Concurso Detran-SP: veja como se preparar para Direito Administrativo

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o professor Luís Santos falou a melhor forma de preparação para o concurso Detran-SP.

As provas do concurso para o Departamento de Trânsito do Estado de São Paulo (Detran-SP) estão marcadas para o dia 7 de julho. Com isso, os candidatos tem cerca de três meses para intensificar a preparação. Direito Administrativo, por exemplo, será cobrado para os cargos de agente e oficial de trânsito e pode ser decisivo para aprovação.

Mas, como estudar essa disciplina para o concurso Detran-SP? FOLHA DIRIGIDA foi atrás dessa resposta e conversou com o professor Luís Santos da Central de Concursos, que também é advogado e especialista em Direito Público.

De acordo com ele, como as provas já têm data marcada, a melhor forma de estudar Direito Administrativo para o concurso é por meio de resumos. “Assim, após a leitura do conteúdo, recomenda-se produzir um fichamento e ao final se preparar com muitos exercícios”, destacou Santos.

Provas do concurso Detran-SP estão marcadas para julho
(Foto: Governo de São Paulo)

 

O especialista listou os itens que merecem atenção dos candidatos nessa disciplina. Os tópicos são referentes aos dois cargos: agente e oficial, desde que respeitados as diferenças nos níveis de cobrança para nível médio e superior. Confira:

  • Princípios básicos da Administração Pública;
  • Organização administrativa;
  • Ato administrativo;
  • Poder de polícia;
  • Deveres dos administradores públicos;
  • Lei 8429/92 (lei de improbidade administrativa).

Ele recomendou que o estudo seja diário com, pelo menos, quatro horas. O ideal, segundo o professor, é reservar 30 minutos para resolução de exercícios. “Com os quais o candidato irá conhecer o real estilo da banca”, disse.

enlightenedQuizz: você sabe fazer um bom planejamento para concursos? 

As provas do concurso serão compostas por 60 questões, distruibuídas entre Conhecimentos Gerais (peso 1) e Conhecimentos Específicos (peso 3). A disciplina de Direito Administrativo terá três questões para agente e cinco para oficial de trânsito.

As outras perguntas gerais serão sobre Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Direito Constitucional.

Provas da FCC tem nível de dificuldade mediano

Professor Luís Santos

A banca do concurso para o Detran de São Paulo é a Fundação Carlos Chagas (FCC). Na análise do professor Luís Santos, ela cobra em Direito Administrativo questões cujo nível de dificuldade é mediano, sobretudo conceitos e textos de lei, não se atendo a teorias.

“Com relação à diferença entre a FCC e outras bancas organizadoras, os temas são mais previsíveis e não costumam apresentar dificuldade para aqueles que se prepararam”, destacou o especialista.

• Concurso Detran-SP: professor faz análise do programa do edital
• Como estudar Direito Constitucional para o concurso Detran-SP
• Confira dicas de Português para a prova do concurso Detran-SP

A FCC, segundo Santos, tem o costume de elaborar questões com hipóteses de incidência sobre a resposta que virá ao final da questão.

“O que torna salutar ao candidato responder as hipóteses uma a uma, até que consiga responder a questão central”, indicou. Para todos os interessados no concurso Detran-SP, o professor deixou a seguinte mensagem:

“É necessário, em alguns casos, recorrer à doutrina administrativa, que, às vezes, demanda muito tempo, logo, o candidato deve se policiar para não ficar estudando somente esses temas, e deixar de cumprir as exigências do edital como um todo; recomenda-se ao menos quatro horas diárias de dedicação, envolvendo estudos e questões, de maneira disciplinada”.

Estude para o concurso Detran-SP:

Curso preparatório Detran-SP

Concurso Detran-SP oferece 400 vagas

Nesse concurso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) tem a oferta de 400 vagas para os níveis médio e superior. Das oportunidades, 200 são para o cargo de oficial de trânsito, que tem como pré-requisito apenas o nível médio completo.

A remuneração em início de carreira é de R$1.853. Porém, pode chegar a R$3.395,32 na categoria oficial III. As demais 200 vagas são para agente de trânsito, que exige nível superior. Nesse caso, os ganhos iniciais são de R$4.657, 50, podendo chegar a R$8.488,29 em final de carreira.

Os aprovados no concurso serão distribuídos nas 20 superintendências regionais do órgão. 

Seguindo a recomendação do professor Luís Santos, saiba como fazer fichas-resumos no estudo para concursos:



Comentários