Concurso Belo Horizonte-MG: contratação da banca está em planejamento

O concurso para Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte, em Minas Gerais, está em fase de planejamento da banca organizadora.

A Prefeitura de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, avança com os preparativos para o novo concurso da Secretaria de Educação. No momento, a fase é de planejamento para contratação da banca organizadora. A informação foi passada pela Assessoria de Imprensa da pasta à FOLHA DIRIGIDA na quarta-feira, 5.

A instituição escolhida será responsável por receber as inscrições e aplicar as provas do concurso de BH. O município ainda não informou qual será a modalidade de licitação para definição da banca. A oferta será para os cargos de professor de Educação Infantil e bibliotecário, cujo número de vagas ainda não foi divulgado.

A seleção teve comissão organizadora formada em janeiro. Desde então, o grupo com nove servidores começou a elaborar o edital, planejar, acompanhar e fiscalizar os documentos do concurso Belo Horizonte-MG.

Ao ser questionada sobre um prazo para publicação do edital, a Secretaria de Educação disse que isso só será definido após a contratação da banca. Em 2018, a prefeitura chegou a formar comissão e abrir uma licitação para escolha da banca de concurso para professor de Educação Infantil.

Prefeitura de Belo Horizonte prepara novo concurso para Educação
(Foto: Semed-BH)

 

Esses trâmites foram revogados em função da mudança no nível de escolaridade do cargo. Antes, o pré-requisito para professor de Educação Infantil era ter apenas o ensino médio completo na modalidade Normal.

Porém, essa exigência gerava diferenciação nos salários comparado aos docentes de ensino fundamental, cujo requisito é nível superior. Em meio a reivindicações, o prefeito Alexandre Kalil concordou que os vencimentos dos professores de Ensino Infantil fossem equiparados aos outros colegas da classe.

Por esse motivo, houve a necessidade de aumentar o nível de escolaridade exigido para trabalhar com as turmas iniciais. A legislação passou a adotar o nível superior em Pedagogia ou Normal Superior como requisito também para os docentes de Educação Infantil.

Oferta do concurso Educação de BH seria de 194 vagas

Na época, a reportagem da FOLHA DIRIGIDA teve acesso ao projeto básico do concurso Belo Horizonte-MG. De acordo com o documento, a oferta seria de 194 vagas para professores de Educação Infantil. Os vencimentos iniciais da carreira seriam de R$1.451,93.

A jornada de trabalho era a mesma para todos: 22 horas e 30 minutos por semana. O projeto básico ainda adiantava que os candidatos seriam avaliados por três etapas: provas objetivas e discursivas, além de avaliação de títulos.

Na primeira fase, as provas seriam comportas por 40 questões, sendo 10 de Conhecimentos Políticos-pedagógicos e 30 de Conhecimentos Específicos. Como o edital de licitação para escolha da banca do concurso foi elaborado com base na lei anterior, teve que ser revogado para passar por alterações.

Mais de 10 bancas enviaram suas propostas e estavam na disputa. Dentre elas, RBO Concursos, Cebraspe e Fundação Cefet-Minas.

Acesse cursos de preparação para concursos: 

Último concurso para o cargo foi realizado em 2013

O último concurso para a carreira de professor para a Educação Infantil da Prefeitura de Belo Horizonte ocorreu em 2013. A banca organizadora foi a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). 

O concurso foi para formação de cadastro de reserva para vagas que surgiriam durante o prazo de validade da seleção. De dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Os concorrentes foram submetidos em três etapas: prova objetiva (conhecimentos didáticos pedagógicos e específicos); redação; e avaliação de títulos. Para concorrer, era preciso comprovar a conclusão do nível médio, na modalidade Normal.

Quer saber se falta muito para o concurso Belo Horizonte-MG ser aberto? Entenda os 13 passos de um concurso público: 



Comentários