Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso Comlurb: descubra em quais coletas os garis podem trabalhar

Os garis aprovados no concurso Comlurb poderão atuar em cinco tipos diferentes de coleta. Ficou curioso? Confira quais são elas!

*matéria atualizada no dia 07/05/2018, às 12h
 
O concurso Comlurb está previsto para ser realizado até o final de 2018. O presidente da Companhia de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro, Tarquínio Almeida, já confirmou que uma de suas intenções é divulgar um novo edital com até mil vagas para gari ainda este ano. Mas, você sabe onde esses funcionários podem atuar?
 
Engana-se quem pensa que os garis apenas varrem as ruas da cidade. Eles podem trabalhar em mais de 20 especialidades diferentes (até com alpinismo). FOLHA DIRIGIDA preparou um especial que te mostrará cada uma dessas áreas. A primeira reportagem da série já foi publicada e fala sobre os ramos da limpeza.
 
Nesta matéria, falaremos sobre os diversos tipos de coleta em que os garis da companhia podem atuar. Se você se identifica com esses afazeres e concluiu até o 5º ano do ensino fundamental, o concurso Comlurb pode ser uma boa opção. A remuneração de R$2,7 mil é um dos atrativos da carreira de gari.

Em quais coletas os garis da Comlurb podem atuar?

Coleta domiciliar 

A Comlurb realiza a coleta domiciliar três vezes por semana, em dias alternados, em todos os bairros da cidade. Nas comunidades, a coleta é diária. Para realizar essa função é feito um treinamento específico com os garis, garantindo a segurança e saúde do empregado.

Coleta seletiva 

Uma vez por semana, a companhia também realiza a coleta seletiva recolhendo materiais recicláveis. Esse serviço é feito porta a porta, em dias alternados da coleta domiciliar. Desde maio de 2014, os garis designados para essa área informam a população sobre a coleta seletiva, além de tirarem dúvidas quanto ao procedimento de separação e destino final do material recolhido.
 
Para que a coleta seletiva seja eficiente, o gari aprende a verificar o conteúdo, evitando a mistura do material reciclável com o lixo domiciliar. Por isso, os materiais recicláveis devem ser colocados limpos e secos, em sacos plásticos transparentes.

Coleta de entulho, bens inservíveis e galhadas 

A Comlurb também realiza a coleta de entulhos, galhadas de pequenas podas, telhas e bens inservíveis (fogões, geladeiras etc.). Os cariocas podem solicitar através da Central de Atendimento ao Cidadão (número 1746) esse serviço, de forma gratuita. Para executar essa função, os garis passam por treinamento específico para o desempenho, garantindo a segurança e saúde dos empregados.

Coleta náutica 

Todas as segundas, quartas e sextas-feiras, a Comlurb mantém serviços em sete ilhas da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Os garis realizam a coleta de lixo porta a porta, varrição, capina, roçada, remoção de entulho e galhadas e de bens inservíveis. Esses trabalhos são feitos por profissionais da companhia que contam com dois catamarãs e uma chata.
 
Para desempenhar essas atribuições, a grande dificuldade é o transporte dos resíduos recolhidos. Por isso, os garis são treinados para manusear dos equipamentos, para garantir a segurança e saúde deles.

Coleta hospitalar 

A coleta, tratamento e disposição final dos resíduos biológicos gerados pela Rede Municipal de Saúde do Município do Rio de Janeiro é outra atribuição da Comlurb. Nessa área, os garis fazem a coleta, tratamento e disposição final dos resíduos biológicos gerados.
 
Eles ainda orientam quanto à correta forma de separação dos resíduos nos diversos locais de atuação. Os garis são treinados por profissionais experientes com conhecimento técnico operacional nesse tipo de atividade de coleta de resíduos especiais e lixo infectante. 
 
Ficou curioso para saber como é o dia a dia de um gari da Comlurb na coleta? Confira no vídeo abaixo: 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Garis recebem treinamentos após aprovação no concurso

A Assessoria de Imprensa da Comlurb informou à FOLHA DIRIGIDA que os aprovados no concurso, tão logo convocados, passam por um período de integração e por treinamentos nas funções operacionais. Todos os garis devem estar preparados para desempenhar diferentes tarefas dentro da Companhia. Por isso, são treinados periodicamente em cada uma das atividades que podem ser executadas.
 


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários