Concurso Anatel 2021: agência realiza novo pedido com 333 vagas

A Anatel já encaminhou um novo pedido de concurso com 333 vagas, para os níveis médio e superior, ao Ministério da Economia.

Um novo pedido de concurso para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já foi realizado dentro do prazo estabelecido para a solicitação de novos concursos federais ao Ministério da Economia, encerrado no dia 31 de maio. Desta vez, o pedido é para abertura de uma seleção com 333 vagas.

Na justificativa da solicitação, o presidente da autarquia, Leonardo Euler de Morais, destacou a importância de um concurso Anatel 2021 para o fortalecimento da capacidade institucional do órgão. Além disso, Morais ressaltou que, desde a criação da Anatel, a agência não conta com o quantitativo de servidores previsto em lei.

De acordo com a lei, a Anatel pode ter até 1.690 servidores em seus quadros. No entanto, desse total só 1.357 estão preenchidos atualmente. Ou seja, as 333 vagas solicitadas são, justamente, o quantitativo necessário para o preenchimento total das vacâncias no órgão.

“O já defasado quadro de pessoal tem enfrentado decréscimos significativos em virtude de vacâncias para posse em outros cargos inacumuláveis, aposentadorias, além do retorno de empregados da Telebrás”, explicou o presidente.

+ Concurso Inca 2021: novo pedido é enviado ao Ministério da Saúde

+ Exclusivo! Concurso PRF: enviado novo pedido com mais de 2 mil vagas

Anatel
Agência acumula exatos 333 cargos vagos atualmente
(Foto: Divulgação))

Anatel utiliza recursos próprios para gasto com pessoal

Morais ainda enfatizou que desde setembro de 2018 a Anatel utiliza recursos próprios para custeio de despesas com pessoal. Tais recursos são provenientes de rendimentos auferidos pela aplicação de recursos financeiros na conta única do Tesouro Nacional.

Diante disso, a contratação não acarretaria em acréscimos financeiros para o Tesouro Nacional.

As 333 vagas pedidas serão distribuídas por cargos de técnicos, analistas e especialista. A divisão foi feita da seguinte forma:

  • Analista administrativo = 46 vagas;
  • Especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações = 104 vagas;
  • Técnico administrativo = 99 vagas;
  • Técnico em regulação de serviços públicos de telecomunicações = 84 vagas.

As remunerações oferecidas para os técnicos de Administração e Regulação são de R$7.474,67 e R$7.846,37, respectivamente. Para analistas, o valor atual é de R$14.265,57. Os especialistas, por sua vez, recebem um salário de R$15.516,12. Os valores já contam com o auxílio-alimentação, de R$458. 

Resumo concurso Anatel

  • Órgão: Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)
  • Previsão de de vagas solicitadas: 333
  • Cargos: técnico administrativo, técnico em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações, analista administrativo e especialista em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações;
  • Requisito: níveis médio e superior
  • Remuneração: de R$7.474,67 a R$15.516,12
  • Status do concurso: aguardando autorização

Botão com link para assinatura

Agência não tem concurso em validade desde 2017

O último concurso Anatel foi realizado em 2014. A seleção teve a validade encerrada em 2017, sem possibilidade de nova prorrogação. 

Sendo assim, o órgão não conta com um cadastro de reserva válido para o preenchimento das vagas em aberto. De modo que um novo concurso deve ser realizado para suprir as vacâncias.

Em 2014, foram ofertadas 100 vagas, para as mesmas funções solicitadas no pedido protocolado no Ministério da Economia este ano. Desse total, eram 20 oportunidades para o cargo de técnico administrativo, nas áreas de Administração e Comunicação; e 12 para técnico em regulação de serviços de telecomunicação. As funções exigem o nível médio.

Já no nível superior as vagas foram distribuídas pelos cargos de analista administrativo (20), nas áreas de Arquitetura, Direito e Engenharia Civil; e para especialista em regulação de serviços de telecomunicação (48), nas especialidades de Economia, Contabilidade, entre outras.

O concurso foi composto pelas etapas de provas objetiva, discursiva e de títulos. A prova objetiva foi composta por 120 questões, dividas pelas disciplinas de Conhecimentos Básicos (50) e Específicos (70)