Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Casos de sucesso: juiz do TRT-SP tem histórico de aprovações em concursos

Casos de sucesso: juiz do TRT-SP tem histórico de aprovações em concursos

Vinicius Rezende foi aprovado em cinco concursos até chegar a magistratura do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. Confira!

Seguir a carreira de juiz é o sonho de muitos concurseiros. Vinicius Rezende conseguiu esse feito e é magistrado do TRT-SP desde 2016. Mas, até chegar a esse posto, ele conquistou um histórico de aprovações em outros concursos, como Receita Federal, Tribunal de Justiça do Paraná, Banco Central e Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região.
 
Vinicius Rezende: juiz do trabalho na 
4ª Vara de Barueri, em São Paulo (Foto:Divulgação)
Vinicius é paulista, porém se mudou para o Paraná em busca da graduação em Direito. Durante o terceiro ano da faculdade, ele foi aprovado no seu primeiro concurso: assistente técnico administrativo da Receita Federal. “Na época, eu recebia apenas dois mil reais já com benefícios, mas esse foi o pontapé inicial que eu tive”, relembra.
 
Ele também chegou a ser nomeado para escrevente do Tribunal de Justiça do Paraná em 2008 e técnico do Banco Central em 2009, mas não tomou posse.
 
Foi no último período da graduação, entre os compromissos com a monografia, que Vinicius resolveu aceitar o desafio de também estudar para o concurso de técnicos e analistas do TRT9, com sede no Paraná.
 
Juiz dá aulas de provas discursivas. Acesse curso!

Revisão dos conteúdos foi trunfo de Vinícius

Durante aproximadamente 10 meses, ele focou seus estudos em questões, letra de lei, doutrina e muitas revisões.
 
“Esse método de revisões foi muito importante. Por exemplo, se hoje eu estudasse rescisão do contrato de trabalho, amanhã eu revisaria isso e sete dias depois, revisaria novamente. Porque quanto mais você revisa, melhor a fixação do conteúdo. Então, eu fiz isso recorrentemente até o dia da prova”, detalha a rotina de preparação.
 
 
E o resultado veio. Vinicius Rezende foi aprovado para analista judiciário da área judiciária, em 2010. Entretanto, como seu sonho era ser juiz, ele não parou sua trajetória em concursos por aí. “Sempre quis ser magistrado desde criança. Durante a faculdade, eu até pensei em mudar para outras áreas, mas a vocação acabou falando mais e eu gosto muito da magistratura”, diz.
 
Confira o vídeo completo com Vinicius Rezende:


CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


 
Os concursos para juiz, em geral, são temidos pelo alto grau de dificuldade. São quatro etapas: provas objetiva, escrita, sentença e prova oral. “Concurso para juiz é bem distinto de todos os outros”, afirma Rezende.

Caminho até aprovação no concurso para magistratura

Em busca do seu sonho, ele tentou as seleções para os Tribunais Regionais do Trabalho do Rio de Janeiro e São Paulo. Porém, foi reprovado em ambas. Em 2014, Vinicius se candidatou para o Tribunal de Minas Gerais e, enfim, obteve a aprovação.  
 
 
Após um ano e meio, ele conseguiu a permuta para o TRT-SP. “Existem dois tipos de transição: a remoção e permuta entre magistrados. Eu tinha um colega que queria ir para Minas Gerais e eu gostaria de ir para São Paulo. Então, conseguimos trocar. Como sou de Santos, depois de dez anos, voltei para o meu estado”, explica.

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações