Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concursos Aeronáutica: saiba os erros que mais eliminam candidatos

Concursos Aeronáutica: saiba os erros que mais eliminam candidatos

Major aviador, Alexandre Palmieri, conta à FOLHA DIRIGIDA os erros que mais eliminam candidatos nos concursos da Aeronáutica. Confira!

Ingressar nas Forças Armadas é o sonho de muitos jovens e profissionais. A Aeronáutica, por exemplo, é uma das instituições que mais atraem candidatos por meio de concursos. No entanto, nem todos conseguem a aprovação, principalmente por cometerem erros que poderiam ser evitados durante a seleção.

Para entender o que pode e o que não pode em um concurso da Aeronáutica, FOLHA DIRIGIDA conversou com o major aviador, Alexandre Palmieri. Ele explica como são realizados os concursos militares e como deve ser a preparação, além dos erros mais comuns entre os candidatos. Confira!

"Todos os procedimentos estão previstos nos editais dos concursos e devem ser lidos pelos candidatos. No geral, os concursos militares são bastante rígidos no cumprimento das regras e não nos permitimos aceitar aqueles que insistem em não cumpri-las", afirma o major Palmieri.

Durante as inscrições, o major explica que são rigorosas as inspeções nos preenchimentos de formulários, conferências de títulos declarados e verificações da veracidade das informações apresentadas pelos candidatos como a idade, já que exige um limite conforme as seleções e especialidades.

Outro item que gera dúvida nos concorrentes é o uso de tatuagens, piercings e brincos, por exemplo. Normalmente, segundo o major, não são permitidos brincos e piercings nas orelhas para a realização das provas escritas.

Segundo ele, existem diversos casos de candidatos que são excluídos dos concursos por não retirarem os brincos (conforme orientado) e os piecings.

Chamo a atenção, principalmente para o caso dos que usam piercings. Muitos candidatos não conseguem retirar ou acabam se ferindo ao fazê-lo. Sugiro que façam isso alguns dias antes, para não se surpreenderem ou acabarem impedidos de realizarem a prova", aconselha Palmieri.

Já em relação às tatuagens, o major esclarece que, para a realização da prova escrita, elas não são verificadas, apenas após essa fase que passam a ser avaliadas. 

"Não são permitidas aquelas que afetam a honra pessoal e/ou os bons costumes, que façam apologia a ilícitos ou atentatórios às Forças Armadas e ao país. Todas essas regras são explicadas nos editais", reforça Alexandre Palmieri. 

Conheça outros erros comuns

Além do uso de tatuagens, piercings e brincos, assim como a atenção ao preencher os formulários e evitar mentiras em relação aos títulos e idade, por exemplo, outros erros são comuns e acabam por eliminar muitos candidatos, durante os concursos da Aeronáutica. Veja quais são e como evitá-los!

noAtraso

"O candidato tem que ter em mente que não podemos permitir atrasos de forma alguma. Todos os procedimentos são cronometrados e testemunhados pelos próprios candidatos", diz o major.

Desta forma, segundo ele, os candidatos precisam se antecipar e gerenciarem seu tempo, principalmente de deslocamento até o local de prova, tentando prever problemas no caminho.

noFalta de documentação que o identifique

"Não adianta levar cópias de documentos, precisa ser um documento previsto no rol de identificação descritos no edital", diz Palmieri.

noCelulares

Sobre o uso de celulares, o major Alexandre Palmieri explica que existe a recomendação para os candidatos não levarem o aparelho ou outros eletrônicos.

"Para os que insistem em fazê-lo, há a orientação para deixá-los desligados e guardados sem as baterias. No entanto, há diversas marcas de celulares que não permitem que a bateria seja retirada e acabam tocando mesmo desligados (alarmes). Se o aparelho tocar, o candidato é excluído automaticamente", explica o major.

Ícone Saúde (Pixabay) Candidato passando mal durante a prova

"Gostaria de lembrar que possuímos apoio médico, em todos os locais de prova, de forma que o candidato poderá ser socorrido pelos militares de serviço e receber o atendimento médico no local", informa Palmieri.

Segundo o major, nesse caso, o candidato só será eliminado se for verificado pelo médico que o mesmo não possui condições para a realização da prova. Caso contrário, o concorrente retornará ao seu setor e continuará o exame de onde parou. 

noTentativa de facilitação de respostas

"Não existe a possibilidade de 'cola'. No caso de ser detectada a fraude, o candidato será sumariamente eliminado e, dependendo do caso, poderá ser preso em flagrante", informa o major Alexandre Palmieri.

noLápis, borracha, caneta colorida e uso de bonés e lenços

"Esses adornos e materiais não podem", explica o major. Neste caso, se for previsto levar apenas caneta de um determinado tipo para a prova, não adianta levar mais do que uma ou duas.

"Outros materiais não serão aceitos e só poderão causar problemas para o candidato", conclui o Palmieri.

Confira dicas para concursos!

Prepare-se para concursos

Confira dicas para os concursos da Aeronáutica

Atualmente, a Aeronáutica realiza diversos concursos, sendo eles para: Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento (EAGS)Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR)Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EpCar)Curso de Adaptação de Médicos da Aeronáutica (Camar); e oficiais temporários.

Veja como se dar bem nos concursos da Aeronáutica (Foto: Divulgação)
Veja dicas para os concursos da Aeronáutica (Foto: Divulgação)

 

No geral, os concursos da Aeronáutica seguem as mesmas regras, com alguns detalhes de acordo com as especialidades. Por exemplo, existem provas práticas para alguns quadros como o de médicos e músicos. 

Além disso, após as provas, as fases seguintes são: concentração intermediária; exames médicos; psicotécnicos; físicos; e, dependendo do caso, prático. Todas as etapas possuem, segundo o major Alexandre Palmieri, o mesmo rigor para as datas de apresentação, conferência de documentos e realização dos "exercícios".

Para ser sair bem nas avaliações, o major sugere, primeiramente, que os candidatos mantenham a calma. "A ansiedade e o estresse são os maiores causadores das falhas, que podem levá-los a não alcançarem seus objetivos", explica. 

"Busquem uma roupa confortável, sem excessos, além de usarem somente o material previsto para a escrita. Verifiquem as documentações necessárias com antecedência para não faltar nada".

O major também indica o cumprimento das orientações dos chefes de setores e dos militares das comissões fiscalizadoras. "No último concurso, houve uma exclusão de um candidato porque não quis parar de escrever ao término do tempo: isso é inadmissível!", diz Palmieri.

Veja notícias sobre as carreiras militares

Por fim, o major Alexandre Palmieri recomenda aos candidatos de concursos militares que não deixem que uma desatenção faça-o perder a chance de suas vidas.

"Já estive nesta posição e sei das expectativas e ansiedades desse momento tão esperado. Mas não se pode deixar ser consumido por isso", conclui.

Concursos militares: escolha o seu!

Está interessado na carreira militar, mas não sabe qual concurso escolher? Então confira abaixo as seleções realizadas pelas instituições militares e saiba qual você mais se identifica. 




Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações