Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Diretor e supervisor: concursos podem ser autorizados nas próximas semanas

A Secretaria de Educação do estado de São Paulo pretende publicar ainda no primeiro semestre o edital de abertura de seus concursos para diretor de escola e supervisor de ensino. De acordo com informações da Coordenadoria de Recursos Humanos as duas seleções são tratadas como prioridade pela equipe do novo secretário, José Renato Nalini. Os pedidos para as duas seleções já se encontram no gabinete do governador e a expectativa é de que sejam autorizados nas próximas semanas. No caso de supervisor uma autorização foi publicada em 2014, mas já teve o prazo expirado. A realização das seleções é vista com urgência devido ao aumento da carência nos últimos anos, decorrente de aposentadorias.

A Secretaria de Educação do estado de São Paulo pretende publicar ainda no primeiro semestre o edital de abertura de seus concursos para diretor de escola e supervisor de ensino. De acordo com informações da Coordenadoria de Recursos Humanos as duas seleções são tratadas como prioridade pela equipe do novo secretário, José Renato Nalini. Os pedidos para as duas seleções já se encontram no gabinete do governador e a expectativa é de que sejam autorizados nas próximas semanas. No caso de supervisor uma autorização foi publicada em 2014, mas já teve o prazo expirado. A realização das seleções é vista com urgência devido ao aumento da carência nos últimos anos, decorrente de aposentadorias.

Em janeiro de 2013, ano em que o governador Geraldo Alckmin autorizou os concursos, a Secretaria contava com um total de 4.995 servidores efetivos em seu quadro de suporte pedagógico (diretores e supervisores). Já em janeiro deste ano, data do último levantamento, o número caiu para 3.919, uma redução de aproximadamente 22%. Em contrapartida, o número de designados, ou seja, professores ou coordenadores que exercem as funções temporariamente, cresceu 57%, pulando de 1.748 em 2013 para 2.761 este ano. Atualmente o quadro de suporte pedagógico conta com 2.704 diretores, 1.211 supervisores, além de quatro dirigentes regionais de ensino compondo o quadro de efetivos.

A previsão inicial era de que fossem preenchidas 1.596 vagas, sendo 146 para supervisor, e 1.450 para diretor, números revelados pelo governador em 2013. Mas oferta deve ser revista devido ao aumento da carência no período.

A realização do concurso para as duas carreiras dependia de um projeto de reestruturação, aprovado no fim de 2014, que modificou requisitos e o processo de seleção. Com isso as exigências para as duas carreiras agora são de licenciatura plena em Pedagogia ou pós-graduação na área de educação e de oito anos de experiência no magistério. No caso de supervisor é necessário que, deste período, pelo menos três anos sejam em algum cargo de gestão educacional. No caso de diretor a remuneração é de R$4.334, incluindo o salário de R$2.840, gratificação de representação de R$500 e Gratificação de Gestão Educacional de R$994. Já para supervisor o valor é R$4.878,15, sendo R$3.243,08 de salário, R$500 da gratificação de representação e R$1.135,07 referente à Gratificação de Gestão Educacional.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações