Campinas-SP terá seleção com 250 vagas para agentes de educação

Em São Paulo, a Prefeitura de Campinas-SP prepara novo processo seletivo para agentes de educação infantil. Salário inicial de R$3,3 mil!

A Prefeitura de Campinas, em São Paulo, abrirá um novo processo seletivo com 250 vagas temporárias para agentes de educação infantil. Os preparativos para o edital já estão nas últimas etapas. O município, por exemplo, já contratou a Fundação Vunesp como banca organizadora.  

A autorização para o contrato foi publicada no Diário Oficial da cidade de 4 de novembro. A comissão interna que vai fiscalizar o processo também foi nomeada. Em nota, a prefeitura informou que a Secretaria de Recursos Humanos publicará o edital nos próximos dias.

O documento trará todas as informações necessárias aos candidatos. Os agentes de educação infantil são responsáveis pelo atendimento de crianças de zero a cinco anos. A expectativa é que os novos profissionais começam a atuar na rede municipal de ensino a partir de 2020.

"Essas contratações serão importantes para o atendimento pleno da Educação Infantil", explicou Solange Pelicer, secretária de Educação.  

As remunerações para a função serão de R$3.306,50. Esse valor inclui o salário base de R$2.264,99 mais o auxílio-alimentação de R$1.041,51. Os agentes temporários ainda terão direito a vale-transporte, nos mesmos moldes que os servidores concursados. As escolaridades não foram reveladas.

Prefeitura de Campinas-SP prepara nova seleção para a Secretaria
de Educação (Foto: Divulgação)

 

Por ser uma contratação emergencial, o processo seletivo será feito pela análise de títulos. O que levará em consideração a formação do candidato e o tempo de experiência na área. As inscrições terão duração de uma semana. Os demais dados estarão no edital.

“As contratações emergenciais seguem critérios específicos, que estarão no edital. Os interessados devem acompanhar as publicações em nosso portal para não perderem os prazos, principalmente o de inscrições, já que, pelo cronograma previsto, os candidatos terão uma semana para fazer isso”, detalgou a secretária.

Os contratados não devem ultrapassar 12 meses de duração, conforme lei para contratação emergencial na Prefeitura de Campinas, recém sancionada.

+ Assine a Folha Dirigida e aumente suas chances de aprovação

Campinas-SP também prepara novo concurso para efetivos

Paralelo ao processo seletivo, a Prefeitura de Campinas prepara um novo concurso para servidores efetivos da Educação. O prefeito Jonas Donizette já autorizou a publicação do edital.

No momento, a comissão do concurso, formada no dia 10 de outubro, estrutura a seleção dos futuros concursados. O concurso Campinas-SP, por exemplo, terá oferta expressiva para agentes de educação infantil.

Uma vez que, em setembro, foi sancionada a lei que cria 500 cargos públicos nessa função. A medida foi necessária justamente para abertura do novo concurso para área. Nesse caso, as contratações serão para efetivos, com estabilidade assegurada.

As regras serão publicadas em edital, assim que a banca organizadora for escolhida. A oferta do concurso também será para orientador pedagógico, professor de Educação Básica III - História e professor bilíngue.

Hoje, a rede municipal de Campinas-SP conta com 1.158 agentes de educação infantil e 549 monitores de educação infantil, que é um cargo extinto a vagar. Ou seja, que deixará de existir na prefeitura e, por isso, não há reposição após a aposentadoria desses profissionais.

+ Campinas-SP forma comissão de novo concurso para Educação

Concurso Campinas-SP 2019 teve oferta de 266 vagas

Este ano, a Prefeitura de Campinas já divulgou edital de concurso com 266 vagas para todos os níveis de escolaridade. Para Educação especificamente, as oportunidades foram destinadas aos cargos de coordenador pedagógico, supervisor educacional.

Além de professor de Educação Básica I - Educação Infantil; Educação Básica II - Anos Iniciais; Educação Básica III - Geografia e Matemática; e Educação Básica IV - Educação Especial. Tais carreiras não serão contempladas no novo concurso.

A oferta será para funções que não têm edital válido. Ou seja, o município não tem como suprir a carência de servidores deixada por aposentadorias, mortes, exonerações ou desligamentos em geral. 

Os participantes foram avaliados por diferentes etapas, como provas objetivas, avaliação de títulos, teste físico, curso de formação, entre outros. A Prefeitura de Campinas, localizada a 99 km de São Paulo capital, contrata pelo regime estatutário. Isto é, que garante a estabilidade empregatícia. 

Comentários