Crefito 11: presidente determina retificação do edital de licitação

O presidente do Crefito 11 determina a retificação do edital de licitação do concurso, que ofertará vagas para cargos de nível superior.

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 7, uma portaria que determina a retificação do edital de licitação do concurso Crefito 11. A comissão responsável pelo concurso deverá revisar o documento para dar início ao processo licitatório.

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 11° Região, com circunscrição no Distrito Federal e em Goiânia (Subsede), prepara um concurso com oito vagas de nível superior. A portaria entre em vigor a partir deste dia 7.

FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com o conselho a fim de esclarecer quais são as alterações previstas no edital. No entanto, não obteve confirmação até o fechamento dessa matéria.

Inicialmente, a abertura das propostas das organizadoras interessadas no concurso estava marcada para o dia 9 de outubro, às 14h. A nova data deverá ser anunciada, após a conclusão das alterações previstas no edital.

Botão com link para assinatura da FOLHA DIRIGIDA

Concurso ofertará vagas para cargos de nível superior

De acordo com o projeto básico do concurso, a seleção oferecerá oito vagas, distribuídas por dois cargos de nível superior. São eles: agente fiscal e advogado. 

Desse total, quatro serão imediatas e outras quatro para formação de cadastro de reserva. As oportunidades são para lotação na sede e na subsede do Crefito 11, em Brasília e Goiânia, respectivamente.

A vaga de agente fiscal tem como requisito o nível superior em Fisioterapia ou Terapia Ocupacional. Para a função de advogado será exigida a graduação em Direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A remuneração oferecida para ambos é de R$6.522,06. Os servidores também terão direitos a outros benefícios, ainda não informados.

+ Como começar a estudar para concurso do zero

Candidata fazendo prova
Projeto básico do concurso já apresenta a estrutura das provas objetivas
(Foto: Divulgação)

Candidatos serão avaliados por provas objetivas

O projeto básico do concurso também informa sobre as etapas de seleção dos candidatos. Os inscritos no concurso do Crefito 11 serão submetidos à realização de uma prova objetiva, composta por 80 questões.

Os itens serão distribuídos pelas disciplinas de Língua Portuguesa (30), Legislação (20), Informática (dez) e Conhecimentos Específicos (20). Ao todo, a avaliação valerá 100 pontos.

Inicie desde já sua preparação para o concurso

A validade do concurso será de dois anos, contados a partir de sua homologação. O prazo ainda poderá ser prorrogado por igual período, a critério do Conselho.

De acordo com informações do próprio Crefito, os candidatos serão convocados para preenchimento das vagas já disponíveis e as que vierem a surgir durante o período de validade da seleção.

Ainda segundo o conselho, o concurso é necessário para suprir o déficit de agentes fiscais e o fomento das atividades fiscalizatórias da autarquia. Além disso, existe a necessidade de advogados para representação do órgão em atividades de advocacia pública.

Crefito 11 não realiza concurso desde 2014

O último concurso para o Crefito 11 ocorreu em 2014. Na época foram oferecidas três vagas para agente fiscal, sendo duas para Goiânia e uma para Brasília. A remuneração era de R$3.049,97, para uma carga de trabalho de 30 horas semanais.

A organizadora da seleção foi a Itec Goiás. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, compostas por 50 questões. Foram cobrados itens de Língua Portuguesa, Legislação, Informática e Conhecimentos Específicos. 

No mesmo dia da prova objetiva os concorrentes passaram por um exame discursivo. A avaliação consistia na elaboração de uma redação, de 20 a 30 linhas. Ambos exames tinham caráter eliminatório e classificatório.

Foram corrigidas as provas de Redação, apenas, dos aprovados na avaliação objetiva. O critério era acertar, no mínimo, 50% do total da prova.

Comentários