Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso Alepi retifica requisitos de cargos e inclui nova etapa

Edital do concurso Alepi é retificado com a mudança de requisitos para algumas carreiras e inclusão de uma nova etapa.

O edital do concurso Alepi, cujas inscrições para 41 vagas abrem no próximo dia 24 de setembro, foi retificado. Dentre as mudanças, está a alteração nos requisitos para algumas carreiras e inclusão de uma nova etapa.

Os candidatos a assessor técnico legislativo da área de Taquigrafia terão que realizar, além dos exames de múltipla escolha, redação e títulos, uma prova prática. A nova etapa, de caráter eliminatório e classificatório, está prevista para ser realizada em 16 de fevereiro de 2020.

O cargo de consultor legislativo na especialidade Tecnologia da Informação passa a exigir graduação na área ou formação em outro curso acrescido de pós-graduação em TI. Na especialidade Comunicação Social, a necessidade de registro no Conselho foi retirada. 

Para a assessor na especialidade Informática, além do ensino médio, passa a ser obrigatória a formação técnica. Na especialidade Radiodifusão, é aceito o credenciamento para o exercício da profissão ou registro na Superintendência Regional de Trabalho e Emprego (SRTE), além do curso profissionalizante.

Também foram retificadas questões relacionadas à critérios para correção de provas, recursos, critérios de aprovação, classificação final, conteúdo programático, prova de títulos e outros. Acesse o edital atualizado:

Inscrições para níveis médio e superior abrem na próxima semana

O concurso da Assembleia Legislativa do Piauí visa preencher 41 vagas nos níveis médio e superior. A previsão é que os selecionados sejam contratados já em julho do próximo ano.

No nível médio são 20 vagas na carreira de assistente legislativo, distribuídas pelas especialidades Taquigrafia, Informática, Cerimonial Público, Radiodifusão e Administrativa, cada uma com quatro vagas.

Para a área Administrativa é preciso ter apenas o ensino médio e conhecimento na área. Já as demais especialidades exigem cursos nas respectivas áreas. A remuneração inicial é de R$2.310,14 para todos.

As demais 21 vagas são de nível superior, com inicial de R$4.068,39. As chances são na carreira de consultor legislativo , nas seguintes especialidades: 

  • Redação de Atas e revisão de debates  (quatro vagas) - curso superior em qualquer área com conhecimento em redação e revisão de textos
  • Direito (quatro) - graduação em Direito
  • Contabilidade (quatro) - graduação em Ciências Contábeis e registro no Conselho
  • Tecnologia da Informação (quatro) - superior em TI ou outra área acrescida de pós-graduação em TI
  • Comunicação Social (quatro) - graduação em Comunicação Social e/ou Jornalismo
  • Biblioteconomia (uma) - graduação em Biblioteconomia e registro no Conselho
(Foto: Divulgação)
Concurso Alepi tem 41 vagas nos níveis médio e superior
(Foto: Divulgação)

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever por meio do site da Copese (da UFPI), organizadora, no período de 24 de setembro a 6 de novembro. Para confirmar a participação será preciso pagar uma taxa, cujos valores são de R$70 para nível médio e R$120 para o nível superior.

Pedidos de isenção poderão ser feitos entre os dias 24 de setembro e 3 de outubro, também no site da banca. O benefício é destinado a pessoas com deficiência, doadores de medula óssea, doadores de sangue, desempregados e pessoas que trabalharam como mesário ou colaboradores da Justiça Eleitoral no Piauí.

Concurso terá quatro etapas de avaliação

As primeiras etapas de avaliação do concurso Alepi serão as provas objetivas e de redação, ambas de caráter eliminatório e classificatório. A aplicação está prevista para o dia 12 de janeiro de 2020, em Teresina. Serão até cinco horas, no período de 8h às 13h, para fazer as duas avaliações.

Na objetiva serão cobradas 50 questões de conhecimentos gerais e específicos, conforme a tabela a seguir:

Área de Conhecimento Nº de questões Total de pontos
Conhecimentos Gerais Língua Portuguesa 10 20
Raciocínio Lógico 10 20
Conhecimentos Específicos do cargo 30 60

O exame valerá um total de 100 pontos. Os candidatos precisarão acertar, pelo menos, 50% das questões de cada uma das áreas de conhecimento para não serem eliminados do concurso.

A redação consistirá na elaboração de um texto dissertativo-argumentativo, na forma de prosa, valendo até 20 pontos. O tema será apresentado no momento da aplicação. Serão corrigidas somente as redações dos candidatos habilitados na etapa objetiva. 

A etapa seguinte, também destinada a todos os cargos, será a análise de títulos. Os que tiverem sido classificados nas duas provas escritas deverão encaminhar seus documentos para avaliação entre os dias 13 e 14 de fevereiro, conforme a convocação que será publicada no dia 12 do mesmo mês.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Por fim, será realizada a prova prática, esta somente para os candidatos classificados para as vagas de assessor técnico legislativo da área de Taquigrafia. O exame terá caráter eliminatório e classificatório e está previsto para o dia 16 de fevereiro.

A etapa será dividida em duas partes. A primeira compreenderá um ditado igual para todos os candidatos, com duração de três minutos, no qual será cobrado um aproveitamento mínimo de 70 palavras por minuto, totalizando 210 palavras. 

A segunda parte da prova prática consistirá na transcrição do texto taquigrafado em processador de texto Word, sem utilização dos recursos de auto correção e de verificação ortográfica e gramatical.

O resultado final do concurso está previsto para ser publicado no dia 17 de março. A seleção terá validade de dois anos, prazo que poderá ser prorrogado uma vez por mais dois. As contratações estão previstas para iniciar em julho de 2020. 

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA!

♦ E-books 
♦ Provas para Download
♦ Artigos sobre concursos
♦ Banco de Editais
♦ Vídeos com dicas

Comentários