Folha Dirigida Entrar Assine

Angela Albino quer investir nos servidores públicos, remunerando-os bem e ouvindo-os

"Precisamos dialogar com os servidores para construir a Florianópolis que desejamos", é o que acredita Angela Albino, atual deputada estadual e candidata a prefeitura de Florianópolis pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Planejamento, mobilidade e desenvolvimento, são pontos constantemente citados na entrevista condedida à FOLHA DIRIGIDA.  

"Precisamos dialogar com os servidores para construir a Florianópolis que desejamos", é o que acredita Angela Albino, atual deputada estadual e candidata a prefeitura de Florianópolis pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Planejamento, mobilidade e desenvolvimento, são pontos constantemente citados na entrevista condedida à FOLHA DIRIGIDA. Segundo Angela, nos últimos 20 anos houve um aumento de 60% da população e o número de carros triplicou, mas não houve planejamento.
 
"A cidade não se preparou para esse crescimento assustador que vivemos. Na mobilidade urbana, todas as nossas ações são voltadas para o transporte coletivo, tranporte marítimo, e também investimento em modais que tenham a cara da cidade, como por exemplo a bicicleta", afirmou. Quando questionada sobre a situação da Saúde na capital, a candidata reconheceu o aumento significativo da qualidade em equipamentos, criação de UPA e policlínicas, e em contrapartida cita as longas filas de atendimento e uma demanda populacional que não é atendida. Angela fala também sobre a importância de um novo concurso público e de repatriar os servidores.
 
"Certamente haverá concurso, o que nos leva a pensar sobre a questão salarial dos médicos aqui do município e também na construção da carreira desses profissionais. Por exemplo, nós temos médicos concursados de Florianópolis que estão licenciados atuando no Rio de Janeiro na área de Saúde da Família. Nós queremos repatriar esse servidores que estão fora da cidade", disse. Já na Educação, o objetivo de Angela Albino é melhorar a qualidade de ensino, capacitando e despertando os jovens para o maior setor econômico do município: a tecnologia. Segundo pesquisas realizadas em 2011 entre alunos do primeiro ao quinto ano, o índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Florianópolis atinge níveis de primeiro mundo, com nota seis. Mas, ainda assim, o atual quadro de servidores da educação não atende a demanda da cidade, ou seja, faltam professores, e o número de crianças fora das escolas é grande.
 
"Nós temos uma demanda grande de crianças fora da escola e fora das creches são quase 10 mil. Então, a prioridade maior são as creches, mas também queremos investir em escola integral e creches noturnas para as mães que trabalham nesse período", informou. No quisito Segurança, a candidata dp PCdoB pretende ampliar o quadro efetivo de guardas municipais, hoje com 147 efetivos. A pretensão é chegar a 300, para que eles atuem também nos bairros e não só no centro da cidade. E associada ao policiamento, a inclusão social, que na visão de Angela é de grande importância principalmente para a juventude em áreas de risco.
 
"Florianópolis possui o maior índice de mulheres que são chefes de família. Nas áreas empobrecidas do município chega a ser 47%. Queremos construir uma política para elas de geração de renda, melhores condições de educar seus filhos e de cidadania", destacou Angela, que encerrou com uma outra promessa de gestão: "Iremos fazer um grande esforço na área de cultura para termos planejamento e orçamento para desenvolver a nossa cidade como um grande polo cultural relevante no país inteiro."

Comentários