Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Casos de Sucesso: técnica do TRT-RJ conta como conseguiu a aprovação

Casos de Sucesso: técnica do TRT-RJ conta como conseguiu a aprovação

No Casos de Sucesso desta semana, técnica do TRT-RJ conta como se preparou para o concurso e o dia a dia no tribunal.

Muitos concurseiros logo desanimam quando não conseguem ser classificados dentro do número de vagas imediatas do edital. O cadastro de reserva chega a ser considerado uma reprovação por várias pessoas, mas não é nada disso. Gabriela Lourenço, técnica do TRT-RJ é a prova viva de que, sim, o CR vale a pena!
 
A atual servidora do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro fez o concurso e foi classificada no cadastro de reserva. Mas a convocação aconteceu em setembro de 2016! No Casos de Sucesso desta semana, ela fala sobre o dia a dia no tribunal e os desafios da preparação.
 
Gabriela vai completar dois anos no TRT-RJ em setembro
 
Para conseguir uma colocação satisfatória, que a permitiu ser convocada, foi preciso muito empenho e dedicação. Sua estratégia era baseada na complementação dos estudos em casa com aulas no cursinho. 
 
"Eu gostava muito de ler a apostila (do curso) e fazia as minhas marcações. Tudo isso complementando o estudo em casa também. Eu me preparava bastante, mas tinha um tempo livre, e à noite ia para as aulas", disse. 
 
Outro aspecto da preparação muito importante foi estar preparada para a prova de redação. Como tinha acabado de terminar o ensino médio quando fez o concurso do Tribunal, a técnica pôde aproveitar muito do que tinha aprendido em sala de aula. Mas também afirma que é importante estar atento à certas exigências específicas de concursos. 
 
"Para concursos, a redação precisa seguir critérios dentro do que se pede, tudo direitinho, com margem etc. Para isso, tem que se preparar, não adianta só ir para a prova e falar 'eu sou bom, eu escrevo bem'. (...) Se tiver um professor que possa corrigir sua redação, isso te coloca lá na frente." 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Estudos para o TRE ajudaram Gabriela

A trajetória de concurseira da Gabriela não começou com a seleção do TRT. Antes disso, ela já havia prestado provas para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nas quais não foi tão bem sucedida. Mesmo assim seguiu em frente e apostou no TRT-RJ. 
 
Ela ressalta que os estudos para o TRE foram de grande influência no resultado do concurso seguinte, já que pôde aproveitar as disciplinas que já vinha estudando, como Direito Constitucional, Direito Administrativo, Português.
 
 
"As matérias praticamente se repetem. Acho que isso me ajudou bastante, porque eu já estava um passo à frente de quem tinha começado a estudar só para o TRT, porque eu tinha essas matérias frescas na minha cabeça."
 
Nesse ritmo, reforçando os conhecimentos que já havia adquirido e ampliando ainda mais, Gabriela estudou para o TRT-RJ durante cerca de três meses. Eram oito horas por dia, de acordo com ela. 
 
Depois que o edital foi publicado, a técnica conta que os ânimos para o concurso afloraram ainda mais, dando gás para a preparação. "Depois que o edital é publicado o ritmo muda. Você fica mais animado, quer correr atrás e saber todo o conteúdo programático. A vontade de terminar ele todinho te dá mais um impulso", diz. 

Gabriela conta como é o trabalho no Tribunal

Gabriela Lourenço vai completar dois anos como técnica do TRT-RJ em setembro deste ano e garante que nunca se decepcionou com o trabalho. De início foi lotada na 36º Vara, que fica na Lapa, no Centro do Rio de Janeiro. Depois foi transferida para Niterói, cidade da região metropolitana do estado. 
 
Ela conta que, além de estar inserida em um ambiente de trabalho agradável, desempenha as funções que gosta. "Às vezes as pessoas falam que serviço público é um pouco massante, mas eu não acho. Gosto muito do que eu faço", pontuou. A servidora também explicou um pouco do que um técnico do TRT-RJ faz:
 
"A gente lida muito com processo, desde a hora em que o advogado apresenta a reclamação trabalhista, até a sentença, recursos, processo de execução. Cada um na vara tem sua função, mas é nesse sentido, dando impulso ao processo. Às vezes podem surgir alguns problemas, como em toda profissão, mas com paciência a gente vai se adaptando", conta.

Planos para o futuro não faltam

Uma das boas coisas que o trabalho de técnica do TRT-RJ proporcionou para Gabriela foi a possibilidade de fazer faculdade. A servidora já está no último ano do curso de graduação em Direito. Ela explica que se apaixonou pela área justamente por causa do serviço no tribunal. Agora que vai ter o diploma de bacharel o plano é evoluir, ela vai tentar uma vaga de analista!
 
 
Para os concurseiros que também têm o sonho de ingressar na carreira pública, ela garante que o esforço e os sacrifícios na preparação valem muito a pena. "O TRT mudou minha vida. Financeiramente profissionalmente. Estou muito realizada, gosto muito do que eu faço. Eu faço votos, estudem (risos)!"

Comece sua preparação para concursos públicos!

Faça como a Gabriela e garanta a sua vaga dos sonhos! Não sabe por onde começar? Assista a playlist de vídeos com as dicas do professor e coach de concursos públicos Fábio Silva:

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações