Concurso Banco Central 2017/2018: entidades pedem veto a nível superior para técnico

Mudança, que é um pleito da categoria, tem resistência de entidades representativas de servidores públicos, que cobram o veto à medida, como já aconteceu no ano passado.

No último dia 1º, deputados e senadores aprovaram no Congresso Nacional a alteração da escolaridade, de nível médio para nível superior, do cargo de técnico do Banco Central (BC), que tem pedido de concurso no Ministério do Planejamento (Concurso Banco Central 2017/2018).
 
A mudança, que é um pleito da categoria, precisa ser confirmada pelo presidente da República, Michel Temer, que já negou a elevação no ano passado. Entidades representativas de servidores públicos cobram o veto à medida, como já aconteceu no ano passado.

Entidades divulgaram carta aberta ao presidente da República

 

Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários