Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Associação Comercial do Rio: trabalho a serviço da democracia

Empresário de sucesso, bacharel em Direito, casado, pais de três filhos e agora Personalidade da Cidadania 2012. Antenor Barros Leal, presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) no biênio 2011/2013, uma das mais tradicionais entidades de representação civil do país, é um dos homenageados neste ano pela FOLHA DIRIGIDA, Associção Brasileira de Imprensa (ABI) e Associação Brasileira de Filosofia (ABF).

Empresário de sucesso, bacharel em Direito, casado, pais de três filhos e agora Personalidade da Cidadania 2012. Antenor Barros Leal, presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) no biênio 2011/2013, uma das mais tradicionais entidades de representação civil do país, é um dos homenageados neste ano pela FOLHA DIRIGIDA, Associção Brasileira de Imprensa (ABI) e Associação Brasileira de Filosofia (ABF).
 
Com grande viés humanista, Antenor se disse honrado por ser escolhido por um colégio eleitoral de mais de 5 mil pessoas de diversos segmentos e garante que, apesar de feliz com o reconhecimento da sociedade, o principal é saber que seu trabalho vem contribuindo para ajudar o Brasil a se tornar um país digno de seus habitantes, promovendo o encontro mais breve possível entre a plena democracia e o verdadeiro cidadão. “Acho, sinceramente, que o bom exemplo, traduzido como trabalho, merece ser reconhecido e, mais do que isto, repassado à juventude para, de certa maneira, reduzir os impactos causados pela desenfreada corrupção, em associação lamentável com a impunidade”, comentou, ressaltando que receber essa homenagem é um fator de motivação para continuar desenvolvendo seu trabalho, porém, a partir de agora, com mais responsabilidade ainda.
 
De acordo com ele, o modelo de pacificação aplicados nas comunidades cariocas é um grande exemplo de como produzir cidadania. Para Antenor, as Unidades de Polícia Pacificadora (UPP’s) são ações de inclusão que, além de levar mais tranquilidade, também viabilizam comércio, escola, saúde, água, esgoto e diversão para essa parcela da população. “Tudo isso junto, resulta em mais atividade comercial, no trânsito de riquezas, no aumento dos serviços e na geração de lucros que permitirão mais empregos e mais felicidade. Quando permitimos que uma senhora possa levar o filho para a escola e saber que ele voltará em paz para casa, estamos dando cidadania”, afirmou, criticando a qualidade da educação brasileira, que, segundo ele, é incapaz de produzir cidadãos completos, ciosos de seus direitos e obrigações. “Isso fratura a verdadeira democracia, permitindo que se plante a desesperança como parte constante da vida da população”, completou.
 
Com disposição para o trabalho, Antenor Barros Leal também acumula os cargos de diretor da empresa Moinhos Cruzeiro do Sul S/A; vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e do Centro de Integração Empresa Escola do Rio de Janeiro (CIEE-RJ), tendo sido presidente entre 2006 e 2009; membro da Academia Nacional de Economia (ANE) e presidente do Sindicato das Indústrias de Trigo do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações