Quais são as tendências de mercado para 2021? Especialista comenta

Quais devem ser as tendências e cenários para os negócios em 2021? Confira a análise do especialista da FGV, Marcelo Reis.

06/01/2021 12:30 | Atualizado: 06/01/2021 12:50

06/01/2021 12:30 | Atualizado: 06/01/2021 12:50

O ano de 2020 foi atípico e desafiador para o mundo dos negócios. Por isso, as expectativas que já costumam se elevar com a chegada de um ano novo estão ainda maiores em 2021.

Mas, quais devem ser as principais tendências de mercado para este ano? O professor de empreendedorismo e inovação da Fundação Getúlio Vargas, Marcelo Reis listou as principais questões nas quais os empreendedores devem ficar atentos.

Antes de apontar as tendências, é importante ressaltar quais cenários são esperados para 2021. Segundo Reis, este será um “ano de transformação ou de ponte, entre um 2020 extremamente desafiador e um 2022 que deve nos trazer para o início de um futuro diferente”.

O especialista em Gestão Empresarial e Empreendedorismo destacou que, no primeiro trimestre do ano, as discussões sobre a pandemia do novo Coronavírus ainda estarão em pauta, inclusive a possibilidade de um novo período de isolamento, por conta do carnaval.

Por isso, ainda deverá ser um período de incertezas para o desenvolvimento dos negócios. Além disso, uma nova gestão assumirá o comando nos Estados Unidos, movimentação que deve causar reflexos em todo o mundo.

Gráfico
Economia ainda passará por desafios ao longo deste ano
(Foto: Divulgação)

 

Economia deve começar a se fortalecer a partir do 3° trimestre do ano

Para o especialista, será a partir do segundo semestre, com o início das campanhas de vacinação, que as empresas terão condições de entender melhor as mudanças que estão ocorrendo. Entre elas o perfil do consumidor e o que permitiu que empresas conseguissem sobreviver à crise enquanto tantas outras fecharam as portas.

Também será nesse período que começará a existir, efetivamente, um retorno gradativo ao mundo presencial, que será benéfico para setores de bares e restaurantes; e o turismo, por exemplo.

Veja também: Como é trabalhar na Hotmart? Descubra no POD+

Para o terceiro trimestre, a previsão é que o empreendedorismo e a situação econômica ganhem destaque:

“Creio que a pauta do Covid começara a diminuir  a pauta econômica começara a entrar em cena. Empresas em reestruturação, reorganização. Neste momento começo a ver um retorno às atividades de maneira mais contundente do varejo presencial e muitas pessoas buscando como válvula de escape o empreendedorismo”, analisou Reis.

Por fim, no quarto trimestre do ano será o momento de se reorganizar para 2022. Este período, em comparação ao ano de 2020, pode ser melhor no quesito vendas.

“Empresas e negócios já entendem qual o papel que precisam ter na sociedade para o futuro, como será o consumidor e o que ele quer e para isso já estarão se preparando para o futuro. E, quais novos produtos serão criados? Qual a demanda?”, destacou.

No entanto, o período de incertezas para os negócios pode retornar, mas por outro motivo: as eleições.

Se as análises de Marcelo Reis se confirmarem, 2021 ainda será um ano com muitos desafios pela frente. Mas algumas tendências podem facilitar a vida de quem atua no mundo dos negócios.

Botão com link para Newsletter

Confira as 10 principais tendências de mercado para 2021

1. Crescimento do online 

As marcas que ainda não conseguiram se consolidar no meio digital em 2020 precisarão ficar atentas a isso este ano. O meio digital que apresentou crescimento exponencial durante a pandemia deve continuar em alta em 2021.

2. Cliente é o rei 

O crescimento online também eleva o nível de concorrência no meio digital. Por isso, as marcas precisam identificar formas de encantar e fidelizar seus clientes.

3. Novas tecnologias 

Tecnologias que já eram utilizadas em diversos segmentos como Educação e Finanças também poderão se inserir no mercado de vendas, como a Realidade Aumentada e Big Data.

4. Novas abordagens 

Em 2021 também será o momento das empresas devem se preparar para realizar suas vendas: vendas reativas ou proativas? Em qual modelo apostas?

5. Novas configurações 

Neste ano, as lojas precisarão se comportar como verdadeiras Showrooms. Além disso, as empresas deverão apostas em vendas pelo modelo omnical, ou seja, atuar de forma linear em todos os seus canais, seja online (site, e-mail, redes sociais) e presenciais (lojas físicas).

6. Meios de pagamentos digitais 

Novos meios de pagamento estão surgindo e se consolidando no mercado, com o PIX, pagamentos por aproximação, pagamentos via websites (compra segura). As empresas precisam estar atentas a isso.

7. Apps e sites

Também será uma boa estratégia avaliara grandes apps e websites para agregar lojas ou produtos (ex. iFood, Mercado Livre). Há tendência para websites por Shopping Center e por silo de vendas também.

8. Culto a marcas 

Para se sobressair no mercado, muitas empresas deverão investir em seguidores, busca por clientes fiéis que atuem como evangelizadores da marca.

9. ESG (Environmental, social and corporate governance)

As marcas também precisarão investir em sustentabilidade: sociedade, meio ambiente e governança.

10. Ano do empreendedorismo

Conforme já mencionado, a crise econômica e falta de oportunidades no mercado formal fará com que muitas pessoas busquem o empreendedorismo como alternativa.

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!