Versão nova do site ativada

Concurso Polícia Civil-BA: Vunesp prestará novas informações ao MP

Após reunião realizada na última quarta-feira, 4, o concurso PC-BA segue indefinido. A banca Vunesp dará novas informações ao MP-BA.

06/07/2018 12:32 | Atualizado: 31/07/2018 14:58

06/07/2018 12:32 | Atualizado: 31/07/2018 14:58

O concurso da Polícia Civil da Bahia, que está sendo investigado pelo Ministério Público, segue indefinido. Por isso, os concurseiros que estão aguardando o desfecho terão que esperar um pouco mais. Isso porque na última quarta-feira, 4, ocorreu uma reunião entre a Fundação Vunesp, organizadora, e o MP. No entanto, ainda não há uma conclusão sobre o futuro do concurso. 

A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA pela Assessoria de Imprensa do promotor responsável pelo caso, Adriano Marcus de Assis. De acordo com o setor de Comunicação, a Vunesp prestará novas informações ao Ministério Público por meio de um ofício. 

A expectativa agora é que, com as novas informações prestadas pela banca, o futuro do concurso da Polícia Civil-BA seja resolvido. Isso inclui a questão do método de correção da prova, que vem sendo fortemente criticado, e o novo cronograma da seleção.

Ministério Público-BA recomendou anulação da correção

Diversos candidatos do concurso se sentiram prejudicados e se manifestaram sobre a correção das provas feita pela banca Vunesp. Após isso, o Ministério Público interveio e emitiu um ofício solicitando a anulação da correção. O ofício foi publicado no dia 19 de junho. 

O documento feito pelo MP-BA citou alguns motivos que levaram à decisão do pedido de anulação. Entre eles, está a suposta falta de aprovados que a Administração se deparou, ao estipular pontuação mínima de 70%. Veja um trecho do documento:

“Considerando que a Administração estadual, para o problema com que parece haver se deparado de insuficiência de aprovados caso aplicado o critério previsto no edital para correção das provas objetivas, usou de interpretação inadequada para encontrar um meio de prosseguir com o certame, abraçando solução incompatível com todo o conjunto de valores e princípios envolvidos."

O Ministério Público da Bahia apontou também que "o edital é indiscutivelmente claro quanto à forma de pontuação das provas". 

Concurso da Polícia Civil-BA segue indefinido. Vunesp prestará mais
​​​​​​informações ao MP-BA. 

Correção da Vunesp não estaria alinhada ao edital

O pedido do MP foi motivado pelas representações feitas pelos candidatos. As reclamações eram sobre os pontos que foram atribuídos a cada uma das questões da prova objetiva do concurso PC-BA. O edital de abertura do concurso dá a entender que a prova objetiva valeria 100 pontos no total, já considerando tanto as questões de Conhecimentos Gerais quanto as de Conhecimentos Específicos.

No entanto, ao checar o resultado preliminar da prova, os participantes notaram que, na verdade, a avaliação totalizou 200 pontos. “O edital foi omisso ao não informar que as provas objetivas valeriam 200 pontos”, aponta um dos candidatos.

O concurso da Polícia Civil da Bahia é destinado a preencher mil vagas nos cargos de delegado (82), escrivão (38) e investigador (880). As remunerações iniciais variam de R$1.074 a R$4.374, dependendo da função escolhida.
 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Polícia Civil-BA- 2017- Agentes e Delegados

BA
Não informado
Fund...
Não informado