Governo abre novo prazo para contestação do auxílio emergencial 2021

Aqueles que tiveram o novo auxílio emergencial negado a partir do dia 10 podem apresentar contestação até 22 de abril.

13/04/2021 11:53 | Atualizado: 13/04/2021 12:31

Por: Marcos Leandro

13/04/2021 11:53 | Atualizado: 13/04/2021 12:31 - Por: Marcos Leandro

Os trabalhadores que tiveram o auxílio emergencial 2021 negado a partir do dia 10 de abril poderão contestar a negativa a partir desta terça-feira, 13. O Ministério da Cidadania informou que esses beneficiários receberam a mensagem "em processamento" e passaram por uma nova análise.

Nesses casos, o requerimento poderá ser feito até o dia 22 de abril. Para isso, será necessário acessar o  portal de consultas  e informar o nome completo, nome da mãe, CPF e data de nascimento. Caso possa contestar, aparecerá a opção “solicitar contestação”.

O governo não divulgou quantas pessoas desse grupo tiveram o auxílio recusado. Além disso, também não informou quando o resultado da reanálise será divulgado. No resultado do processamento, podem aparecer três mensagens:

  • Elegível: a pessoa está apta a receber o auxílio emergencial;
  • Em processamento: a solicitação foi retida pelo Ministério da Cidadania para cruzamentos de dados adicionais. Nesse caso, os cadastros serão reanalisados com informações mais recentes;
  • Inelegível: o cidadão não atendeu aos critérios obrigatórios para receber o auxílio.

Para os inelegíveis, haverá possibilidade de recorrer. No entanto, o sistema aceitará apenas critérios passíveis de contestação. O Ministério da Cidadania listou todas as opções que podem ser contestadas.  Clique aqui e confira a lista →

Quem teve o cadastro ao auxílio emergencial negado no dia 2 de abril, o prazo para contestar a decisão terminou na última segunda-feira, 12.

 

Auxílio emergencial 2021
Novo prazo para contestação vai até 22 de abril
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

 

Quem pode receber o novo auxílio emergencial?

Pelas novas regras, o auxílio será pago para famílias que tenham renda total de até três salários mínimos, desde que a renda per capita seja inferior a meio salário mínimo. No entanto, somente quem recebeu ano passado poderá receber este ano, uma vez que não haverá novas inscrições. 

Assim como no ano passado, o dinheiro será depositado em uma conta poupança social da Caixa Econômica Federal, que pode ser acessada pelo Caixa Tem. Os valores variam de acordo com a composição familiar, sendo:

  • R$375 para mães chefes de família monoparental;
  • R$250 para casais;
  • R$150 para solteiros.

Newsletter Folha+

Confira o calendário da primeira parcela do novo auxílio emergencial

Nascidos emData de pagamentoSaque
Janeiro6/044/05
Fevereiro9/046/05
Março11/0410/05
Abril13/0412/05
Maio15/0414/05
Junho18/0418/05
Julho20/0420/05
Agosto22/0421/05
Setembro25/0425/05
Outubro27/0427/05
Novembro29/041/06
Dezembro30/044/06

Veja calendário completo →

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis