Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Orçamento federal prevê contratações recordes em 2014

Já foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2014. O anexo V do PLOA permite que os três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e também o Ministério Público da União e o Conselho Nacional do Ministério Público façam 67.747 novas contratações - 1.069 a mais do que o previsto no projeto inicial, que havia sido entregue em setembro pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Este é o maior número de autorizações dos últimos cinco anos. As novas contratações serão feitas através de novos concursos e convocações de concursos anteriores. Das contratações que poderão ser realizadas, 6.001 vagas estão previstas para a substituição de terceirizados.

Já foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2014. O anexo V do PLOA permite que os três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e também o Ministério Público da União e o Conselho Nacional do Ministério Público façam 67.747 novas contratações - 1.069 a mais do que o previsto no projeto inicial, que havia sido entregue em setembro pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Este é o maior número de autorizações dos últimos cinco anos. As novas contratações serão feitas através de novos concursos e convocações de concursos anteriores. Das contratações que poderão ser realizadas, 6.001 vagas estão previstas para a substituição de terceirizados.

No Executivo, foi aprovada a criação de 43.405 vagas e provimento de 59.571. O Legislativo poderá criar até 234 vagas, com provimento de 931. Já no Judiciário, 1.741 vagas poderão ser criadas e 6.033 preenchidas, enquanto que no Ministério Público da União (MPU), esses números são de 2.299 e 1.212, respectivamente. No total, foi autorizada a criação de 47.679 novos cargos. O anexo V do Ploa é a parte em que constam as autorizações relativas a despesas de pessoal e encargos sociais. O item I traz o limite máximo de vagas a serem criadas por meio de aprovação no Congresso Nacional e de vagas reservadas para serem ocupadas no serviço público no ano indicado para aquele orçamento. O anexo V é de caráter autorizativo, apenas indica a expectativa de criação de cargos e de ocupação destes e dos já existentes.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações