Plataformas de recrutamento online cresceram até 188% na pandemia

Estudo "Um olhar do digital sobre a saúde mental e o trabalho" apresenta em dados a mudança de comportamento dentro das corporações. Confira! 

21/12/2020 14:30

21/12/2020 14:30

A pandemia do novo Coronavírus mostrou que a internet e suas funcionalidades podem otimizar os processos e possibilitar a execução de tarefas que antes só poderiam ser feitas remotamente. 

No ambiente corporativo, o uso da internet também foi fundamental. Um exemplo disso é a possibilidade de adoção do home office por diversas empresas sem que o trabalho fosse prejudicado. Mas não para por aí. A crise da Covid-19 também impactou a forma como as organizações faziam o recrutamento de novos colaboradores. 

O estudo "Um olhar do digital sobre a saúde mental e o trabalho", produzido pela Decode em parceria com o Grupo Kronberg, apresenta em dados essa mudança de comportamento. 

De acordo com o levantamento, neste ano, houve um crescimento de 545% nos anúncios de trabalho remoto comparado aos anos de 2018 e 2019. A modalidade de trabalho foi adotada por 46% das empresas brasileiras, que passaram a funcionar com seus colaboradores em home office. 

Outro dado que chama atenção é o aumento no tráfego das principais plataformas de recrutamento online, que ganharam ainda mais destaque nesse período. Entre os benefícios desse crescimento estão a redução de custo e tempo de contratações, o que facilita a dinâmica e o tempo dos candidatos e das empresas. 

Principais plataformas de recrutamento que tiveram aumento de tráfego 

  • Gupy: +188%
  • Skeel.com: +124% 
  • Taqe.com: +87%
  • Mindsight.com: +78%
  • Connekt.com: +71% 

Os dados para a pesquisa foram coletados no período de 20 de agosto de 2018 a 20 de agosto de 2020 por meio do mapeamento de ambientes digitais e palavras-chave relacionadas ao universo do trabalho, carreira e aos impactos da pandemia no mundo profissional e no aspecto psicológico das pessoas. 

O método partiu da análise manual de uma amostra do universo de menções, que garantiu um nível de confiança de 95% e 5% de margem de erro.

De acordo com Lucas Fontelles, Head de Consumer Insights da Decode, na pesquisa por amostragem, o exercício do pesquisador é justamente o de criar uma amostra que "espelhe" o universo geral. 

"É importante ter em vista, é claro, os limites do fenômeno de digitalização da população no Brasil. Apesar disso, ao trabalharmos com um volume grande e diverso de dados do digital, cada vez mais é possível espelhar a realidade brasileira para conhecer os hábitos, preocupações e necessidades da população. Isso se torna ainda mais relevante neste momento de pandemia, em que diversas atividades migraram para o ambiente digital", comenta. 

Recrutamento online
A internet acelerou diversas transformações no ambiente corporativo
(Foto: Pixabay)



o que + você precisa saber:


Home office amplia contratações de profissionais de outros estados

Com o aumento do trabalho remoto, impulsionado pela pandemia, houve um aumento de 20% nas contratações fora do eixo Rio e São Paulo, segundo dados da Revelo, maior empresa de tecnologia para área de recursos humanos da América Latina.

Esse movimento está ocorrendo principalmente nas áreas de Tecnologia, Negócios, Marketing Digital e Finanças. A maioria das oportunidades se distribui entre os estados de Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Pernambuco, além do Distrito Federal.

“Esta curva de contratações em outras regiões gerada pelo teletrabalho reforça que a alternativa deu certo e veio para ficar. Temos flexibilidade, economia de tempo e, sobretudo, diversidade cultural. Pessoas de lugares distintos acrescentam visões diferentes e isso só enriquece o negócio das empresas empregadoras”, comenta Patrícia Carvalho, CMO da Revelo.

Atualmente, essas novas contratações vão além do perímetro geográfico do Brasil, pois há vagas remotas de outros países. Segundo a executiva, a Revelo já trabalha para preencher posições abertas em diferentes equipes estrangeiras.

“A Revelo, por exemplo, já conecta brasileiros com equipes estrangeiras. Atualmente, estamos em busca de perfis para posições no Vale do Silício, Nova York e Holanda e pretendemos chegar a 100 contratações internacionais até o fim de 2020”, enfatiza.

+ Leia mais

 

Newsletter Folha+

 

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis