Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso Guarda de BH define banca e aguarda parecer jurídico

Concurso Guarda de BH define banca e aguarda parecer jurídico

O concurso para Guarda de BH já tem banca escolhida. A oficialização da organizadora, porém, ainda depende de aval jurídico.

A Fundação Guimarães Rosa (FGR) venceu o pregão eletrônico para escolha da banca organizadora do concurso público Guarda Municipal de Belo Horizonte. A informação foi confirmada à FOLHA DIRIGIDA nesta quinta-feira, 6, pelo setor de licitações da capital de Minas Gerais.

A documentação apresentada pela FGR foi aprovada pelo departamento. Para ser oficializada, no entanto, ainda deve receber o aval do jurídico da Prefeitura de Belo Horizonte. A expectativa é que a homologação do resultado seja publicada no Diário Oficial na próxima semana.

O próximo passo, então, será a assinatura do contrato entre a organizadora e a administração municipal. Somente após essa formalização, detalhes do edital poderão ser finalizados, como cronograma das etapas, conteúdo das provas e taxas de inscrição.

Guarda Municipal de BH (Foto: Prefeitura de Belo Horizonte)
Guarda de BH prepara novo concurso com 500 vagas
(Foto: Prefeitura de Belo Horizonte)

 

No último concurso para Guarda de BH, realizado em 2009, a banca organizadora também foi a Fundação Guimarães Rosa. Por isso, os interessados nas 500 vagas para corporação já podem ter um norte para os estudos. A estrutura deve ser mantida assim como a forma de cobrança na avaliação objetiva.

Concurso Guarda de BH: outras sete bancas estavam na disputa

Além da FGR, outras sete bancas apresentaram seus preços durante o pregão eletrônico para organizar o concurso para guarda de Belo Horizonte. São elas: Integri Brail, Fundação Cefetminas, Instituto AOCP, Ethos Concursos Públicos; Consulpan; Inaz do Pará e CKM Serviços.

A Integri Brasil foi a arrematante do primeiro lote. No entanto, a instituição não cumpriu com todos os requisitos necessários para organizar a seleção. Ela, por exemplo, não comprovou experiência na realização do teste de aptidão física (TAF) e na avaliação psicológica para mais de 1.500 candidatos.

Com a inabilitação da Integri, foi convocada a banca que apresentou o segundo menor preço no pregão, a CKM Serviços. Por sua vez, ela declinou do direito de apresentar uma nova proposta. A administração municipal, com isso, chamou a terceira colocada na licitação: a Fundação Guimarães Rosa (FGR).

O departamento de licitações considerou a FGR como a arrematante do segundo lote do pregão eletrônico. Ela teve até o dia 3 de dezembro para apresentar a documentação exigida. A experiência da banca na realização desse concurso foi um ponto positivo nesse processo.

Edital do concurso deve ser publicado ainda em dezembro

A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança e Prevenção da capital mineira informou que o edital do concurso Guarda de BH está previsto para ser publicado ainda este ano. Por isso, é provável que o documento saia em dezembro.

A seleção terá oferta de 500 vagas imediatas para guardas municipais. A prefeitura também formará cadastro de reserva com até 2 mil aprovados. Eles poderão ser aproveitados ao longo do prazo de validade do concurso. .

FOLHA DIRIGIDA teve acesso ao projeto básico da seleção. Ele contém, por exemplo, dados sobre requisitos para inscrição, salários, benefícios e também estrutura de provas. Abaixo, veja os detalhes:

⇒ Requisitos e carga horária

O pré-requisito para se candidatar ao cargo de guarda municipal será ter o ensino médio completo. O projeto básico adianta que a taxa de inscrição será de R$70. A jornada de trabalho dos guardas municipais, em Belo Horizonte, é de oito horas. O que equivale a 40 horas semanais.

A carga horária pode ser distribuída em turnos diurnos e noturnos, inclusive aos finais de semana. Isso segundo a necessidade da corporação, podendo ser praticado o sistema de plantão.

⇒ Salários e benefícios 

Em início de carreira, a remuneração dos guardas é de R$2.801,29. Tal valor já inclui o salário-base de R$1.807,29, a Gratificação de Disponibilidade Integral de R$271,09 e Adicional de Risco de R$722,91.

Os servidores ainda terão direito aos seguintes benefícios: vale-transporte, auxílio-refeição de R$20, vale-lanche de R$3, bonificação por cumprimento de metas, resultados e indicadores (BMRI). Eles também terão a possibilidade de promoções e progressões previstas no Plano de Cargos e Salários.

⇒ Estrutura do concurso

O concurso Guarda de BH será composto por cinco etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; prova de títulos, de caráter apenas classificatório; prova de capacidade física, de caráter eliminatório e classificatório; sindicância Social, de caráter eliminatório; avaliação Psicológica, de caráter eliminatório.

Nas avaliações objetivas, os concorrentes serão submetidos a 50 questões, sendo 10 de Língua Portuguesa, 20 de Legislação, cinco de Noções de Informática, oito de Geografia Urbana, sete de História de Belo Horizonte. As notas poderão variar de zero a 100 pontos.

As perguntas terão quatro alternativas de resposta, das quais apenas uma estará correta. Para se classificar será necessário obter, ao menos, 60% de aproveitamento no conjunto das disciplinas da prova objetiva.

No vídeo abaixo, veja dicas de como se preparar para testes físicos em concursos: 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE



Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações