Folha Dirigida Entrar Assine

Marcia Tiburi: 'Nossa opção é contratar por concurso público'

Candidata ao governo do Estado do Rio de Janeiro pretende abrir novos concursos e valorizar os servidores públicos.

Marcia Tiburi, candidata ao governo do Estado do Rio de Janeiro pelo Partido dos Trabalhadores (PT), realizará um grande plano de obras de infraestrutura em todo o estado, caso seja eleita. "Isso vai gerar empregos nas regiões que mais necessitam dessas obras e vai movimentar o comércio e serviços na própria região", garante a candidata. 

A professora, filósofa e escritora Marcia Tiburi é a última entrevistada de FOLHA DIRIGIDA na série de entrevistas com os 12 candidatos ao governo Estado do Rio de Janeiro. Assim como os demais candidatos, Marcia Tiburi foi convidada pela FOLHA DIRIGIDA para entrevista em vídeo. Contudo, a candidata não confirmou sua participação até o prazo limite. Os temas, a seguir, foram respondidos por e-mail. ​

Valorização do servidor público, turismo e Cedae

Marcia Tiburi garante que ampliará as atividades de turismo, valorizará o servidor público, não privatizará a Cedae e que os concursos estão na pauta de seu governo. "Nossa opção é sempre pela contratação por concurso público para o exercício de funções no governo".  Para que os investimentos voltem a mover a economia fluminense, a candidata falou ser necessário renegociar o plano de recuperação fiscal, assinado com o governo federal. "Vamos renegociar o plano de recuperação fiscal para defender os interesses do estado e retomar os investimentos. Nosso futuro presidente Haddad já disse que tem saída e que estará conosco, do lado do Rio de Janeiro." A seguir, veja o que a candidata tem dizer sobre esses temas e outros.

Crise financeira do estado

A atual crise financeira no Estado, de acordo com Marcia Tiburi, é o  resultado de um 'golpe', nas palavras dela, que impôs cortes em programas e investimentos, reduziu renda, gerou desemprego, deprimiu consumo e freou produção. "!Mas nós, aqui, sofremos em dobro, pois existem razões estruturais que os vários governos do estado não foram capazes de enfrentar. Temos sérias desigualdades regionais, com lugares com pouca ou nenhuma oportunidade de emprego; ficamos dependentes dos royalties do petróleo, sujeitos a fortes variações". A candidata garante que, se eleita, fará um governo de retomada do desenvolvimento, com geração de emprego e renda. "O Rio de Janeiro vai superar a crise porque vamos defender os interesses do estado junto ao governo federal. Vamos superar a crise com planejamento, participação e diálogo, mobilizando as vastas potencialidades produtivas do estado, a riqueza do seu território."

Candidata ao governo do Estado do Rio de Janeiro, Marcia Tiburi (PT)
(Foto: Divulgação)

Plano de obras de infraestrutura

Para que o Rio de Janeiro volte a crescer, Marcia Tiburi realizará um plano de obras de infraestrutura, de manutenção das estradas, saneamento, reformas de escolas e unidades de saúde em todo o estado. "Isso vai gerar empregos nas regiões que mais necessitam dessas obras, vai movimentar o comércio e serviços na própria região. Vamos apoiar o turismo, com ampliação dos destinos e das modalidades, cobrindo todo o estado. Vamos incentivar a produção de alimentos, a pequena agricultura e a pesca, que geram renda e dinamizam economias locais."

A petista explica ainda que fortalecerá pólos de desenvolvimento a partir de grandes empreendimentos. "Daremos condições para atração de empresas, com transporte, planejamento urbano e capacidade de formação na região. Nessa estratégia destaca-se o complexo do petróleo, em torno dos empreendimentos Petrobras". Marcia Tiburi também incentivará um complexo da saúde, envolvendo biotecnologia, medicamentos, vacinas, equipamentos, em torno da FAR Manguinhos. "E o complexo de software e serviços ligados à tecnologia da informação e comunicação, em Petrópolis, com o supercomputador Santos Dumont. Isso vai contribuir para gerar mais empregos, qualificar a economia do estado e internalizar os efeitos benéficos desses empreendimentos. Não menos importante, a indústria naval do Rio será retomada."

