O que todo candidato deveria saber sobre Aprovação em Concurso

Oitocentos e noventa e três mil! Sim, 893 mil é o numero de pessoas que estudam para concursos públicos apenas no estado do Rio de Janeiro. Victor Ribeiro iniciou sua palestra "O que todo candidato deveria saber sobre Aprovação em Concurso" de um jeito diferente: fez com que todos os presentes se levantassem e falassem a expressão logo nos primeiros minutos.

08/04/2017 15:39 | Atualizado: 02/10/2017 02:30

08/04/2017 15:39 | Atualizado: 02/10/2017 02:30
Oitocentos e noventa e três mil! Sim, 893 mil é o numero de pessoas que estudam para concursos públicos apenas no estado do Rio de Janeiro. Victor Ribeiro iniciou sua palestra "O que todo candidato deveria saber sobre Aprovação em Concurso" de um jeito diferente: fez com que todos os presentes se levantassem e falassem a expressão logo nos primeiros minutos.
 
O último palestrante do Coaching Day  deixou os concurseiros presentes com ânimos à flor da pele, fazendo com que repetissem frases motivacionais com muita empolgação, como por exemplo a "Quem manda nessa p#%* aqui sou eu!!"
 
Motivação, inclusive, é muito importante para o processo de aprovação, mas também é preciso um pouco de sal neste tempero: a competência. E é sobre isso que Victor Ribeiro, especialista em aprendizagem acelerada, criador do treinamento online Estratégias de Aprovação, falou na palestra que fechou o Coaching Day, no auditório da FOLHA DIRIGIDA.
 

"O concurso público pode ser o caminho para seus sonhos, mas é a forma de você ser uma força do bem"

O que é a aprovação? O que é ser aprovado? 
Para o coach, quando alguém diz que para ser aprovado é preciso estudar não faz tanto sentido. "É a mesma coisa que dizer que para ter dinheiro você precisa trabalhar", explica. "Muita gente trabalha muito e não tem dinheiro. Não é o meio, é o resultado. Ser aprovado é um resultado, uma evidência de que você aprendeu o conteúdo do seu edital."

Processo de aprendizagem: ARI 

 
Essa técnica diz respeito a três pilares para garantir a aprovação: aprender, revisar e interpretar. "Ser aprovado é uma evidência que você aprendeu o conteúdo de seu edital." Para o coach, duas coisas importantes são a quantidade e a qualidade de seu estudo. "Você não aprendeu porque seu aprendizado não foi na quantidade e qualidade suficiente." O foco não deve ser só estudar, mas aprender.
 
Aprender:
"Se não conseguir estudar na qualidade suficiente é porque não aprendeu a aprender". Victor conta que aprender nao é ler ou escutar. Aprender pode ser criar uma representação mental das observações. E, segundo ele, essa representação mental é a aprendizagem. "No final do processo, a aprendizagem é aquilo que quando se fecha os olhos, fica na cabeça."
 
Veja também

Em 1 hora, 50% de informação vai embora, em 24 horas se vão 80%

"Além de aprender, é preciso revisar"
Revisar é o ato de selecionar informações que já se aprendeu, criar uma representação mental e, antes de esquecer, recapitular. O especialista orienta que é importante fazer essa recapitulação assim que terminar uma seção de estudos. "Revisar 30 vezes leva menos tempo que revisar cinco vezes. Cada revisão vai ficando mais rápida a partir desse método."
 
Atenção!
Se prepare para a prova como se todos os itens objetivos fossem sua redação ou sua prova oral. Você leva menos tempo em cada item e quanto mais fizer, melhor.
 
"Leve o tempo necessário para resolver uma questão"
O coach em aprendizagem acelerada considera que o edital é o Rei, a Rainha e o Príncipe de um concurseiro. Para facilitar a organização dos estudos, uma boa técnica é verticalizar o edital, fazendo uma estrutura lógica com itens detalhados.
 
Na escolha da carreira, normalmente, se faz jus ao seguinte pensamento de "onde quero trabalhar?", mas essa pergunta não é a ideal. Em vez disso, tente se perguntar "qual carreira quero e qual nível vou querer aprender?". Após essa etapa, escolha um eixo comum de matérias. São cinco concursos que possuem matérias em comum. "A chave é matar o conteúdo antes do lançamento do teu edital", aconselha.
 
 
 1. Faça uma seção de estudos para cada item do edital
 2. Fazer anotações: mapa mental ou esquema de estudo para facilitar a revisão
 3. Revise até ter na ponta da língua o assunto e ficar de saco cheio
 4. Veja como o item foi cobrado pela banca (de cinco a dez questões)
 5. Faça um simulado de provas a cada 14 dias. Toda vez que fizer um simulado se pergunte o que errou, como errou e o que não deve fazer de novo.
 
 
 
 
 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...