Concurso Marinha para enfermeiros: conheça as formas de ingresso

A Marinha do Brasil abre oportunidades para enfermeiros em dois diferentes concursos. Confira detalhes sobre como ingressar.

A Marinha do Brasil oferece oportunidades para as mais variadas carreiras, entre elas a de Enfermagem. Para os graduados na área há duas portas de entrada: o concurso Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde (CSM-S), voltado para quem deseja seguir a carreira militar, e o processo seletivo para o Serviço Militar Voluntário para Oficiais (SMV-OF) que é temporário e os militares são conhecidos como RM2.

primeira-tenente Ingrid Vianna (Foto: Marinha)
Primeiro-tenente, Ingrid Vianna (Foto: Marinha)

Enfermeira há cinco anos, a primeiro-tenente, Ingrid Vianna, é um exemplo de ingresso pelo concurso Serviço Militar Voluntário. Servindo no Hospital Central da Marinha (HCM), situado no Rio de Janeiro, ela conta como é a sua rotina.

"Estou no HCM desde que terminei o curso de formação e atualmente estou no setor de Cardiologia, onde realizamos exames como eletrocardiogramas, teste ergométrico e mapa para inspeção de saúde. É um setor bem movimentado e estou muito realizada lá", diz.

Concurso para carreira civil x militar: veja as diferenças!

Segundo a primeiro-tenente, quando entrou na Marinha a seleção dos Oficiais  RM2 era somente por análise curricular. "Como eu já tinha dez anos de formação e a pós-graduação na época, foram somados muitos pontos no quesito de títulos", conta.

Ela ainda relembra como se sentiu ao saber que passou:

"Foi muito gratificante e eu fiquei bastante feliz. Não Imaginava que teria chance. A Marinha me proporciona conhecimentos e experiências únicas que eu não teria em qualquer outro lugar. Hoje me sinto muito realizada", celebra.

O concurso do Corpo de Saúde da Marinha 

O enfermeiro que deseja ingressar na Marinha e seguir a carreira militar deve prestar o concurso do Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde. Nesta seleção, podem concorrer homens e mulheres brasileiros natos com menos de 36 anos e que tenham a formação completa. A primeira etapa do processo seletivo é feita por prova de conhecimentos profissionais e redação.

Concurso Marinha (Foto: Divulgação/ Marinha)
Concursos Marinha oferecem vagas para enfermeiros (Foto: Divulgação)


Os que passarem seguem para os eventos complementares: verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, teste de aptidão física (corrida e natação), prova de títulos, verificação de documentos e avaliação psicológica.

• Concursos da Marinha aceitam mulheres? Veja a lista!

Os aprovados no concurso fazem o curso de formação de oficiais (CFO) durante 39 semanas no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no estado do Rio de Janeiro. Ao final do curso o aluno é nomeado primeiro-tenente da Marinha do Brasil com rendimentos de cerca de R$ 11 mil, além de receber diversos benefícios como, alimentação no local, ajuda para aquisição de uniformes, instalações sociorrecreativas, assistência médico-hospitalar, entre outros.

Seleção para o Serviço Militar Voluntário de Oficiais

No caso do Serviço Militar Voluntário de Oficiais é realizado um processo seletivo para militares temporários, ou seja, de ano em ano o vínculo entre a Marinha e os militares RM2 é renovado. Nesta categoria, os profissionais podem permanecer por, no máximo, oito anos.  As vagas são para candidatos de ambos os sexos, com idade entre 18 e 45 anos, que tenham o ensino superior completo.

• Concursos Marinha para civis 2019 aumenta o pedido de vagas

A seleção é feita através de prova de Língua Portuguesa e formação militar naval. Os aprovados realizam os eventos complementares, englobando verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, prova de títulos e verificação documental.

Aqueles que forem aprovados fazem o Curso de Formação de Oficiais no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Estado do Rio de Janeiro. Ao final, o aluno é nomeado primeiro-tenente da Marinha do Brasil com rendimentos de cerca de R$ 11 mil, além de receber diversos benefícios.O edital deverá ser publicado entre outubro e novembro. 

"Se esse é o seu sonho então se esforce e acredite. Não importa a quantidade de vagas, mas sim a sua dedicação", complenta a primeiro-tenente, Ingrid Vianna.

Marinha tem pedido para mais de 700 vagas