Concursos Pedro II e UniRio: como estudar para as duas provas?

O especialista em concursos da Educação Federal, Manoel Carlos, indica técnicas de estudo para os concursos Pedro II e UniRio.

O Colégio Pedro II e a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) têm concursos abertos para técnico-administrativos. Pela similaridade dos cargos e lotação no mesmo estado, muitas pessoas se inscreveram nas duas seleções.

Mas, é possível estudar para ambas as provas? Quais são as formas de cobrança? O conteúdo é diferente entre as seleções? O especialista em concursos da Educação Federal e diretor do curso Focado no Edital, Manoel Carlos, respondeu a essas e outras perguntas.

As provas do concurso Pedro II serão aplicadas no dia 22 de setembro. Enquanto as da UniRio, em 17 de novembro. Dessa forma, há quase dois meses entre as avaliações para os candidatos se prepararem.

Com foco no cargo de assistente em administração, de nível médio e tendo a maior procura entre os candidatos, o especialista explicou que quase todo conteúdo das provas do concurso UniRio está contido nas do Pedro II.

“Então, estudando para o Colégio Pedro II o concurseiro estará estudando para a UniRio”, detalhou Manoel Carlos, confirmando que é possível se preparar para as duas seleções ao mesmo tempo.

Em Língua Portuguesa, por exemplo, o conteúdo programático do CPII cita apenas três assuntos a mais do que o exigido para a universidade. São eles: Figuras de Linguagem; Processo de Formação de Palavras e Redação Oficial.

De acordo com especialista, é possível estudar ao mesmo tempo
para os concursos Pedro II e UniRio (Foto: Divulgação)

 

Raciocínio Lógico e Matemática, disciplinas temidas por muitos concurseiros, só serão cobradas nas provas para ingresso no Pedro II. “Em Informática o conteúdo é bem parecido entre os concursos, com algumas mudanças nas versões dos softwares cobrados”, descreveu o especialista.

Na parte de Legislação, em comuns aos dois concursos, há as leis 8.112/90, 8.666/93, 9.784/99, 8.429/92. Além do Decreto 1.171/94 e os artigos 37 ao 41 da Constituição, todos esses assuntos muito cobrados em concursos federais.

“De diferente e que o concurseiro deve dar atenção, para o Colégio Pedro II são as leis 11.892/2008 e 11.091/2005. Já para a UniRio seria o Estatuto 2018 da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro”, recomendou Manoel Carlos.

Confira a comparação das disciplinas cobradas nos concursos:

Concurso Pedro II Concurso UniRio
Língua Portuguesa - 20 questões Língua Portuguesa– 20 questões
Raciocínio Lógico - 10 questões  --
Informática - 10 questões Informática Básica I – 5 questões
Legislação - 10 questões Legislação I – 5 questões
Conhecimentos Específicos - 20 questões Conhecimentos Específicos – 30 questões

 

+ Concurso Pedro II para a área de apoio tem mais de 20 mil inscritos

Especialista recomenda refazer muitas questões

A poucos meses da prova, o especialista indica que os candidatos intensifiquem o treino com muitas questões. Para ele, em caso de dúvida em algum item, é necessário voltar à teoria.

Até a data da avaliação objetiva, Manoel Carlos recomenda fechar todo o edital. Porque, segundo ele, não dá para contar com a sorte. Mas, o professor destaca os seguintes assuntos:

Concurso Pedro II: “Legislação do CPII pois apesar de serem apenas 10 questões cada uma dela tem peso 2 (informática e RLQ, por exemplo, também são 10 questões, mas peso 1)”.

Concurso UniRio: “O candidato deve ler com cuidado o Estatuto, que com certeza terá questão na prova”.

Diretor do curso Focado no Edital,
Manoel Carlos

Manoel Carlos ainda indica que os concorrentes tenham atenção à parte de Noções de Administração. Em nenhum dos concursos haverá a cobrança de Administração Pública (Patrimonialismo, Burocracia, Gerencialismo) somente de Administração Geral.

“Nesse caso, pode-se incluir Teoria Geral da Administração, que, apesar de não estar explícito em nenhum dos conteúdos, pode ser cobrada, como foi no último concurso do Colégio Pedro II”, identificou.

Ambas as instituições não informaram as sugestões bibliográficas, mas para Administração Geral, ele indicou Idalberto Chiavenato.

Já em Arquivologia, a dica foi Marilena Leite Paes. “Esta parte específica terá o maior número de questões nos dois concursos e pode ser o diferencial”.

+ Concurso UniRio tem 23 mil inscritos. Veja quantitativo por cargo!

Forma de cobrança dos concursos é diferente

Outra diferença entre os concursos é a banca organizadora. As provas do concurso UniRio, por exemplo, serão aplicadas pela Fundação Cesgranrio. Na opinião de Manoel Carlos, é uma ótima examinadora.  

“Ela distribui bem as questões em cima de todo o conteúdo programático. Isso privilegia quem realmente estudou, quem fechou o edital”, detalhou o especialista.

O diretor do curso Focado no Edital ainda disse que, por ter banca conhecida, facilita o estudo e a prática com questões. Ele destacou que em Língua Portuguesa dá para treinar bastante e conhecer como a banca elabora as perguntas.

“Serão 20 questões de Português e uma questão errada pode fazer diferença na classificação final”. Já o concurso Pedro II tem banca organizadora própria. O que, de acordo com o professor, a torna uma incógnita.

“No último concurso (2017) deixou muitos assuntos importantes do conteúdo programático fora da prova, sendo alvo de muitas críticas por parte dos concurseiros. Não sabemos se isso se repetirá este ano, então, para não ter dúvida, o candidato deve estudar tudo, focado no que o edital está pedindo”.

O curso Focado no Edital realizará um aulão pata o concurso Pedro II oito dias antes da prova. Além disso, tem simulados gratuitos semanalmente. Sua estratégia de preparação garantiu a aprovação de mais de 50 candidatos no concurso da Universidade Federal Fluminense (UFF), no primeiro semestre. 

O edital do concurso Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, tem a oferta de 33 vagas em cargos de níveis médio e superior. Já no concurso UniRio, estão disponíveis 39 oportunidades para carreiras dos níveis médio, médio/técnico e superior.

Comentários