Concurso Adasa-DF divulga dispensa e confirma Iades como banca

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal confirmou a escolha do Iades como banca do concurso.

Após ter sido declarado vencedor do processo licitatório, o Instituto Americano de Desenvolvimento - Iades foi confirmado como banca do concurso Adasa-DF. A ratificação de dispensa de licitação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quinta-feira, 30.

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal foi autorizada a adotar as medidas necessárias para a contratação da banca por meio de dispensa de licitação. O próximo passo deverá ser a assinatura do contrato.

De acordo com a publicação, a dispensa foi encaminhada à Superintendência de Administração e Finanças da Adasa-DF para as providências complementares. Ainda não há uma data definida para que o processo seja homologado e finalizado.

O Iades foi declarado como vencedor do processo licitatório em novembro de 2019, quando o resultado da concorrência foi divulgado no Diário Oficial do DF. Assinado pelo diretor da agência, o despacho informa que outras quatro bancas também estiveram na disputa, sendo elas:

  • Cebraspe (antigo Cespe/UnB);
  • Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação - o IBFC;
  • Instituto Quadrix; e
  • Instituto Selecon.

As instituições tiveram um prazo para envio de recursos contra o resultado da ata de análise e julgamento das propostas técnicas. As empresas enviaram suas contestações, que foram avaliadas, mas não capazes de alcançar a pontuação obtida pelo Iades, vencedor do processo.

(Foto: Divulgação)
Adasa-DF deve assinar com Iades nas próximas semanas
(Foto: Divulgação)

Edital do concurso Adasa-DF está previsto para até março

Demorados dois meses para oficializar a escolha do Iades, a expectativa agora é para que os próximos passos sejam feitos com celeridade. Isso porque o prazo para a publicação do edital de abertura é até março deste ano.

Em setembro de 2019, a Adasa recebeu mais 180 dias para concluir os trabalhos, após o prazo anterior estar próximo de expirar. A contagem do novo prazo é feita a partir do dia 9 de setembro, ou seja, a Adasa tem pouco menos de dois meses para assinar o contrato com a banca e divulgar as regras do concurso.

Vale lembrar que essa não foi a primeira vez que a Adasa teve seu prazo estendido. A previsão já havia sido prorrogada, em março deste ano. Se por um lado o cronograma não está fechado, o quantitativo de vagas do concurso Adasa já está confirmado.

O edital terá uma oferta de 75 vagas, sendo, dessas, 25 imediatas e 50 para formação de cadastro de reserva. Para o cadastro, os candidatos poderão ser chamados para suprir a carência deixada por aposentadorias, mortes e exonerações.

Essas convocações poderão acontecer durante todo o prazo de validade, que deverá ser de dois anos, e conforme o orçamento disponível. Serão 21 vagas oferecidas para técnico de regulação de serviços públicos, sendo sete serão para admissão imediata e 14 para cadastro.

A carreira pede nível médio completo. O salário inicial é de R$4.350 para jornada de 40 horas semanais. As demais 54 vagas estão previstas para o cargo de regulador de serviços públicos, sendo 18 imediatas e as demais 36 para a formação de cadastro. O cargo pede a graduação em áreas específicas, as quais ainda não foram informadas.

As especialidades disponíveis são: Geologia, Economia, Contabilidade, Direito, Legislação, Gestão, Regulação e Engenharia (Civil, Ambiental, Sanitária e Florestal). O salário da carreira é de R$10 mil para jornada de 40 horas de trabalho por semana.

O que fazem o técnico e regulador da Adasa?

Regulador de serviços públicos:

  • formular, planejar, coordenar, supervisionar, controlar, avaliar, executar, fiscalizar e exercer o controle sobre as atividades de competência da Adasa;
  • participar de programas de treinamento;
  • assessorar atividades específicas de Regulação, Fiscalização e Administração

Técnico de regulação de serviços públicos:

  • executar atividades de suporte técnico na área de regulação de recursos hídricos e de serviços públicos regulados pela Adasa;
  • participar de ações fiscalizadoras;
  • executar atividades de suporte administrativo;
  •  participar de programas de treinamento;
  • executar outras atividades de mesma natureza e nível de complexidade determinadas em legislação específica, observadas as peculiaridades da especialidade do cargo.

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos para o concurso!

E-books 
Provas para download
Artigos sobre concursos
Editais verticalizados
Vídeos com dicas