Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Provas são aplicadas no Rio. Gabaritos na terça, 25

Foram aplicadas neste domingo, dia 23, as provas objetiva e discursiva do concurso para a Agência Nacional do Cinema (Ancine), para o cargo de técnico administrativo. O gabarito será divulgado na próxima terça-feira, dia 25, no site do Cespe/UNB, organizador, e na FOLHA DIRIGIDA Online. Os recursos serão aceitos a partir das 9h do dia 26 de setembro até às 18h do dia 27 (quinta), no site do organizador. Após o resultado dessa fase ser divulgado, os candidatos ainda serão submetidos a uma avaliação de comportamento e idoneidade moral, e perícia médica.   

Foram aplicadas neste domingo, dia 23, as provas objetiva e discursiva do concurso para a Agência Nacional do Cinema (Ancine), para o cargo de técnico administrativo. O gabarito será divulgado na próxima terça-feira, dia 25, no site do Cespe/UNB, organizador, e na FOLHA DIRIGIDA Online. Os recursos serão aceitos a partir das 9h do dia 26 de setembro até às 18h do dia 27 (quinta), no site do organizador. Após o resultado dessa fase ser divulgado, os candidatos ainda serão submetidos a uma avaliação de comportamento e idoneidade moral, e perícia médica. 

A FOLHA DIRIGIDA acompanhou a movimentação em um dos locais de avaliação no Rio, o Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam), localizado em Bonsucesso. Muitos candidatos foram acompanhados de parentes e amigos, que permaneceram esperando ansiosos pela saída dos concorrentes. A instituição também recebeu alguns deficientes. Os portões abriram às 13h30 e fecharam às 14h10, dando dez minutos de tolerância para aqueles que chegaram atrasados. Das 8h às 12h também foram aplicadas as provas para o cargo de técnico em regulação da atividade cinematográfica. 

A nutricionista Carla Scofano, de 35 anos, diz que estudou seis horas por dia, através de um curso preparatório online e por conta própria. Para ela, as notas dos exames serão altas. “Acho que a prova estará bem difícil, pois as pessoas estão estudando há um bom tempo, e estão 'no embalo' de outros concursos, como o do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mas meu desejo no momento é passar”, comentou. O concurseiro Carlos Eduardo Soares, de 35 anos, se mostrou confiante. “Estudei por um curso preparatório e em casa, três horas por dia. Acho que a prova estará razoável”. O funcionário público Alan Viana, de 30 anos, estudou pelos materiais da FOLHA DIRIGIDA e também mostrou estar bem preparado. “Se a prova seguir o modelo da anterior, será fácil. Gostaria de melhorar meu salário, caso seja aprovado”, acrescentou.

Normalmente, os pais fazem questão de levar os filhos até o local da avaliação, mostrando apoio e tentando fazer com que o nervosismo, comum entre todos os candidatos, diminua. Porém um caso chamou a atenção. Dessa vez, o filho fez questão de acompanhar sua mãe e apoiá-la. Luiz André, de 17 anos, e sua mãe Ana Maria, de 58, são de São Paulo e vieram para o Rio especialmente por conta da seleção. “Minha mãe ficou sabendo desse concurso pela internet. Existem vagas em São Paulo, mas elas são poucas. Como aqui no Rio a oferta é maior, resolvemos nos mudar. Caso ela passe, ficaremos aqui definitivamente”, declarou Luiz.

Após uma hora e meia de prova, alguns concorrentes já deixavam o local de prova. O jornalista Bruno Eduardo Miranda, de 34 anos, disse que a prova estava difícil, e que a parte mais complexa foi a de Administração. Bruno também fez o exame de manhã, para a função de técnico em regulação da atividade cinematográfica. “Tirando essa parte de Administração, fui bem. Mas acho que me saí melhor na primeira avaliação”, disse. Já o bancário Anderson Pitanga, de 35 anos, comentou que a prova estava tranquila, comparada aos exames anteriores da Ancine. “Gostei muito da parte de Gestão de Pessoas, e achei a avaliação muito bem elaborada e interessante. Trabalhar na Ancine, com cinematografia, já é um grande sonho”, concluiu.

 


Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações