Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Ancine aguarda aval da Economia para realizar novo concurso

Ancine aguarda aval da Economia para realizar novo concurso

Concurso Ancine é solicitado e aguarda autorização do Ministério da Economia para ser realizado.

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), autarquia vinculada ao Ministério da Cidadania, aguarda a avaliação do seu pedido, junto ao Ministério da Economia, para realização de um novo concurso público.

Ao todo, foram solicitadas 15 vagas distribuídas pelos cargos de especialistas em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual (6), analista administrativo (1), técnico administrativo (2) e técnico em regulação (6).

Para concorrer a uma das vagas nos cargos de especialista e analista é necessário ter formação de nível superior. Já para as funções de técnico, é exigido o nível médio ou técnico.

O último pedido de concurso feito pela Ancine, em dezembro de 2018, apontava a necessidade de preenchimento de 16 vagas para as funções de especialista em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual, analista administrativo, técnico administrativo e técnico em regulação.

Na ocasião, a Ancine argumentou que a realização de um novo concurso se tratava de uma medida de fortalecimento da capacidade institucional. Outro fator destacado foi a necessidade de reposição do quadro administrativo com novos servidores em decorrência das aposentadorias e pedidos de exoneração.

Autarquia pediu 15 vagas para novo concurso
Ancine aguarda autorização para novo concurso. (Foto: Folha Dirigida/Arquivo)

O pedido previa o preenchimento de sete cargos vagos da carreira de especialista em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual, um de analista administrativo, dois de técnico administrativo e seis da carreira de técnico em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual.

No novo pedido encaminhado ao Ministério da Economia, o salário inicial oferecido para o cargo de analista é de R$14.265,57; especialista, R$15.516,12; técnico administrativo, R$7.474,67; e técnico em regulação, R$7.846,37.

Leia mais:

Concurso Ancine: novo pedido para vários cargos é enviado ao governo

Último concurso ofertou 69 vagas

O último concurso realizado pela Ancine ocorreu em 2013 e foi executado pelo Cebraspe. Na época, o edital disponibilizou 69 vagas distribuídas da seguinte forma:

  • Analista Administrativo Área I - 15 vagas
  • Analista Administrativo Área II - 9 vagas
  • Analista Administrativo Área III - 4 vagas
  • Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área I - 15 vagas
  • Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área II - 13 vagas
  • Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área III - 13 vagas

Prova objetiva e redação

A prova objetiva para ambos os cargos foi composta de 120 questões. Do total, 60 foram de conhecimentos básicos: Português, Inglês, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Fundamentos e Legislação Específica do Audiovisual, Defesa da Concorrência, Regulação Econômica e Agências Reguladoras. As outras 60 integraram o caderno de conhecimentos específicos.

Além da prova objetiva, os candidatos foram submetidos a uma redação de texto dissertativo, que valia 40 pontos, e avaliação de títulos. Este, de caráter classificatório. Para o posto de especialista em regulação da atividade cinematográfica, a última etapa eliminatória e classificatória foi o curso de formação.

Para os cargos de especialistas áreas I e III, a redação consistiu na realização de um estudo de caso com até 45 linhas, e uma questão que sobre os conhecimentos específicos da área escolhida pelo candidato, que deveria ter até 15 linhas.

Já para a área II, foram aplicadas duas questões sobre aspectos dos conhecimentos específicos da área escolhida. O limite para cada uma das duas questões era de 30 linhas.

O candidato que concorreu ao cargo de analista respondeu a duas questões sobre assunto relacionado à área de conhecimentos específicos. Para ambas as questões, a resposta não deveria ultrapassar 30 linhas.

Confira a pontuação dos classificados no concurso de 2013

Em dezembro de 2015, a diretoria da Agência Nacional do Cinema publicou um edital em que prorrogava por dois anos o prazo de validade do concurso público. O período de prorrogação começou a contar em 20 de janeiro de 2016 e se encerrou em janeiro do ano passado.

O edital de 2013 previa a seguinte remuneração por cargos:

Analista Administrativo Área I - R$ 9.263,20 (nove mil, duzentos e sessenta e três reais e vinte centavos);
Analista Administrativo Área II - R$ 9.263,20 (nove mil, duzentos e sessenta e três reais e vinte centavos);
Analista Administrativo Área III - R$ 9.263,20 (nove mil, duzentos e sessenta e três reais e vinte centavos);
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área I - R$ 10.019,20 (dez mil, dezenove reais e vinte centavos);
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área II - R$ 10.019,20 (dez mil, dezenove reais e vinte centavos);
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual Área III - R$ 10.019,20 (dez mil, dezenove reais e vinte centavos).

O certame teve um total de 16.938 inscritos para as 69 vagas oferecidas. A oportunidade com maior demanda foi de Analista Administrativo Área I, com 587 candidatos por vaga. Confira o quadro de concorrência à época:

CARGO VAGAS CONCORRÊNCIA
Analista Administrativo – área I 15 587,00
Analista Administrativo – área II 9 140
Analista Administrativo – área III 4 85,75
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual – área I 15 234,47
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual – área II 13 89,15
Especialista em Regulação da Atividade Cinematográfica e Audiovisual – área: III 13 142,62

Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações