Concurso Araguaína-TO: projeto de lei propõe edital com 600 vagas

A Prefeitura de Araguaína, no Tocantins, enviou projeto de lei para criação de 600 novas vagas para preenchimento por concurso

No Tocantins, a Prefeitura de Araguaína encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto de lei para criação de 600 novas vagas no Executivo. Desse total, 40 serão para Guarda Municipal. Em caso de aval, o preenchimento de tais cargos será por concurso público.

A informação foi confirmada à FOLHA DIRIGIDA nesta quarta-feira, 6, pela Assessoria de Comunicação do município. A assinatura do projeto de lei foi feita pelo prefeito Ronaldo Dimas na última segunda, 4, junto com a proposta de implantação da Guarda Municipal (GM) de Araguaína.

A previsão é queo concurso Araguaína-TO ocorra em 2020. Ambos os projetos foram entregues ao presidente da Câmara, Aldair da Costa, para votação nos próximos dias. Os cargos, escolaridades e salários ainda não foram revelados. Em caso de aprovação da Casa Legislativa, o texto segue para sanção do prefeito.

Depois, o município formará uma comissão para acompanhar todos os preparativos internos do concurso Araguaína-TO. O grupo será responsável, por exemplo, pela elaboração do projeto básico, que funciona como um espelho para o edital.

Prefeito de Araguaína-TO (em pé) assina projeto de lei para criação de
600 vagas no município (Foto: Divulgação)

 

Esse documento, também conhecido como termo de referência, apresenta dados importantes como vagas, cargos, escolaridades, salários e etapas de seleção. Quando pronto, o projeto básico integra a licitação para escolha da banca organizadora.

As instituições participantes recebem o documento para que possam propor seus preços para ficar à frente da seleção. Em geral, a que apresenta o melhor preço e atende aos requisitos é contratada como banca. Assim, recebe o direito de receber as inscrições do concurso e aplicar as etapas, como provas objetivas.

A Prefeitura de Araguaína fica localizada a 384 km de Palmas, capital do Tocantins. O município, porém, é o segundo mais populoso do estado. A expectativa é que a forma de contratação seja pelo regime estatutário. Ou seja, que garante a estabilidade empregatícia aos servidores.

+ Assine a Folha Dirigida e turbine sua preparação
+ Como estudar para concurso público sem edital?

Câmara de Araguaína-TO realizou concurso com 2016

O último concurso realizado em Araguaína, no Tocantins, ocorreu em 2016 com oferta para ingresso como servidor da Câmara de Vereadores. O edital trouxe 28 vagas distribuídas entre carreiras de todos os níveis de escolaridades.

Os salários do concurso Araguaína-TO de 2016 chegaram até R$4.083,41 para cargas de trabalho de 30 horas semanais. As oportunidades foram para auxiliar de serviços gerais, vigilante, auxiliar administrativo, intérprete de libras, motorista, oficial de diligências, técnicos em áudio e vídeo, legislativo, contador, analista financeiro, entre outros.  

Os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A etapa contemplou questões de múltipla escolha sobre Língua Portuguesa para todos. Assim como Matemática e Conhecimentos Gerais, para ensino fundamental.

Quem concorreu às vagas com exigência de nível médio, técnico ou superior foi submetido, além da disciplina comum a todos (Português), a questões de Atualidades, Informática, Legislação, Administração Pública e Especificidades.

A validade do concurso foi de dois anos, prorrogáveis por igual período. Todos os aprovados foram contratados pelo regime estatutário, que garante estabilidade empregatícia aos novos profissionais.

Para a Prefeitura de Araguaína o último concurso ocorreu em 2015, com a oferta de 40 vagas para agente de transportes e trânsitos. O cargo exigiu ensino médio completo, com remuneração inicial de R$1.621,05. A jornada de trabalho era de 12x36 horas.

Comentários