Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso Alma: saiba como foram as provas da seleção anterior

Confira análise do último edital de concurso público divulgado pela Assembleia Legislativa do Maranhão.

A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alma) tem concurso público previsto e uma boa referência de estudos para os futuros candidatos pode ser a seleção anterior, aberta em 2013. Na ocasião, foram realizadas quatro etapas de avaliação. 

O concurso Alma 2013 foi organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e ofertou 92 vagas efetivas: nove de nível fundamental, sete de nível médio, 57 de nível médio/técnico e 19 de nível superior. Ao todo foram publicados quatro editais, rendendo mais de 18 mil inscrições

Para o próximo concurso, a oferta de vagas e cargos ainda não foi divulgada. Segundo informações transmitidas à FOLHA DIRIGIDA pelo órgão, a comissão ainda realiza o levantamento do quadro de pessoal.

Vale lembrar contudo, que a Assembleia tem uma determinação judicial a cumprir, segundo a qual deverão ser providos mais de mil cargos. Em um acordo, o órgão havia se comprometido lançar o edital em julho e aplicar provas em agosto, o que não aconteceu.

Concurso Assembleia-MA: edital até julho e provas em agosto 

Segundo informações da ouvidoria da Alma, a nova seleção será aberta ainda este ano. A expectativa é que o edital contemple cargos de níveis médio e superior, pelo menos.

Iniciais do último concurso chegavam a R$10 mil

O primeiro edital do concurso Alma 2013 contava com três vagas na carreira de consultor legislativo especial. Para ingressar foi exigido nível superior em Direito e pós graduação nas seguintes especialidades: Direito Constitucional, Direito Tributário e Orçamento Público, cada uma com uma vaga. O vencimento inicial, na época, era de R$10.097,96.

O segundo edital também contemplava cargos de nível superior. Foram ofertadas 16 vagas de técnico de gestão administrativa nas funções de administrador, advogado, contador, engenheiro civil, engenheiro de segurança do trabalho, médico, programador de sistemas, analista de sistemas, revisor e taquígrafo. O inicial era de R$5.163,07.

No terceiro eram ofertadas 57 vagas de nível médio na carreira de assistente legislativo, com vencimento de R$2.364,90. As oportunidades eram em funções de agente legislativo, técnico em iluminação, tradutor e intérprete de libras, e criador e desenvolvedor em web e plataformas digitais. 

No quarto edital foram concorridas 16 vagas de auxiliar legislativo nas funções de motorista, operador de recursos audiovisuais, eletricista de manutenção, bombeiro hidráulico e carpinteiro. 

A primeira especialidade exigiu o nível médio, além da carteira de habilitação. Para as demais o requisito foi o nível fundamental completo. Todas possuem vencimento básico inicial de R$971,86.

(Foto: Agência Assembleia)
Último concurso da Assembleia atraiu mais de 18 mil candidatos
(Foto: Agência Assembleia)

Concurso teve quatro etapas de avaliação

A primeira etapa de avaliação do concurso Alma 2013 foi a prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, aplicável a todos os candidatos. No mesmo dia, os candidatos a consultor legislativo, técnico de gestão e assistente (exceto tradutor de Libras) realizaram também uma prova discursiva. 

O exame de múltipla escolha foi composto por 50 (auxiliar), 60 (assistente e técnico) ou 70 (consultor) questões, dependendo do cargo concorrido. As disciplinas eram de

  • Português
  • Raciocínio Lógico-matemático (para alguns cargos)
  • Legislação da Assembleia do Maranhão
  • Noções de Informática (para alguns cargos)
  • Conhecimentos Específicos

Como estudar para concurso público sem edital?

A prova discursiva, no caso de consultor legislativo, compreendeu três questões sobre conhecimentos específicos, sendo: uma questão com, pelo menos, 45 linhas, um resumo de até 30 linhas e um parecer com mínimo de 70 linhas.

Para técnicos de gestão, a prova discursiva foi constituída de duas questões, também sobre conhecimentos específicos. Já para assistentes, essa etapa consistiu em uma redação contendo entre 20 e 30 linhas, sobre tema de atualidade.

As etapas seguintes consistiram em análise de títulos,  de caráter classificatório, para consultores legislativos; e uma prova prática, eliminatória, para os cargos de motorista e tradutor e intérprete de Libras. 

Segundo informações divulgadas pela FGV na época, o concurso registrou um total de 18.277 inscrições homologadas. Dessas, 13.908 eram para as vagas na carreiras de assistente legislativo. 

Para consultor legislativo, técnico de gestão administrativa e auxiliar legislativo operacional foram contabilizados 382, 2.243 e 1.744 cadastros, respectivamente. 

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA:

⇒ E-books 
⇒ Provas para download
⇒ Artigos sobre concursos
⇒ Editais verticalizados
⇒ Vídeos com dicas

Comentários