Nova portaria TSE aumenta cargos passíveis de provimento com concurso

TSE publica nova portaria que amplia em mais de 80 os cargos vagos que podem voltar a ser preenchidos com aprovados em concursos.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 8, uma nova portaria que amplia o número de cargos vagos que podem voltar a ser preenchidos por meio de concurso. O provimento de carreiras na Justiça Eleitoral está restrito desde 2017 e vem sendo revisado a cada ano. 

Deste vez, a Portaria nº 602, de 7 de agosto de 2019 acrescenta mais 83 cargos que estão desocupados e que podem ser preenchidos com aprovados. O número total é de 227 vagas, das quais 25 são para o próprio TSE e as demais distribuídas pelos TRE’s.

Questionado, o TSE ainda não confirma um concurso para o tribunal. Sobre seleções para os TREs, a autorização para provimentonem sempre significa novos editais.

Alguns deles ainda possuem editais em validade e outros, como o TRE-SC, por exemplo, têm autorização para aproveitar o cadastro de aprovados de concursos para outros órgãos. 

. TRE-SC vai aproveitar cadastro de reserva do concurso TRT-12

Contudo, o TSE já havia informado à reportagem da FOLHA DIRIGIDA, em março deste ano, que novos concursos para Tribunais Regionais Eleitorais poderiam ocorrer. Alguns deles já confirmaram a previsão. 

Confira como ficou a nova distribuição de cargos da Portaria nº 602, de 7 de agosto de 2019:

Órgão Analista Técnico Total
TSE

15

10

25

TRE-AC

2

2

4

TRE-AL

1

3

4

TRE-AM

2

2

4

TRE-BA

2

4

6

TRE-CE

12

6

18

TRE-DF

1

-

1

TRE-ES

-

-

-

TRE-GO

1

1

2

TRE-MA

1

1

2

TRE-MT

1

-

1

TRE-MS

1

5

6

TRE-MG

4

9

13

TRE-PA

2

2

4

TRE-PB

2

2

4

TRE-PR

10

26

36

TRE-PE

2

4

6

TRE-PI

-

4

4

TRE-RJ

12

15

27

TRE-RN

1

3

4

TRE-RS

2

3

5

TRE-RO

2

2

4

TRE-SC

1

1

2

TRE-SP

15

18

33

TRE-SE

1

1

2

TRE-TO

4

4

8

TRE-RR

-

2

2

TRE-AP

-

-

-

TRE-PA tem concurso confirmado e comissão formada

Em junho deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) publicou a comissão responsável pelo seu próximo concurso, indicando o início dos preparativos. O pedido orçamentário para a seleção já foi encaminhado ao TSE e aguarda por aprovação. 

Após o aval do Tribunal Superior, o TRE-PA poderá dar início aos trâmites para contratar uma banca organizadora, conforme explicou o presidente da comissão organizadora, Rodrigo Augusto Nascimento Montero Valdez, às reportagem da FOLHA DIRIGIDA. 

Concurso TRE-PA: pedido orçamentário é encaminhado ao TSE

As oportunidades deverão abranger as carreiras de técnico e analista, que inclusive tiveram número de cargos passíveis de provimento ampliado. Antes era uma vaga de técnico e outra de analista, mas a nova portaria prevê dois cargos de cada carreira. 

A remuneração inicial para técnicos do TRE-PA é de R$8.501,45. Exceto para a área de Segurança e Transporte, cujo valor é de R$9.608,52. Para analista, a remuneração é de R$13.365,38. Para oficial de justiça o ganho é um pouco maior, de R$15.181,77.

Prepare-se desde para o concurso TRE-PA

Botão com link para curso de preparação

Outros TRE’s podem abrir concursos no próximo ano

Além do TRE do Pará, outros Tribunais Regionais Eleitorais que não possuem concurso em validade são: TRE-AL; TRE-AM; TRE-CE; TRE-MS; TRE-PA; TRE-RN; TRE-RO. Destes, o do Mato Grosso do Sul e do Amazonas também podem publicar editais em breve.

O TRE-AM confirmou, em abril, que tem a intenção de realizar concurso público para a área de apoio. O órgão planeja incluir a seleção na proposta orçamentária de 2020. A realização também aguarda uma aprovação da Corte Superior do órgão.

Para o Tribunal amazonense, podem ser providos por meio de concurso dois cargos de analista judiciário (nível superior) e dois de técnico judiciário (nível médio). Lá, os vencimentos são de R$12.455,30 e R$7.591,37, respectivamente. 

Concurso TRE-AM para área de apoio está em estudo, diz tribunal

Já o TRE-MS, informou que ainda não tem orçamento autorizado para realizar concurso em 2019 e 2020, mas quer preencher as vagas preferencialmente por meio de uma nova seleção. 

O órgão pode preencher um cargo vago de analista e cinco de técnico judiciário. O de analista exige nível superior e tem remuneração inicial de R$12.455,30. Já o cargo de técnico exige o nível médio e tem inicial de R$7.591,37.

TRE-MS diz que preferência é prover cargos vagos com concurso 



Comentários