Coren-SE cria cargo de enfermeiro fiscal para provimento

O Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe criou o cargo de enfermeiro fiscal e concurso Coren-SE pode ser realizado.

O Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe publicou, por meio Diário Oficial da União desta quinta-feira,17, uma decisão para criação do emprego público efetivo de Profissional de Fiscalização (PFIS), no cargo de enfermeiro fiscal.

Segundo a publicação, existem 11 vagas para o cargo de técnicos administrativos, porém somente oito vagas estão ocupadas. Com as três vagas que estão em vacâncias, será feita a seguinte distribuição:

  • 1 vaga para o cargo de técnico administrativo;
  • 2 vagas para o cargo de enfermeiro fiscal.

Para que estes cargos sejam ocupados deverá ser realizado um concurso público. O próximo passo para início da seleção é a instuição formar uma comissão para acompanhar o processo.

Logo após, deverá ser definido a banca organizadora, que, uma vez escolhida, publicará o edital.

Coren-SE cria cargo de enfermeiro fiscal e há possibilidade de novo concurso
(Foto: Pixabay)

Concurso Coren-SE: última seleção foi realizada em 2010

O último concurso do Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren-SE) foi realizado em 2010. A seleção foi para o provimento de 24 vagas e a banca organizadora foi a Amiga Pública.

As oportunidades eram em níveis médio, técnico e superior. Confira as vagas, requisitos e salários:

Cargo Requitos Carga horária Número de vagas  Salário
Advogado Ensino superior em Direito e registro na OAB 30h 1 R$3.000
Enfermeiro fiscal Ensino superior em Enfermagem e registro no Coren 30h 3 R$3.000
Técnico administrativo Ensino médio 40h 16 R$604,95
Técnico em contabilidade Ensino médio técnico em Ciências Contabéis e registro no CRC 40h 2 R$604,95
Técnico de suporte Ensino médio técnico em Tecnologia da Informação 40h 2 R$604,95

Das 16 vagas para técnico administrativo, uma era reservada para pessoas com deficiência. A taxa de inscrição foi de R$80 para os cargos de nível superior e R$35 para os demais.

Os candidatos tiveram que passar por provas objetivas. Foram 40 questões e as disciplinas variaram de acordo com o cargo. Confira:

  • Cargos de níveis médio e técnico:
    • Inerente ao Cargo - 14 questões
    • Direito Administrativo - 2 questões
    • Direito Constitucional - 2 questões
    • Legislação Específica - 2 questões
    • Língua Portuguesa - 10 questões
    • Fundamentos de Informática - 5 questões
    • Conhecimentos Gerais de Cultura Sergipana - 5 questões
  • Advogado:
    • Inerente ao Cargo e Legislação Específica - 20 questões
    • Língua Portuguesa - 10 questões
    • Fundamentos de Informática - 5 questões
    • Conhecimentos Gerais de Cultura Sergipana - 5 questões
  • Enfermeiro fiscal:
    • Inerente ao cargo - 8 questões
    • Direito Administrativo - 2 questões
    • Direito Constitucional - 2 questões
    • Direito do Trabalho -  1 questão
    • Legislação Específica - 7 questões
    • Língua Portuguesa - 10 questões
    • Fundamentos de Informática - 5 questões
    • Conhecimentos Gerais de Cultura Sergipana - 5 questões

Os candidatos ao cargo de advogado ainda realizaram, no mesmo dia, uma prova discursiva, que foi uma peça jurídicia de 30 a 50 linhas.

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos!

 E-books 
 Provas para download
 Artigos sobre concursos
 Editais verticalizados
 Vídeos com dicas 

Comentários