Capacitação e avaliação contínua dos servidores

Em relação aos servidores públicos, Marcia Tiburi disse que terá total compromisso com os trabalhadores. Garantir o pagamento dos servidores será uma prioridade nos dispêndios do Estado, segundo ela. "A população tem direito a serviços públicos de qualidade, tem direito a ter um governo competente. A valorização dos servidores é condição mestra para que isso ocorra."

A candidata destaca que, se eleita, avançará na gestão de pessoas, envolvendo a política de seleção, capacitação e avaliação contínua, a gestão por competências e o fomento à profissionalização. "Nosso compromisso é com o diálogo e negociação, com ampla transparência, para que as servidoras e os servidores do Estado tenham remuneração adequada, plano de cargos e salários efetivos, boas condições de trabalho e sejam de fato agentes de transformação."

Concursos públicos

Em relação aos concursos públicos, Marcia Tiburi disse que será preciso recompor a capacidade de planejamento, controle, fiscalização, arrecadação, áreas estratégicas do Estado. "Nossa opção é sempre pela contratação por concurso público para o exercício de funções no governo. Importante também é organizar a estrutura tributária. Nós vamos rever a política de isenções, cobrar de quem se comprometeu com o Estado do Rio de Janeiro a gerar empregos e não cumpriu. E vamos lutar para ser revista nacionalmente a legislação do ICMS, principal tributo do estado, cuja atual regra de cobrança penaliza estados como o Rio de Janeiro. Aumentando aarrecadação, nós vamos fazer crescer a economia."

Conheça propostas de Marcia Tiburi para outras áreas:

Educação - " Nosso governo vai criar as condições para que profissionais de educação se sintam atraídos pela carreira e mantenham-se nas escolas, criando vínculos com a comunidade. E vamos fazer uma revolução no ensino médio do estado, com currículo que dialogue com a juventude.Vamos instituir uma Bolsa de apoio à permanência na escola para jovens em situação vulnerável. Com um sistema de Tutoria para orientar e acompanhar seu caminho de futuro."

Segurança - " Nossa prioridade será a coordenação entre as polícias, ações de inteligência e informações de qualidade para a prevenção e a repressão dos delitos nos diversos municípios do estado. Assim vamos desarticular o sistema que alimenta o roubo de carga, tráfico de drogas e de armas. Compreendemos também como parte da política de segurança, a promoção de infraestrutura nos espaços públicos e serviços de iluminação; os investimentos em educação de qualidade e acesso à saúde; a criação de oportunidades de inclusão produtiva, principalmente nos territórios mais vulneráveis."

Saúde e OSs - Nós vamos fortalecer e defender o Sistema Único de Saúde - SUS - no estado, impedindo retrocessos: nenhum serviço de saúde a menos. Vamos assumir a gestão da saúde do Estado, que está abandonada, garantindo controle e transparência. As Organizações sociais hoje representam uma boa parcela da saúde no estado, além de outras áreas. Existem OSs cuidando das UPAs, OSs cuidando de hospitais. Não é possível negar esse fato. Nós não vamos deixar a população sem o serviço. Vamos fazer uma auditoria sobre a situação dessas organizações."

Cedae e privatização - "Não vamos privatizar a Cedae. Empresas de serviços públicos que se tornaram monopólios privados só aumentaram os preços, pioraram a qualidade dos serviços e não atendem às necessidades mínimas da população. Vamos cobrar responsabilidade para que todos tenham água e esgoto sanitário em suas casas. Os contratos com prefeituras serão revistos para acertar novos prazos, obrigações e garantias, e construir parcerias para acelerar o investimento na distribuição de água e coleta de esgoto."

Veja as propostas dos demais candidatos ao governo do Rio de Janeiro:

 

Dayse Oliveira
Eduardo Paes
Marcelo Trindade
Pedro Fernandes
Tarcísio Motta
André Monteiro
Wilson Witzel
Anthony Garotinho
Indio da Costa
Romário Faria
Luiz Eugênio Honorato

 

 

 

Comentários