Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

"O Inpa precisa de concursos imediatos", diz prefeito de Manaus

"O Inpa precisa de concursos imediatos", diz prefeito de Manaus

Após fechar unidade, prefeito de Manaus assume contas do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e vê urgência em novo concurso.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, afirmou que o "Inpa precisa de concursos públicos imediatos". A declaração foi dada na última terça-feira, 9, após o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) anunciar o fechamento do Bosque da Ciência, localizado no próprio município.

Com o anúncio do fechamento do espaço de visitação pública, o prefeito afirmou que vai socorrer financeiramente o Inpa para manter o funcionamento do Bosque da Ciência. Na última terça, 9, Arthur Virgílio realizou uma reunião com a diretora e coordenadores do órgão.

"Acordei com essa notícia terrível, que me deixou muito preocupado e indignado. Se queremos tratar a sério a Amazônia, temos que tratar a sério o Inpa e as universidades", afirmou o prefeito.

Sobre a falta de pessoal, o prefeito Arthur Neto declarou que o Inpa precisa de concursos públicos imediatos, para que haja a substituição de pesquisadores e outros servidores que já atingiram a idade de aposentadoria, como é o caso dos servidores do Bosque da Ciência. Alguns estão, inclusive, trabalhando no período pós-aposentadoria.

"É necessário se fazer concurso público para rejuvenescer o quadro do Inpa", reforçou.

A diretora do Inpa, Antônia Franco, confirmou que as principais dificuldades são em relação a recursos humanos, o que reflete na recepção dos visitantes, segurança, manutenção do parque e combate ao vandalismo.

"Nós precisamos de pessoal para auxiliar na manutenção do bosque. A sociedade vai visitar, nós recebemos mais de 120 mil visitantes por ano, e precisamos de pessoal para isso", disse a gestora.

Prefeito de Manaus assume contas do Inpa e vê necessidade de concurso (Foto: Alex Pazuello/Semcom)
Prefeito de Manaus vê necessidade de concursos para o Inpa
(Foto: Alex Pazuello/Semcom)

Falta de concursos e orçamento atingem o Inpa

Segundo a coordenadora de Extensão do Inpa, a pesquisadora Rita Mesquita, o encerramento das atividade ocorre devido à necessidade de reformulação do funcionamento do Bosque da Ciência, em função do reduzido quadro de servidores para fazer atendimento no espaço.

Dedicado à educação, divulgação científica e ao lazer, o Bosque da Ciência, em Manaus, recebeu em 2018 cerca de 100 mil visitantes, sendo quase 70% de forma gratuita. Ao assumir parte das contas do Inpa, o prefeito de Manaus criticou o baixo orçamento do órgão federal.

"O orçamento do Inpa é de apenas R$ 35 milhões por ano, mas deveria ser de R$3,5 bilhões, para nós, de fato, desenvolvermos nosso potencial econômico plenamente, a começar pelo uso da biodiversidade e pela construção da indústria de biotecnologia. Como está, o Brasil não vai a lugar nenhum. Vamos ficar estagnados como um país analógico e pararemos de sonhar com a tal economia 4.0", disse o prefeito.

O prefeito autorizou que a Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef) firme um convênio para repassar recursos que garantam o funcionamento do Bosque da Ciência, por um período de três meses, além de custear um plano de viabilidade econômica, necessário para a terceirização do parque.

O prefeito ainda solicitou uma audiência com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, para tratar do assunto.

"Eu quero explicar a ele que não é possível nós não fazermos parte da formulação estratégica do Ministério da Ciência e Tecnologia. Nosso bioma amazônico não faz parte e outros fazem. É uma coisa que vai contra a ideia de um futuro brilhante para o país. Quero explicar para ele que o Inpa não pode ficar nessa situação", concluiu o prefeito de Manaus.

Prepare-se para concursos em 2019!

Inicie seus estudos

Último concurso Inpa ocorreu em 2012

O último concurso do Inpa ocorreu em 2012. Na época, foram oferecidas 91 vagas em cargos dos níveis médio e superior, visando a contratações imediatas e para formação de cadastro de reserva.

A instituição, que é referência mundial em estudo da Biologia Tropical, selecionou técnicos, pesquisadores adjuntos e tecnologistas. Os vencimentos dos servidores ultrapassaram R$4 mil (médio) e R$9 mil (superior).

O concurso Inpa foi composto por provas objetiva, discursiva e prática, análise curricular, defesa pública de memorial, apresentação de projeto de pesquisa e análise de títulos, conforme os cargos. Os aprovados na seleção foram lotados nas unidades de Manaus (AM), Santarém (PA), Boa Vista (RR) e Porto Velho (RO).

Confira concursos da área Administrativa

Saiba como iniciar estudo para concursos! 




Comentários