todo, foram mais de 6.900 isentos. O quantitativo consta em listagem publicada pela Fundação Guimarães Rosa, banca organizadora.

Puderam solicitar o benefício os membros de famílias de baixa renda, inscritos no programa CadÚnico. A jornada de trabalho dos servidores integrantes da carreira da Guarda Municipal de BH é de 40 horas semanais. O tempo de serviço poderá ocorrer em turnos diurnos e noturnos, inclusive em finais de semana e feriados.

• Concurso Guarda de BH: especialista traz análise do edital
• Professor orienta estudo de Português para concurso da Guarda BH 

Provas do concurso Guarda de BH seriam em junho

As provas objetivas, primeira etapa do concurso Guarda de BH, estavam marcadas para 23 de junho.  Com a suspensão, ainda não foi informado se a data da prova será mantida, caso o concurso seja retomado a tempo, ou poderá mudar.

Os candidatos seriam submetidos a 50 questões, das quais dez de Língua Portuguesa, 20 de Legislação, cinco de Noções de Informática, oito de Noções de Geografia Urbana e sete sobre a História de Belo Horizonte.

Cada questão da prova com o valor de dois pontos. Para ser aprovado nessa fase, seria necessário alcançar o aproveitamento mínimo de 60% dos pontos e não zerar nenhuma disciplina. Os classificados seriam convocados para a etapa de títulos.

De acordo com o edital, os títulos dos primeiros 4 mil habilitados na prova objetiva seriam analisados, sendo atribuído no máximo 15 pontos. Os títulos teriam pontuações variadas, de acordo com a tabela disponível.

Para a prova de capacidade física também seriam convocados os 4 mil com melhor pontuação. Eles realizariam os seguintes testes:

  • Homens: força muscular (flexão abdominal), resistência aeróbica (corrida de 2.400 metros) e barra horizontal;
  • Mulheres: força muscular (flexão abdominal), resistência aeróbica (corrida de 2.400 metros) e barra horizontal estática.

Os habilitados em todas as etapas passariam ainda pelo curso de formação, que tem caráter obrigatório e visa preparar para o exercício das atividades do cargo de Guarda Civil Municipal.

Entenda melhor como funciona a suspensão de concursos:

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Comentários