Concurso ESA 2019: veja dicas para se dar bem na prova de Matemática

Após a publicação do edital, confira dicas de Matemática para se dar bem no concurso da ESA e ingressar na tão sonhada carreira militar.

A semana começou com uma boa notícia após a divulgação do edital do concurso ESA, que será uma excelente oportunidade para quem almeja uma carreira militar. No entanto, para alcançar o tão sonhado ingresso na Escola de Sargentos da Armas é preciso começar a se preparar com antecedência. Confira dicas para a prova!

A prova da ESA será composta por diversas questões distribuídas por meio de várias disciplinas. Matemática será responsável por 12 perguntas, e quem ainda tem dúvidas ou dificuldade precisa correr contra o tempo.

Para ajudar os futuros militares na preparação do concurso ESA, FOLHA DIRIGIDA conversou com o professor de Matemática Fábio Neposiano, que leciona no Curso Progressão Autêntico.

Segundo ele, os candidatos devem se preparar com um estudo sistemático. Como assim? Trabalhando bastante a repetição e prática de muitos exercícios, ele destaca principalmente os novos tópicos que foram incluídos no edital de 2019.

A classificação do ano anterior foi definida nos décimos das notas, o que mostra como a prova foi competitiva. Uma questão determinou a aprovação de centenas de alunos (basta verificar a divulgação da própria ESA), comenta o professor.

Qual o nível de dificuldade da prova de Matemática da ESA?

Questionado sobre qual seria o grau de dificuldade que o estudante encontrará na prova de Matemática da ESA, o professor explica que é possível responder com base nas provas anteriores, onde foi exigidio um conhecimento algébrico do candidato.

Professor Fabio Neposiano dá dicas de Matemática para o concurso ESA (Foto: Curso Progressão)
Fábio Neposiano dá dicas de Matemática para o concurso ESA
(Foto: Curso Progressão)

Ele explica que, em sua maioria, as questões trouxeram muita manipulação algébrica, o que, segundo ele, acabou dificultando para muitos concorrentes.

Fábio relata que para a próxima prova é esperado o mesmo grau do último exame, mas pondera que são duas avaliações a nível de segundo grau no Exército - sendo ESA e EsPCEx. E, por isso, ele destaca:

"Teoricamente elas não podem ter o mesmo nível, como ficou claro no último certame, embora tenham agora praticamente os mesmos tópicos, a prova da ESPCEX vai servir de parâmetro para a ESA, que virá num nível menos elevado", disse.

Quais são as principais mudanças do novo edital?

O professor já começou as dicas adiantando que o concurso ESA 2019 trouxe algumas mudanças com relação aos últimos anos. Mas que mudanças seriam essas? 

Na parte de Matemática, Fábio destaca que o novo edital trouxe a inclusão de vários tópicos, que exigem um grau maior de atenção, já que são novidade e os concorrentes não vinham se preparando.

Outra novidade foi a retirada da matéria de estatística, que não faz mais parte do programa da ESA em Matemática, pelo menos não para o exame de 2019.

Confira abaixo quais foram os conteúdos incluídos:

  • Experimentos binomiais e binômio de Newton: desenvolvimento, coeficientes binomiais;
  • Elipse: definição, equação, posições relativas entre ponto e elipse, posições relativas entre reta e elipse;
  • Hipérbole: definição, equação da hipérbole, posições relativas entre ponto e hipérbole, posições relativas entre reta e hipérbole e equações das assíntotas da hipérbole;
  • Parábola: definição, equação, posições relativas entre ponto e parábola, posições relativas entre reta e parábola;
  • Reconhecimento de cônicas a partir de sua equação geral.

Quais tópicos a ESA costuma mais cobrar?

Para facilitar ainda mais o estudos dos candidatos, o professor Fabio Neposiano destacou ainda quais costumam ser os tópicos de Matemática mais cobrados pela ESA.

É claro que o candidato precisa se dedicar a todos os conteúdos que o edital traz em seu programa. No entanto, sempre tem aquele tópico ou outro que é carta marcada e presença garantida nas provas.

Nessa linha, as matérias de polinômios, funções, logaritmo e análise combinatória devem figurar na maioria das questões (pois são tendências e seguem a linha de raciocínio da ESPCEX).   

Prova de Matemática do concurso da ESA terá 12 questões
(Foto Divulgação)

Dessas, o especialista comenta que as matérias de logaritmo e função são as que costumam assustar os candidatos. Sobre logaritmo, ele explica que é devido o concorrente precisar de uma base muito forte de potencialização e função exponencial.

Já na parte de funções o que pega é que, além do desenvolvimento algébrico, o estudante ainda precisa saber discernir entre os fundamentos, como domínio, imagem e zero da função, e outros elementos. 

"Polinômios é um dos possíveis tópicos que sinalizam a tendência dessa prova para 2019", afirma o professor.

Especialista recomenda uma rotina de estudo diária

O estudo para a prova de Matemática da ESA precisa ser sequencial. Quem almeja o sucesso nesse exame terá que abdicar de muitas coisas externas e se concentrar nos estudos, principalmente durante a semana.

O professor recomenda que o candidato tenha uma rotina de estudo diária voltada para a prova e não perca o foco. Além disso, é preciso saber reconhecer e fazer sempre autocrítica no que diz respeito aos tópicos de mais dificuldade.

Para o professor, é de extrema importância não acumular matéria e, é claro, fazer sempre uma revisão semanal. Essa revisão precisa ter como foco pelo menos uma matéria das que foram estudadas e terminar analisando provas anteriores

A prática, persistência, perseverança e a dedicação são os principais fatores que determinam a aprovação do candidato. 

Comentários