Mães concurseiras: qual o seu maior desafio?

Mães concurseiras: qual o seu maior desafio nos estudos para concursos? São muitos, mas só tem uma coisa que você precisa saber: é possível!

Tarefa difícil conciliar estudos para concursos e filhos, não é? Ser uma mãe concurseira não é fácil, sabemos. Mas não se sinta sozinha, pois você verá que tem muita gente no mesmo barco.

A preparação para concursos, por si só, já é uma tarefa árdua. Afinal, você precisa definir um foco. Estabelecer as metas de curto e médio prazo, principalmente. Escolher seu material. Montar os ciclos de estudos. E nem chegamos na parte de estudar efetivamente, com questões, resumos e leitura.

Com filhos então, parece uma tarefa quase impossível. Mas, NÃO É. E você precisa saber de uma coisa: é possível sim ser mãe, estudar e ainda passar em um concurso.

Primeiro de tudo é preciso ter muita capacidade de organização e lidar com desafios. E quem está falando isso não somos nós da FOLHA DIRIGIDA. A dica é da Lia Salgado, mãe de quatro filhos e concurseira.

enlightenedAprenda o planejamento de estudos para concurso

Não foi fácil. Lia conta que estudar em casa era complicado com as constantes interrupções por atenção e outras necessidades. Esperar as crianças dormirem para estudar ainda vinha com mais um obstáculo: o próprio sono. Mas, ela não se deu por vencida, persistiu e continuou aprendendo. 

“Nos últimos seis meses, depois de três reprovações e uma desistência, eu parei de trabalhar e passei a estudar durante o dia em bibliotecas. Foi um enorme salto de qualidade, que culminou na minha aprovação como fiscal do ISS no município do Rio de Janeiro”, relata.

Lia Salgado é iscal de rendas no Município do Rio de Janeiro e consultora em concursos públicos
Lia Salgado é iscal de rendas no Município do Rio
e consultora em concursos públicos (Foto: Arquivo Pessoal)

Como estudar para concurso com filhos pequenos?

Ajuda externa sempre é bem-vinda. Hoje em dia, a tecnologia ainda é uma forte aliada para quem estuda para concursos. São os pdfs, videoaulas, simulados, áudios e cursos completos. Tudo online e ao alcance de um clique.

enlightenedComo estudar para concurso pela internet

Lia Salgado conta que na época em que estudava não teve esse facilitador, já que os cursos eram presenciais. E isso incluía ainda uma hora e meia de deslocamento até chegar às aulas.

“Durante o dia, eu tinha uma pessoa que ajudava, mas eu trabalhava. Para encontrar horário para estudar, era a gente com a gente. Quando eu tinha aula à noite, os mais velhos ficavam com os mais novos, davam jantar, colocavam para dormir. Não foi simples - eram jovens cuidando de crianças. Brigavam, choravam, ligavam para mim na aula.  Aos sábados, eu os deixava com a minha mãe.”

A rotina de uma mãe concurseira

A forma como você, que está lendo essa matéria, vai se organizar dependerá muito da sua rotina. O que você precisa saber é: dificilmente não existirá um jeito para a sua situação. Olha o que a Lia fala:

1. Concurseiras com filhos pequenos

“No caso de filhos muito pequenos, que não têm condições de compreender a ausência da mãe, o jeito é adaptar o horário de estudo aos períodos do dia em que alguém possa ficar com a criança. É o momento de contar com o pai, avós, tios ou amigos muito próximos, que estejam dispostos a dar esse tipo de apoio. 

Caso não exista essa rede de apoio, e também não se possa dispor de uma ajudante, a solução é a mãe estudar na hora de sono dos filhos. Tentar dormir bem cedo e acordar uma ou duas horas antes dos filhos é uma alternativa”.

2. Mães com crianças um pouco maiores

“Para crianças um pouco maiores, a mãe pode aproveitar o horário em que estão na escola para estudar. Se existirem tarefas domésticas a serem feitas, melhor deixar para cuidar disso com as crianças em casa, porque as inevitáveis interrupções não causarão prejuízo significativo”.

3. Concurseiras com filhos adolescentes

“Para filhos adolescentes, uma ideia interessante é conversar, explicar o projeto, a importância da aprovação para a família toda, e pedir colaboração. Isso não resolve tudo, porque filhos têm suas próprias necessidades e vão demandar assim mesmo. Mas, o fato de saberem com clareza o que está acontecendo ajuda a construir um vínculo de colaboração”.

4. Concurseira, mãe e trabalhando fora

“Se a mãe trabalha fora, valem as alternativas de acordar antes de começar o movimento na casa ou à noite, depois que dormem. Usar o sábado para estudar também pode ser uma opção, para estar mais disponível para a família durante a semana”.

Lia destaca também que a mãe concurseira precisa pedir ajuda sempre que preciso, principalmente recorrer ao pai. Outra coisa que você deve saber é que mesmo com as dificuldades, é totalmente possível vencer esse desafio.

enlightened4 lições para aumentar a produtividade nos estudos

Como manter foco e concentração nos estudos?

Sim, manter o foco e a concentração é difícil. Ainda mais quando seus pequenos estão ali pedindo mais atenção. Sempre bate o sentimento de culpa e os estudos acabam ficando de lado.

O sacrifício termina com a aprovação.

“Vale lembrar que o período de sacrifício termina com a aprovação, que dá início a uma nova etapa de vida, com muito mais possibilidades.”

Não apenas proporcionar uma boa formação aos filhos, mas uma série de recursos para o pleno desenvolvimento deles. Essa pode e deve ser sua motivação para continuar no caminho.

enlightened9 passos para fazer sua planilha de estudos

Como superar a culpa de não dar atenção?

Uma dica da Lia é “reservar um tempo bacana e divertido, dedicado a estar verdadeiramente com eles. Isso ajuda a construir a confiança de que o afeto está preservado”.

Cuidado apenas para não descarregar a ansiedade neles. “Cabe a nós, adultos, lidar com a empreitada e acolher a dificuldade deles - cada um no seu papel.” 

Mesmo com todos os desafios, a satisfação de ser convocada para o cargo público certamente valerá a pena. Lia, autora do livro “Como Vencer a Maratona dos Concursos Públicos”, encerra contanto que, apesar dos tempos difíceis, o resultado é recompensador quando vê que seus filhos a olham com orgulho do que fez. 

Até porque, a classificação é para a vida toda. Todos os sacrifícios e esforços foram para construir essa vida a longo prazo. “E isso faz toda a diferença para nós, para os filhos, e para quem vier depois, porque podem partir de outro patamar.”

Comentários