Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Joaquim Barbosa: eleito pela 2ª vez

Pela segunda vez, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Benedito Barbosa Gomes, foi eleito Personalidade Cidadania. A primeira vez foi em 2008. Nesta edição, o ministro foi um dos destaques, em uma votação que reuniu mais de 5 mil eleitores, por iniciativa da FOLHA DIRIGIDA, em parceria com a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Academia Brasileira de Filosofia (ABF).

Pela segunda vez, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Benedito Barbosa Gomes, foi eleito Personalidade Cidadania. A primeira vez foi em 2008. Nesta edição, o ministro foi um dos destaques, em uma votação que reuniu mais de 5 mil eleitores, por iniciativa da FOLHA DIRIGIDA, em parceria com a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Academia Brasileira de Filosofia (ABF).
 
De origem humilde, construiu uma trajetória acadêmica admirável, o que o levou a ser o primeiro brasileiro negro a assumir um posto de ministro do STF. Mas antes que isso acontecesse, ele percorreu um longo caminho. Tudo começou quando ele foi para Brasília, aos 16 anos, onde cursou Direito e fez mestrado. Nesta época, ele ainda não imaginava que seria um dos relatores de um dos episódios que marcou a história da política brasileira: o o Mensalão. Foi ele quem assumiu a relatoria da denúncia, em 2006 contra os acusados do Mensalão, considerado por muitos o maior escândalo de corrupção na política do país.
 
Mesmo sendo eleito pela segunda vez, o sentimento de satisfação pela honraria de ser considerado personalidade da cidadania ainda emociona o ministro. Para ele, iniciativas como esta têm o objetivo de fortalecer o espírito da cidadania e da preservação de valores, tão desmoralizados nos últimos tempos. “Agradeço a generosidade dos que escolheram o meu nome. Esta é uma iniciativa magnífica, pois além de ser patrocinada por instituições representativas, elas exercem excelentes trabalhos em escala nacional”, afirmou o ministro do STF, na primeira vez em que recebeu o título de Personalidade Cidadania.
 
Joaquim Barbosa também já foi professor licenciado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Após passar em concurso público, também atuou como Procurador da República. estudou na França e fez mestrado e doutorado, todos na área de Direito do Estado. Ele reforçou a importância de incentivar a prática da cidadania na sociedade. “Essa eleição é o reflexo de como todos deveríamos ser: pensar no bem comum, privilegiando o justo e valorizando tudo o que opera em prol do aperfeiçoamento do ser humano”, frisou o ministro Joaquim Barbosa.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações