Concurso Degase: órgão conclui estudo para criação de 332 vagas

Degase conclui estudo para criação de 332 vagas de agente socioeducativo e tem 15 dias para encaminhar projeto para a Alerj.

Mais um passo foi dado rumo ao concurso para agente socioeducativo do Degase – Departamento Geral de Ações Socioeducativas. O órgão confirmou à FOLHA DIRIGIDA, nesta quarta-feira, 23, que já concluiu o estudo do impacto da criação dos 332 vagas, conforme determinação da Justiça. Agora a proposta será enviada para a Casa Civil.

Após a anãlise do Executivo, será encaminhado à Alerj Projeto de Lei (PL) que visa à criação das vagas. O prazo para que isso aconteça é de 15 dias contados da conclusão do estudo, conforme decisão da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas do TJ-RJ. 

Na Alerj o PL será votado e, se aprovado, o concurso deverá ser aberto em 30 dias contados a partir de então. Por isso, o edital deverá ser publicado ainda neste semestre. Tendo em vista o grave deficit de servidores, as perspectivas são positivas para a criação das vagas. 

O Degase tem mais 282 cargos de agente vagos. Parte deles devem ser ocupados por candidatos aprovados no concurso de 2011, também seguindo determinação judicial. 

♦ Como ter estudo de qualidade para concurso?

Degase (Foto: Divulgação/Novo Degase)
Degase tem mais de 200 cargos vagos
(Foto: Divulgação/ Novo Degase)

 

Cargo de agente tem inicial de R$2 mil

As vagas do concurso, em um primeiro momento, são para a cidade do Rio de Janeiro. Existe a possibilidade, no entanto, de que outras localidades sejam contempladas, dependendo da necessidade do Degase. 

Para ser agente socioeducativo é preciso ter nível médio completo. A remuneração atual é de R$2.822,57, composta por R$2.572,57 de salário base e R$250 de auxílio-transporte. Os selecionados também têm direito a auxílio-alimentação.

Informações sobre oferta de vagas em outros cargos ainda não foram divulgadas. Na última seleção, de 2011, as oportunidades eram nos níveis médio, médio/técnico e superior. Os selecionados foram lotados em Araruama, Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro Capital, São Gonçalo e Volta Redonda.

Das 500 vagas ofertadas, 324 eram para agentes socioeducativos. Os candidatos foram avaliados por meio de redação e uma prova objetiva com 50 questões sobre Português, Raciocínio Lógico, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos. 

Como estudar Português para concursos públicos? Baixe o e-book!



PLAYLIST

Reprodução automática

Notícias

Dicas de Português - Crase I

Duração: 00:01:23

890 exibições

Notícias

Dicas de Português - Crase II

Duração: 00:01:23

926 exibições

Notícias

Dicas de Português - Ortografia I

Duração: 00:01:10

737 exibições

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR