Processo seletivo de trainee: 5 dicas estratégicas para se preparar

Confira cinco dicas estratégicas de como se preparar para passar em processos seletivos para trainee.

22/01/2021 09:00

22/01/2021 09:00

A pandemia trouxe com ela uma série de inseguranças para o mercado de trabalho. Mas uma coisa positiva é que, após os primeiros meses de quarentena e a reorganização estratégica e ágil das empresas, algumas indústrias voltaram a contratar. 

O destaque foi a alta de programas de contratação de jovens talentos, os trainees. Em 2020, houve um aumento significativo dos processos seletivos para recém-formados abertos até novembro, um crescimento de 36% se comparado a todo ano de 2019.

Pensando nisso, a BTC (Business Training Company), escola de negócios para futuros líderes, listou algumas dicas para quem está se preparando ou vai começar a se preparar para os principais processos seletivos de trainee.

Quem fala é Renato Arakaki, CEO e cofundador da BTC. Ele recomenda a atualização de hard e soft skills para atender exigências da nova economia, além de outras coisas. Confira!

#1. Melhorar a comunicação

Uma forma de fazer isso, indica o executivo, é gravando vídeos de apresentação pessoal. Afinal, esse formato é exigido em boa parte das entrevistas de emprego, estágio e trainee.

Com o distanciamento social, ficaram ainda mais comuns as entrevistas em vídeo. Portanto, saber se comportar e se comunicar bem para as câmeras é um diferencial importante.

#2. Estudar a fundo as empresas

Procurar saber sobre a empresa para a qual está disputando uma vaga é fundamental. Isso inclui saber suas estratégias, seus produtos e até suas atividades e posicionamentos em redes sociais.

Isso pode ajudar o candidato a uma vaga de trainee a responder melhor às perguntas na entrevista, por exemplo. Ou mesmo a escolher melhor o seu posicionamento em dinâmicas de grupos e testes.

 

Como passar em processos seletivos de trainee?
CEO explica como passar em processos seletivos de trainee
(Foto: Reprodução)

 

#3. Preparar sua história

“Saber contar casos em sua trajetória, seja profissional ou pessoal, em que tenha desenvolvido alguma competência comportamental como negociação, comunicação, foco em resultados e trabalho em equipe.”

Esse é mais um tipo de avaliação muito comum em processos seletivos para trainee. E saber construir uma narrativa sobre a própria trajetória pode ser tão importante quanto ter uma trajetória atraente em si.

#4. Estudar sobre finanças

Sim, de acordo com Arakaki, é fundamental ter boas noções de como calcular retorno, juros e também conhecer os principais demonstrativos contábeis. Mesmo que sua área não seja Exatas, esse é um diferencial importante. 

Acontece que com esses conhecimentos, o candidato à vaga de trainee poderá falar com segurança sobre receita, lucro, fluxo de caixa, ativos e passivos.

#5. Desenvolver soft skills

Tão importantes quanto os títulos acadêmicos, as soft skills podem determinar a seleção de um candidato. Muitos profissionais bem qualificados academicamente acabam ficando para trás por não desenvolverem bem essas habilidades.

“Comunicação, negociação e organização são algumas das competências avaliadas em processos seletivos que não são disciplinas desenvolvidas na graduação.”

Crise sanitária evidenciou necessidade de novo perfil profissional

Segundo Renato Arakaki, o que mudou muito com os impactos da transformação digital acelerada pela pandemia foi o perfil do profissional que as empresas estão procurando. Daí surgiram tantas vagas de trainee.

Mas ele destaca que, em qualquer momento da carreira, é necessário que o profissional se mantenha atualizado em seu mercado. O que difere hoje em dia é o ritmo dessas atualizações. 

“Compreender as novas ferramentas de comunicação, absorver os novos aplicativos, modelos de reports e direcionamentos, atuação em redes sociais, além de ajudar na objetiva execução dessas inovações na empresa é vital para o executivo da chamada nova economia."

De acordo com o CEO, em 2020, a BTC formou mais de 6 mil alunos e muitos buscam vagas nos principais programas de trainee. Ele conta que uma pesquisa interna com os alunos e ex-alunos identificou quais as principais mudanças que ocorreram em suas carreiras. 

Dos respondentes, 62,2% se sentiram mais confiantes no próprio trabalho; 29,7% receberam mais oportunidades de emprego; 27% conquistaram a vaga de emprego dos sonhos; 29,7% migraram para área de interesse dentro das empresas que já atuavam; 13,5% receberam alguma promoção; e o salário de 22,3% aumentou.

Newsletter Folha+

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis