Concurso Banco do Brasil 2020 é confirmado pela instituição

O concurso Banco do Brasil foi confirmado pela Assessoria de Imprensa da instituição. Seleção será para cargo de escriturário.

O próximo concurso Banco do Brasil foi confirmado pela Assessoria de Imprensa da instituição. Em resposta à FOLHA DIRIGIDA, na última terça-feira, dia 4,  a assessoria informou que o  “banco estuda lançar um concurso público” ainda este ano.

No entanto, segundo informações obtidas junto a uma fonte do alto escalação da empresa, os preparativos já estão bastante adiantados e a organizadora, inclusive, já foi escolhida e elabora o edital, com previsão de divulgação em março.

Segundo a Assessoria de imprensa do BB, o plano é contratar escriturários para a área de tecnologia. Apesar disso, é possível sim que o banco também inclua vagas para o escriturário generalista, aquele com o perfil mais tradicional, com atuação em atividades bancárias/administrativas.

Independentemente do perfil de escriturário que o BB procura, uma coisa é certa: o cargo de escriturário tem como requisito apenas o nível médio. Não há necessidade de curso técnico e muito menos formação superior para participar, o que torna a seleção bastante atrativa.

“O concurso para o Banco do Brasil é uma grande oportunidade para os jovens que buscam o primeiro emprego e para aqueles que não querem mais trabalhar na iniciativa privada, pois a instituição oferece um bom salário, uma série de benefícios e, sobretudo, a possibilidade de crescimento profissional. O melhor de tudo: basta ter o nível médio para concorrer”, disse Ricardo Pietro, especialista na área de concursos.

As atribuições do escriturário generalista (tradicional) e o da área de tecnologia são as mesmas, conforme consta nos editais de 2015 e 2018: comercialização de produtos e serviços do BB, atendimento ao público, atuação no caixa (quando necessário), contatos com clientes, prestação de informações aos clientes e usuários.

Também redação de correspondências em geral; conferência de relatórios e documentos; controles estatísticos; atualização/manutenção de dados em sistemas operacionais informatizados; execução de outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional do cargo, compatíveis com as peculiaridades do BB.

O que diferencia basicamente o concurso para escriturário tradicional (generalista) do escriturário com foco na área de tecnologia é o programa e o peso dado às disciplinas. Ou seja, independentemente do programa, as habilidades e competências requeridas aos concorrentes às vagas são absolutamente as mesmas.

Concurso Banco do Brasil (Foto: Divulgação)
Banco do Brasil confirma concurso para este ano no cargo de escriturário
(Foto: Divulgação)

Comparando-se os conteúdos dos concursos de 2015 (último para escriturário tradicional) e o de 2018 (escriturário da área de tecnologia), percebe-se que no segundo edital houve a inclusão da disciplina de Probabilidade e Estatística e a exclusão as matérias de Cultura Organizacional, Técnicas de Vendas e Atendimento. 

Outro fator importante é que o conteúdo de Informática tornou-se mais amplo. Além disso, foi feita uma outra distribuição do número de questões por disciplinas.

Concurso Banco do Brasil terá prova objetiva e redação

No último concurso para o “escriturário tradicional”, aberto em 2015, as provas objetivas foram compostas por 70 questões, sendo dez de Português, dez de Raciocínio Lógico-Matemático, cinco de Atualidades do Mercado Financeiro (Conhecimentos Básicos), cinco de Cultura Organizacional, dez de Técnicas de Vendas, dez de Atendimento, dez de Conhecimentos Bancários, cinco de Informática e cinco de Inglês (Conhecimentos Específicos). Houve também uma redação.

No concurso para escriturário com o perfil da área de Tecnologia, em 2018, a prova objetiva também contou com 70 questões. Em Conhecimentos Básicos foram cobradas cinco questões de Português, cinco de Inglês, cinco de Matemática e cinco de Atualidades do Mercado Financeiro.

Já em Conhecimentos Específicos, foram 20 de Probabilidade e Estatística, cinco de Conhecimentos Bancários e 25 de Informática. A segunda etapa também foi composta de uma redação.

Se for mantido para o novo concurso o programa da seleção de 2018, o ponto positivo, comparado a seleção de 2015, é a redução do número de disciplinas a serem estudadas: caiu de nove para sete.

Outro ponto positivo, especificamente para quem prestou o concurso anterior e não conseguiu a vaga naquela oportunidade, é que as matérias serão as mesmas e já foram estudadas. Então, esses já saíram na frente e, agora, teriam maiores possibilidades.

Vale destacar que o BB sempre costuma trazer inovações em seus concursos. Por isso, o programa pode ser reformulado. Então, novas disciplinas podem ser incluídas ou excluídas e ser dado um novo peso a cada uma delas.

Prepare-se para concursos


O escriturário recebe R$4.036,56, valor que já inclui os auxílios refeição e alimentação, para carga de 30 horas por semana.

Mas não para por aí. O contratado ainda terá direito a auxílio-transporte (variável de acordo com a localidade da residência e da agência de lotação do funcionário), participação nos lucros (geralmente, paga duas vezes ao ano), planos de saúde e odontológico, previdência privada com participação do banco, auxílio-creche/babá e auxílio ao filho com deficiência. Há, ainda, a tradicional possibilidade de ascensão profissional.

Como o cargo de escriturário pede apenas o nível médio e tem remunerações e benefícios atrativos, tudo leva a crer que o concurso vai contar com uma grande concorrência. Por isso, os interessados não podem perder tempo e devem iniciar o quanto antes os estudos.

Vale destacar, também, que o banco investe fortemente na qualificação de seus funcionários e oferece a eles a possibilidade de crescimento profissional. Diversos diretores da empresa ingressaram no banco como escriturários. O BB, inclusive, já contou com presidentes que são funcionários de carreira, que ingressaram na empresa como escriturários e foram ascendendo profissionalmente.

Segundo fonte do BB, o concurso será em âmbito nacional, ou seja, abrangerá diversos estados do Brasil, incluindo o Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.