Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso DPE-SP: terceira etapa é adiada após erro da organizadora

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo comunicou o adiamento das provas da terceira etapa do concurso, após um erro da FCC.

Prevista para acontecer no último domingo, 9, as provas da terceira etapa do concurso DPE-SP foram adiadas após um erro da organizadora. O comunicado foi divulgado oficialmente pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo, em suas redes sociais.

A segunda e a terceira etapa do concurso estavam marcadas para o último final de semana, nos dias 8 e 9 de junho, respectivamente. Ambas aconteceriam no turno da tarde, em locais divulgados pela Fundação Carlos Chagas, a organizadora

No entanto, por um erro da própria banca, a aplicação da terceira etapa foi adiada. Isso porque ao entregar as avaliações da segunda prova um candidato recebeu o caderno de rascunho da terceira prova escrita, que seria realizada no dia posterior.

Em seu Facebook oficial, a Defensoria Pública de São Paulo falou sobre o ocorrido e comunicou o adiamento das provas no início da noite do sábado, 8. A nova data da realização da terceira etapa ainda não foi divulgada.

"Apesar de o recolhimento do caderno ter ocorrido logo após sua distribuição, foi tomada a decisão de ADIAMENTO da prova que seria aplicada no domingo (9/6), para data a ser oportunamente informada em novo Edital de Convocação, com o objetivo de preservar a absoluta isonomia e sigilo do certame, considerando que o caderno de rascunho contém o enunciado de questões."

DPE-SP aplica segunda etapa e adia terceira prova, após erro da banca (Foto: SEE-SP)
DPE-SP aplica segunda etapa e adia terceira prova, após erro da banca
(Foto: SEE-SP)

A segunda prova foi composta por oito questões dissertativas, sendo duas de cada uma das seguintes disciplinas: Direito Constitucional, Direito Penal, Direitos difusos e coletivos, além do Direito da Criança e do Adolescente.

Na terceira prova, seriam cobradas também oito questões, mas dessa vez cobrando Direitos Humanos, Direito Civil, Princípios e Atribuições Institucionais da Defensoria Pública do Estado e Filosofia do Direito e Sociologia Jurídica.

Os gabaritos e/ou resultados da segunda prova, que foi aplicada normalmente, ainda não foram divulgados. A duração das avaliações é de quatro horas e meia, contando ainda com uma peça judicial.

Prepare-se para concursos públicos
Confira dicas de estudo para concursos

Defensor da DPE-SP recebe R$12 mil

O edital do concurso DPE-SP trouxe 40 vagas para o cargo de defensor, além da formação de um cadastro de reserva, que poderá ser preenchido durante todo o prazo de validade, que será de dois anos prorrogáveis. O documento foi publiado em 16 de fevereiro desse ano.

Para concorrer, os candidatos devem ter bacharelado em Direito e experiência de prática jurídica de, pelo menos, três anos comprovadas. O edital não traz o valor da remuneração, mas a lei prevê vencimento inicial de R$12.720, que pode aumentar com os benefícios. 

Foram computadas 9.444 candidaturas, sendo todos esses convocados para a prova objetiva, cujo resultado já foi divulgado. Desses, 184 concorrem como deficientes e 795 como negros ou indígenas, enquanto os demais disputam em ampla concorrência.

O concurso DPE-SP contará ainda com outras duas etapas, como prova oral e de títulos, mas para essas as datas ainda não foram divulgadas

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já a se preparar para o concurso!

E-books 
Provas para download
Artigos sobre concursos
Editais verticalizados
Vídeos com dicas 



Comentários