Conheça as atribuições do cargo de supervisor e os locais de atuação

A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo deve concluir nas próximas semanas a minuta de seu edital para supervisor de ensino. A expectativa do órgão é de que os novos servidores possam iniciar as atividades já no início do ano letivo de 2016.    

A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo deve concluir nas próximas semanas a minuta de seu edital para supervisor de ensino. A expectativa do órgão é de que os novos servidores possam iniciar as atividades já no início do ano letivo de 2016.
 
A oferta é para 146 vagas, com oportunidades para quem possui nível superior completo em Licenciatura Plena em Pedagogia ou pós-graduação na área de educação, para aqueles com o nível superior comum. É exigida também experiência profissional de, no mínimo, oito anos de efetivo no exercício de magistério, sendo que três anos devem ser em cargos de gestão educacional. A remuneração é de R$4.878,15, sendo R$3.243,08 de salário, R$500 de gratificação de representação e R$1.135,07 referente à Gratificação de Gestão Educacional, instituída pela proposta.
 
A seleção será composta por provas objetivas, curso de formação nas áreas de liderança e gestão, e um estágio. Após a seleção, os candidatos terão de apresentar um plano de trabalho específico para a escola em que irão atuar.
 
Atribuições: O supervisor de escola tem como função estabelecer o posicionamento dos professores em seu ambiente de trabalho. Deve também apoiar o grupo de educadores a qual lidera, organizando e orientando o trabalho pedagógico desenvolvidos pelos professores, assim como auxiliar os alunos nas Unidades de Ensino.
 
Os supervisores podem atuar em setores pedagógicos e administrativos da Diretoria de Ensino, Recursos Humanos e acompanhamento do projeto pedagógico nas Unidades de Ensino, bem como realizar visitar a outros municípios se assim for requisitado a ele. De acordo com a presidente do Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial do Estado de São Paulo (APASE), Rosângela Aparecida Ferini, o cargo de supervisor é o primeiro da hierarquia da rede de educação estadual. “Em cargos concursados, o supervisor é o topo da hierarquia, sendo seguido pelos diretores e professores, respectivamente. Acima do supervisor há o cargo nomeado de dirigente de educação”, explica.
 
Atividades como coordenar o planejamento de ensino – buscando formas de assegurar a participação do docente na execução dos objetivos propostos pela escola -; planejar as atividades de serviço de Coordenação Pedagógica para suprir as necessidades e explorar possibilidades tanto dos educadores e alunos, quanto de toda a comunidade e participar do planejamento global da escola, identificando e aplicando os princípios de supervisão da unidade escolar, fazem parte das atribuições dos supervisores e suas tarefas durante a carreira.
 
 

Comentários