Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso Guarda de BH: como a banca cobra História e Geografia?

Concurso Guarda de BH: como a banca cobra História e Geografia?

Professores indicam o que a banca do concurso Guarda de BH mais cobra nas disciplinas de História e Geografia.

As provas objetivas do concurso para Guarda Municipal de Belo Horizonte estão marcadas para o dia 23 de junho. A pouco mais de dois meses, os candidatos devem intensificar os estudos. As disciplinas de História e Geografia correspondem a 15 questões. O que pode fazer a diferença para a classificação nessa etapa.

Mas como será que a Fundação Guimarães Rosa (FGR), banca organizadora do concurso, cobra esses conteúdos? FOLHA DIRIGIDA conversou com os professores do curso Monster Concursos para ter a resposta.

“Geografia e História podem ser uma espécie de balança na pontuação final comparadas a algumas questões eventualmente perdidas em matérias mais cascudas como Português e Legislação”, relatou o professor Lucas Andrade.

• Concurso Guarda de BH: especialista traz análise do edital
• Concurso Guarda de BH terá até 2 mil aprovados de nível médio
• Concurso Guarda de BH: professores analisam o perfil da banca

Guarda Municipal de Belo Horizonte realiza concurso com 500 vagas
de nível médio (Foto: Prefeitura de BH)

 

Para ele, o município de Belo Horizonte, em Minas Gerais, costuma ter destaque nas questões dessas disciplinas. Veja como a banca costuma cobrar História de Belo Horizonte e Noções de Geografia Urbana nas provas:

► História de Belo Horizonte

No último concurso para Guarda de BH, em 2009, História teve 10 questões. O que, segundo os professores, mostra como a banca FGR gosta dessa disciplina. Neste ano, serão sete perguntas sobre a História da cidade.

Os professores listaram os tópicos que costumam cair com mais frequência na prova.

  • Surgimento de Belo Horizonte;
  • Transferência da capital mineira de Ouro Preto para Belo Horizonte;
  • Construção da capital: Planejamento urbano, políticas, movimentos históricos e sociais influenciadores;
  • Questões relacionadas ao espaço público da cidade, usando poemas e textos literários para transmitir a ideia de preservação ambiental, cultural e de patrimônio;
  • Marcos-históricos da cidade, movimentos que contribuíram para a formação da cidade que vemos hoje;
  • Questões relacionadas ao transporte urbano, transporte público, vias de acesso, conturbação urbana, regiões metropolitanas e seus desafios;
  • Lutas urbanas para melhoria da condição de vida dos seus moradores, em conjunto com uma abordagem histórica do país. Exemplo: Qual era o prefeito de BH nos tempos de Ditadura Militar?
  • Plano Diretor municipal: aborda diversos aspectos da ocupação e organização urbana;
  • Desafios e problemas urbanos: violência, transporte, mobilidade urbana, problemas sociais, reivindicações, etc.

A dica do professor Lucas Andrade é ficar afiado na história da cidade.

“Seja uma espécie de guia para uma pessoa que chega a BH para passear, saiba tudo que puder, dentro do edital, nos mínimos detalhes. Então não fique com vergonha de pregar imagens e textos pela casa até o dia do concurso”.

►Noções de Geografia Urbana

Na disciplina de Geografia, a recomendação dos professores é estudar pensando em Belo Horizonte durante todo momento. Além de relacionar suas peculiaridades com o que pode ser objeto de questão de prova.

Confira curso para concurso Guarda-BHAo analisar as provas anteriores da banca, Lucas Andrade identificou a recorrência de temas locais, conceitos e caraterísticas do lugar. Como o concurso é para Belo Horizonte, os candidatos devem saber os detalhes dessa cidade.

Então os concorrentes que residem em BH têm vantagem nesse processo? O especialista apontou que não.

“Para eles, pode parecer mais simples a princípio, mas não terão tanta vantagem assim se não estudarem conforme a banca exige”, revelou.

O professor listou os pontos que merecem maior atenção nos estudos:

1 - Locais e regiões da cidade, principalmente os que possuem menção no conteúdo programático;

2 - Faça pesquisas em sites como Google Maps nos pontos da matéria que julgar completo desconhecimento;

3 - Entre os locais e regiões da cidade, procure focar mais nos de grande circulação de pessoas, onde for de cunho histórico e de grande importância para o município;

4 - Os pontos turísticos não podem passar despercebidos. Exemplos: Parque das Mangabeiras, Parque Municipal, Palácio das Artes, etc;

5 - Relacione a Geografia e estrutura urbana com a história do município.

De acordo com Andrade, a banca costuma se ater à riqueza de detalhes. “Saiba os nomes, contextos, localização, sua ligação com outros lugares da cidade, a importância econômica e de mobilidade para o município”.

Para o professor, no conteúdo de Geografia, o mais importante é ficar atento a esses aspectos relacionados acima.

“Essa matéria pode ser estudada com eficiência. Você tem plenas condições de gabaritar essa disciplina”, concluiu.

Concurso Guarda de BH: inscrições começam no dia 15

As inscrições do concurso Guarda de BH com 500 vagas serão abertas na segunda-feira, 15. Os cadastros poderão ser feitos até o dia 14 de maio, pelo site da Fundação Guimarães Rosa.  Para se candidatar é preciso ter o ensino médio completo. A remuneração dos guardas municipais em Belo Horizonte é de R$ 2.869,16.

As provas objetivas do concurso terão 50 questões. Desse total, dez serão de Língua Portuguesa, 20 de Legislação, cinco de Noções de Informática, oito de Noções de Geografia Urbana e sete sobre a História de Belo Horizonte.

Cada questão da prova terá valor de dois pontos. Para ser aprovado, será preciso obter aproveitamento mínimo de 60% dos pontos e não zerar nenhuma disciplina. No vídeo abaixo, veja as explicações sobre o edital do concurso:




Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações